Início » Inteligência Artificial » Elon Musk alerta para risco de Terceira Guerra Mundial com inteligência artificial

Elon Musk alerta para risco de Terceira Guerra Mundial com inteligência artificial

Por
05/09/2017 às 12h07
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Os projetos conduzidos por companhias como Tesla Motors e Neuralik são tão disruptivos que Elon Musk acaba tendo acesso aos pormenores da tecnologia, inclusive os negativos. Ele já avisou que a inteligência artificial (IA) precisa ser regulamentada antes que seja tarde para nós. Agora, o visionário empresário solta um alerta ainda mais dramático: a IA pode ser a base da Terceira Guerra Mundial.

Elon Musk

Exagero? Talvez. Mas a declaração de Musk tem como referência um país que os Estados Unidos não se atrevem a menosprezar: a Rússia. Na semana passada, o presidente russo Vladimir Putin fez um discurso para estudantes e destacou que quem se tornar líder no desenvolvimento da IA irá “dominar o mundo”. Para o presidente, a inteligência artificial é o futuro não só da Rússia, mas de toda a humanidade.

Inicialmente, o assunto passou despercebido, mas as declarações de Putin ganharam atenção depois que a mídia especializada começou a divulgá-las. A publicação do The Verge chamou a atenção de Elon Musk que, no Twitter, divulgou o link com os dizeres “está começando”:

Na sequência, Musk declarou (em tradução livre): “China, Rússia, em breve, todos os países com domínio da ciência da computação. A competição pela IA superior em nível nacional será a causa mais provável da Terceira Guerra Mundial, na minha opinião”.

É interessante como Putin e Musk sinalizam para a IA sendo mais importante para o futuro do que imaginamos. Até certo ponto, os dois têm a mesma opinião. Porém, a oportunidade que um enxerga é justamente o perigo que preocupa o outro.

Nas interações que manteve no Twitter, Musk destacou, por exemplo, que não vê a Coreia do Norte como um país com grande potencial para iniciar a Terceira Guerra Mundial. “A Coreia do Norte não tem alianças estabelecidas que poderiam polarizar o mundo para a guerra”, disse.

Vladimir Putin

No discurso para os estudantes, Putin adotou uma postura cuidadosa, apesar de sua aparente empolgação. Para ele, a IA é sim o futuro, razão pela qual a Rússia está disposta a compartilhar seus conhecimentos sobre o assunto. Essa seria uma forma de dizer que a tecnologia não ficará restrita a uma única nação.

Certeza mesmo é que o assunto ainda vai gerar muito debate. Musk parece determinado a chamar atenção para os riscos. Só para dar uma ideia, recentemente, o empresário se juntou a um grupo com mais de 100 líderes de companhias especializadas em inteligência artificial que enviou uma carta à ONU pedindo que a entidade proíba o desenvolvimento de robôs de guerra.

Com informações: TechCrunch

Mitos e verdades sobre a IA

Existe uma certa afobação na comunidade em torno da Inteligência Artificial. E isso tem acontecido principalmente porque a ideia de máquinas inteligentes gera muita mídia, além de ser um prato cheio para filmes e séries de ficção científica.

Mas a IA ainda está longe de se tornar um ser autônomo, que pensa como um ser humano. O que temos hoje são várias IAs restritas, desenvolvidas para tarefas específicas. Esse é o tema do Tecnocast 064. Dá o play e vem com a gente!

  • Eita… :/

  • Para as pessoas que comentaram na notícia da “carta à ONU” que essa não era a solução e que não iria diantar nada: a solução para um problema dificíl é igualmente difícil, e o Elon Musk está justamente fazendo isso, fazendo o máximo que ele pode para que esse problema difícil seja conduzido à bom termo, atento ao que acontece no mundo e constantemente alertando e tomando ações que estão ao seu alcance.

    A carta da ONU certamente não é A solução, mas faz parte da solução, mesmo que uma parte bem pequena. Simplesmente ler com desdém e comentar “não vai adiantar de nada isso aí” além de não ajudar, atrapalha :). Só pra refletir.

  • Ricardo – Vaz Lobo

    Fiquem tranquilos: a quarta guerra mundial será com paus e pedras.

