Início » Internet » Prepare-se para avisos “este conteúdo é exclusivo para assinantes” no Facebook

Prepare-se para avisos “este conteúdo é exclusivo para assinantes” no Facebook

Felipe Ventura Por

Jornais e revistas lidam há anos com um dilema: produzir jornalismo custa caro, mas existe uma abundância de notícias oferecidas gratuitamente na internet. A solução que muitos veículos vêm adotando é o paywall: leia até 10 notícias de graça, depois pague por uma assinatura.

É possível “driblar” isso usando o Facebook: caso o jornal publique suas notícias na plataforma Instant Articles, disponível no iOS e Android, você pode ler todas sem limite mensal. No entanto, isso vai mudar em breve.

O Facebook começará a testar em outubro a opção de paywall. O veículo poderá bloquear os leitores após 10 artigos lidos em um mês, e direcioná-los para adquirir uma assinatura digital (ou para fazer login caso já seja assinante).

Os detalhes ainda são escassos: ainda não sabemos, por exemplo, se o Facebook ficará com parte da receita de assinaturas compradas através do app. A novidade, segundo o The Street, foi anunciada em uma conferência por Campbell Brown, chefe de serviços de notícias na rede social.

Mas cobrar assinatura por notícias dá certo? Surpreendentemente, sim. A Folha de S.Paulo, por exemplo, teve um aumento de 24% em clientes digitais no ano passado. Na verdade, o número de assinaturas online já é maior que o de exemplares impressos.

Enquanto isso, O Globo teve aumento de 25% no mesmo período; o Estadão, 17%; a revista Veja, quase 44%. É importante notar, no entanto, que assinaturas digitais custam bem menos que o pacote online + impresso.

Nos EUA, isso também vem acontecendo. O New York Times tem quase dois milhões de assinantes online, e os números não param de crescer. O Washington Post, adquirido há alguns anos por Jeff Bezos, tem receita digital de US$ 60 milhões por ano.

Bezos, que também é dono da Amazon, disse recentemente: os leitores “sabem que o jornalismo de alta qualidade é caro para produzir, e eles estão dispostos a pagar por isso, mas você tem que pedir que eles paguem. Nós reforçamos o nosso paywall e, toda vez que fazemos isso, as assinaturas aumentam”.

Ou seja, prepare-se para ver mais mensagens do tipo “este conteúdo é exclusivo para assinantes”, ou “fazer jornalismo de qualidade exige recursos”.

Com informações: Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Adriano
Pode começar sim, por estas que você citou. Já é um bom começo.
Wendel Rocha
Não, sério. Não vou te criticar. Quais sites você costuma ler? Tipo Gazeta do Povo? Senso incomum? Mídia sem máscara (do Olavo de Carvalho)? Antagonista? É mais pra conhecer outros veículos mesmo. Desculpe se pareci sarcástico. Se souber de algum internacional também vale, tipo o zero hedge. Estou aberto a novas leituras. Abraço!
Adriano
Wendel, primeiro é necessário entender o que de fato significa mídia alternativa. A mídia alternativa é aquela que está sempre ou quase sempre, questionando e confrontando a realidade descrita e imposta pelas mídias chamadas "Mainstream", essas que escrevem para você ter uma noção completamente irreal e distorcida da sua atual condição enquanto cidadão. Só que há um problema; O que você busca? As mídias alternativas se definirão na medida em que você definir aquilo que está buscando como contra ponto para o discurso vigente. Identifique o discurso vigente, e as mídias alternativas aparecerão para você. Por que não lhe dei exemplos? Por que não sei o que significa alternativo para você, não sei se você já identificou o discurso vigente e não sei se você concorda ou discorda desse discurso. Isso tudo é você quem deverá identificar e definir para iniciar sua busca por aquilo que é alternativo para você. Eu sei exatamente o que é alternativo para mim, mas muito provavelmente, aquilo que eu considero alternativo, não sei se terá o mesmo sentido para você. Foi exatamente por esse motivo que eu não disse para o Anderson, o que ele deveria ler, apenas deixei sublinhado que a Revista Veja e os outros exemplos que ele deu, do ponto de vista sócio-político, corroboram com o discurso vigente, apenas com um enfoque diferente para dar a impressão de uma cosmo visão política, diferenciada da realidade, a chamada mídia "melancia" ou seja, verdinha por fora e vermelhinha por dentro.
Adriano
Não me refiro ao conteúdo 100% imparcial por que isso não existe, me refiro ao conteúdo 100% doutrinário, seja ela qual for. Aquele conteúdo em que está explícito sua função doutrinária.
Wendel Rocha
Que mídia alternativa você indica Adriano?
Anderson Antonio Santos Costa
Imagino como burlar o hard paywall do NYT ou do Financial Times....
Fabrício Camargo
Eu também penso isso, que o conteúdo de qualidade vai diminuir muito mais e entendo que é necessário pagar por conteúdo que julgo ser bom.
Fabrício Camargo
Então você não vai pagar nunca por conteúdo. Todo site é o recorte de alguém com algum viés. Eu prefiro pagar dois sites opostos e tirar minhas próprias conclusões.
Fabrício Camargo
Em sites que têm até 10 artigos por mês para leitura gratuita, dá pra usar sem muitos problemas a navegação anônima para ler a vasta maioria dos artigos. Outros artigos, geralmente a parte de colunistas, não é possível usar a navegação anônima pra acessar. Nesses casos, alguns sites permitem que o acesso ocorra com o javascript desabilitados, caso da vasta maioria dos sites brasileiros (Folha, estadão, oglobo). Já outros sites, não permitem acessar o conteúdo assim (Guardian, Financial Times, NYT e outros). Eu uso o Toggle JS pra desabilitar popup muito, video que toca automaticamente, propaganda que rouba metade da tela e impede que eu visualize o conteúdo e em outras situações mais específicas (sites de torrents, por exemplo)
Adriano
Anderson, não se iluda com a "navegação anônima", ela só serve pra não deixar rastros no seu computador.
Adriano
Então você está precisando urgentemente rever seu conceito de "mídia alternativa"...?
Anderson Antonio Santos Costa
Eu somente leio a Veja por causa da assinatura do GoRead q tenho no meu plano Vivo Controle, Mas também leio a Isto É e a Carta Capital neste site.
Anderson Antonio Santos Costa
A navegação anônima ajuda a burlar os paywalls? Ou somente bloquear o Javascript???
Adriano
Mas a Veja não tem nada de alternativa...
Anderson Antonio Santos Costa
Verdade. Mas mesmo assim, o preço é alto... Por isso prefiro mídias alternativas atualmente.
Exibir mais comentários