Início » Aplicativos e Software » Windows 10 mostra quais dados são coletados em segundo plano pela Microsoft

Windows 10 mostra quais dados são coletados em segundo plano pela Microsoft

Por
1 ano atrás

A Microsoft vem se esforçando para esclarecer quais dados de telemetria são enviados pelo Windows 10 em segundo plano. Ela melhorou as opções de privacidade desde o Creators Update, e está indo um passo além.

Usuários no programa Insider podem instalar um programa que dá acesso total aos dados de diagnóstico do Windows 10. Ele se chama “Diagnostic Data Viewer”, e está disponível na Microsoft Store. (Você não precisa de uma conta Microsoft para baixá-lo, no entanto.)

Para acessá-lo, é preciso instalar a build 17083 ou superior, seguir o caminho Configurações > Privacidade > Diagnóstico e comentários e ativar a opção “Visualizador de dados de diagnóstico”.

Estes são os tipos de dados que a Microsoft coleta:

  • dados básicos, como ID e classe do dispositivo;
  • lista de aplicativos instalados, histórico de instalação, e informações sobre atualização de software;
  • dados sobre uso do dispositivo, sistema operacional, aplicativos e serviços;
  • propriedades do dispositivo, preferências e configurações, periféricos conectados, e informações de rede;
  • dados sobre desempenho e confiabilidade do dispositivo.

A Microsoft e empresas parceiras usam esses dados para diagnosticar falhas, analisar o hardware dos usuários, entre outros. Inclusive, elas têm uma ferramenta semelhante ao Diagnostic Data Viewer.

A telemetria está ativada por padrão no Windows 10; você só pode alterar entre os níveis “básico” e “completo” de informações que o sistema pode enviar, indo em Configurações > Privacidade > Diagnóstico e comentários.

Além disso, a Microsoft atualizou seu Painel de Privacidade, que reúne quais dados a empresa coleta no Windows, Bing, Cortana e outros serviços. Você pode acessá-lo em account.microsoft.com/privacy.

Ele ganhou uma seção “Histórico de atividade” para um feed completo de quais dados foram coletados, e quando isso ocorreu:

Com informações: Microsoft, TechCrunch.