  • Joaomanoel

    Na minha opinião isso é bizarro, isso sim. Nada que seja não-humano pode ser tão cruel quanto os próprios humanos ahhahahahaha. Se, no futuro, as IAs forem realmente ~~inteligências~~ artficiais elas iriam é ensinar como é que faz e administra um mundo corretamente.

    • Renan Araújo

      É que a gente comprou aquele clichê do cinema: a IA consciente percebe que pra um mundo correto o ser humano deve ser exterminado.

      Eu acho que a preocupação dele deve ser na forma que ela é usada, pra qual fim tá sendo pesquisada…

      • Maicon Bruisma

        Não é clichê, para mim e muitos outros milhões de pessoas é unanimidade que o planeta vai morrer se continuar assim, ele é um corpo que está doente e nós somos o vírus.

    • Suely Almeida

      Mas se você considerar que quem cria a IA são justamente os humanos, é preocupante sim…

  • Max Giudice

    Essa tecnologia está sendo desenvolvida há tempos e engana-se quem pensa que a realidade apresentada no filme “o exterminador do futuro” é uma mera ficção. A cada dia iremos ouvir mais e mais sobre isso e a mesma irá influenciar o nosso dia a dia, e sim, ela pode constituir uma ameaça para a humanidade. A preocupação de Elon Musk é algo muito relevante e que as pessoas devem dar atenção.

    • Julio da Gaita ✔

      Comparar IA com o filme do exterminador do futuro é meio forçar a barra né amigo, mas sim existe a possibilidade de o uso para fins bélicos representar um perigo pra população mundial e abrir caminho para regimes corruptos e beligerantes impondo as regras do jogo, num nível maior do que já acontece atualmente.

  • Musk ta ficando neurótico pelo jeito.

  • Vitor RV

    Assisti aos dois primeiros episódios de Westworld, da HBO, e gostei da trama.
    Queria aproveitar, contudo, para fazer algumas reflexões.
    Embora essa série apresente um laboratório com feições mais industriais, Hollywood insiste na mitologia do cientista solitário que faz tudo sozinho. Imagina um cara sozinho escrever um upgrade de androides quase humanos, sem nenhum tipo de redundância e verificação anterior. No mundo real, isso simplesmente não acontece (nem na fábrica de baterias da Samsung…).
    Por motivos de economia de roteiro, a série se foca no software, mas é óbvio que o hardware teria que ser completamente diferente do que é hoje. Uma computação binária, por silício, por mais sofisticada que seja, por mais big data que use, jamais chegaria nem perto de ser capaz de processar algo como a consciência. Nesse caso, estaríamos falando de redes neurais de um nível de complexidade ainda totalmente inalcançável.
    Como a tecnociência é uma rede, não daria para desenvolver todas as tecnologias necessárias (das redes neurais à pele, por exemplo) em um único laboratório. Esse tipo de avanço teria que ser caudatário de inúmeras tecnologias. Por isso, necessariamente estamos falando de algo para daqui a muitos anos, quando esse conjunto de coisas for desenvolvido em diversos laboratórios diferentes e possam ser, aí sim, reunidos num único “produto”. Ou seja, é preciso avançar um conjunto enorme de tecnologias (da química fina à informática) para chegarmos nesse ponto. Não dá para bancar o Victor Frankstein e resolver tudo num castelo isolado.
    Um tipo de avanço desses obviamente não ficaria restrito a um parque de diversões. Aliás, é de se questionar se um investimento como esse (de muitos bilhões de dólares) poderia ser amortizado apenas por um parque de diversões, por mais caro que ele seja. Da indústria bélica à mineração, os usos possíveis de androides pelo capitalismo seriam enormes. Com implicações sociais (por exemplo, no aumento do desemprego estrutural) gigantescas.
    Em resumo, estamos falando de um outro mundo e não da nossa realidade com androides, simplesmente.
    Por fim, e o mais importante. Nós estamos a anos-luz de entender o que são “consciência” e “emoções”. O que chamamos hoje de inteligência artificial não passa de uma montanha de dados analisada por uma enorme capacidade de processar dados. Quantidade e velocidade, portanto. Pra isso se tornar inteligência de verdade ainda falta muito!!!

  • Quem quiser que duvide dessas palavras 🤷‍♂️