A Apple foi a primeira grande empresa a colocar uma assistente de voz em smartphones. Mas, seis anos depois, a Siri segue atrás da concorrência, com menos recursos e desempenho inferior.

Uma análise de assistentes por voz, feita com mais de 5 mil perguntas diferentes, mostra que a Siri responde corretamente apenas 62% das vezes, contra taxas de aproximadamente 90% no Google Assistant e Amazon Alexa.

O que aconteceu? Reportagens do Wall Street Journal e do Washington Post mostram que disputas internas, mudanças de estratégia e até o foco em privacidade fizeram a Siri ficar para trás.

Em 2012, a Apple contratou Bill Stasior — que trabalhava na Amazon — para supervisionar a Siri. No entanto, ele era mais experiente em buscas, em vez de fala ou linguagem, o que acabou definindo o foco da assistente. A visão original da Siri era expandir suas habilidades para aplicativos de terceiros; mas, em 2013, Stasior postergou um plano de fazer exatamente isso.

A essa altura, os cofundadores da Siri já haviam saído da Apple. Eles fundaram a Viv Labs e criaram uma assistente cujo principal foco é interagir com apps de terceiros. A startup foi adquirida pela Samsung no ano passado.

Foto por Kārlis Dambrāns/Flickr

Quando a Apple enfim decidiu expandir a Siri para mais apps, em 2016, alguns desenvolvedores ficaram decepcionados. Ela oferecia comandos com alcance limitado: “as pessoas passaram de felizes e animadas a sentarem em workshops e perceberem, ‘eu não posso usar isso’… e voltaram-se para o Google e a Alexa”, diz o desenvolvedor Brian Roemmele ao WSJ.

Disputas internas só pioraram a situação. A Apple quis combinar duas equipes rivais — reconhecimento de fala e linguagem natural — em uma só para melhorar a capacidade de conversação da Siri. Isso criou uma briga interna envolvendo executivos de alto escalão, e o projeto foi transferido para outro líder sem experiência na área. Então, especialistas em reconhecimento de fala foram para outras empresas, como Google e Amazon.

Isso está mudando. No ano passado, a Apple contratou Russ Salakhutdinov, um renomado pesquisador de aprendizagem profunda; e apresentou seu primeiro estudo acadêmico sobre inteligência artificial. Isso ajuda a chamar a atenção de outros especialistas no ramo, facilitando contratações.

Privacidade

E há outro desafio: a privacidade. Enquanto Google e Amazon armazenam seus dados indefinidamente, removendo-os apenas sob pedido do usuário, a Apple os torna anônimos e os guarda por apenas seis meses. Além disso, ela costuma usar dados genéricos para treinar a Siri.

Com menos informações específicas do usuário, fica mais difícil tornar a Siri melhor. Pesquisadores dizem ao Washington Post que essa postura se torna um problema para quem está construindo inteligência artificial.

Por isso, a Apple vem apostando em formas de coletar mais dados do usuário seguindo um caminho diferente do Google e da Amazon. Isso é feito através da privacidade diferencial, que insere ruído nos dados para confundir invasores caso eles tenham acesso.

Por exemplo, quando o iOS reúne as fotos com o seu rosto, ela coleta diversas imagens para fazer o reconhecimento. No entanto, essas informações são criptografadas e misturadas com dados ruins, para impedir que elas sejam vinculadas a você.

Apple HomePod

Por muito tempo, o foco interno da Apple esteve bastante concentrado no iPhone, mas agora a Siri está recebendo mais atenção. No iOS 11, ela vai prever o horário que você deve sair para o trabalho, e analisar as notícias que você lê para sugerir artigos semelhantes e compromissos de agenda.

A Siri realmente precisa melhorar se quiser competir com outras assistentes no mercado, especialmente agora que ela é o centro do HomePod, alto-falante inteligente da Apple. A concorrência já é forte: temos o Amazon Echo, o Google Home, os alto-falantes com Cortana, e teremos até um dispositivo da Samsung com Bixby. Quem sabe agora a Siri deixe de ser basicamente uma interface para busca na web e se torne mais capaz.

Com informações: Wall Street Journal, Washington Post.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno
Enche o saco as vezes
Daniel Lobo
Mesmo o Google Now sendo melhor, ainda acho pouco. Eu ainda quero conversar com o Smartphone igual o Tony Stark com o Jarvis. Mas acho que isso vai ter um custo alto para a humanidade. ???
Baidu
Quem compra produtos Apple tem mais é que se dar mal mesmo.
Diego Oliveira
Minha opnião é exatamente a mesma, com a diferença que eu já passei da fase de uma semana e já faz uns 6 meses que exclui ele completamente da minha rotina.
Juliano
Só uso em casa mesmo. Os cards tem o benéfico de não precisar de interação por voz, adiantando coisas relevantes automaticamente
Helmut
Interessante, cara. Eu vou começar a testar em casa. Por falar nisso, depois que eu comentei aqui eu fui procurar me informar sobre o assunto e encontrei uns gráficos que apontam que apenas 3% das pessoas que afirmam utilizar esses assistentes (por voz) o fazem em ambiente de trabalho, o resto é dividido entre transito e residência.
LuizF
Em inglês é "the Siri" e Claro, por ser uma assistente é mais fácil chamar com "a" Mas pode ter sido essa a idéia
Felipe Goldenberg
OK, Sir LuizF, obrigado pela sua participação.
J_Eduardo
A Dori, digo Siri, é uma mula, mas ainda assim abusada. Num dia destes, após ela não entender e não conseguir fazer uma ligação, eu disse: vc é burra! Ela Ainda respondeu, sou incompleta, mas estou aprendendo....pqp...Ainda tive resposta arrogante. O chato é que não posso usar o Google now para fazer chamadas e outras funções internas, só internet, dai não vale a pena abrir e tentar...
J_Eduardo
Acho que na questão de auxílio não passaram nem perto do topo. Tive Android no smartfone e tinha um iPad, nunca a Siri , ao menos em Português, chegou próximo do Google nos...é como a amigo disse, um garçom que antecipa seus pedidos no restaurante e um garçom Dori....é uma mula...
Isaias Freitas
Quem entra pela primeira vez pensa ... Mas que zona eh essa aqui.?
Douglas B

Tá brincando, né? A Cortana só conta três piadas e cria uns lembretes tudo errados, não faz mais nada além disso.

Douglas Baião
Tá brincando, né? A Cortana só conta três piadas e cria uns lembretes tudo errados, não faz mais nada além disso.
Juliano
Eu utilizo sempre. Quando tinha Android usava os cards do Google pra trânsito, Compromissos, lembretes, notícias, enfim, era um agregador de coisas rápidas na palma da mão. Agora usando um iPhone e a limitada Siri só uso pra criar lembretes e alarmes mas o potencial disso é bem mais amplo
Jairo ☠️
Exibir mais comentários