Início » Web » Site oferece opção de minerador de criptomoeda para quem usa adblock

Site oferece opção de minerador de criptomoeda para quem usa adblock

Por
13/02/2018 às 15h01
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Desde o ano passado, alguns sites passaram a testar mineradores de criptomoeda como alternativas para anúncios. O problema é que, em geral, eles não eram transparentes e não avisavam o usuário de que estavam usando seu processador.

O site Salon, especializado em política dos EUA, decidiu usar um minerador de forma diferente: ele aparece como alternativa para quem tem um bloqueador de anúncios ativado.

Se você usa o AdBlock Plus, por exemplo, aparece um aviso: “percebemos que você está usando um bloqueador de anúncios”. Há duas opções: colocar o site na lista de domínios permitidos (whitelist), ou suprimir anúncios “permitindo ao Salon usar seu poder de computação não utilizado”.

Eu experimentei essa nova opção, e o Salon carregou sem anúncios — mas o Chrome passou a usar 20% do processador de forma constante. O FAQ explica que o minerador diminui o uso da CPU “se você iniciar um processo que requer mais recursos do seu computador”.

O minerador só ficará ativo enquanto o site estiver aberto no navegador; ao fechá-lo, o consumo de CPU volta ao normal. Ele lembra sua opção de minerar criptomoedas por 24 horas, e depois pergunta de novo se você quer desbloquear anúncios.

Segundo o Financial Times, o site não usa o minerador Coinhive — que se tornou um grande problema — e sim uma alternativa chamada AuthedMine, que “nunca é iniciado sem a autorização do usuário”. Trata-se de JavaScript; não é preciso instalar nada.

O AuthedMine é usado para minerar Monero, mas o Salon não menciona esse detalhe. Eles dizem apenas que, “para o nosso programa beta, começaremos aplicando seu poder de processamento para ajudar na evolução e no crescimento da tecnologia blockchain e criptomoedas”.

Mineradores ocultos de criptomoeda foram inseridos em domínios hackeados, em alguns sites brasileiros, e até em anúncios maliciosos no YouTube. Navegadores como o Opera adotaram bloqueadores nativos de minerador.

Essa iniciativa do Salon, no entanto, parece mais razoável. Você toparia manter o bloqueador de anúncios ativo, e em troca ceder o processamento do seu PC para minerar criptomoeda?

Com informações: Salon, The Next Web. Atualizado às 19h46.

Tecnocast 079 – Mineradores zumbis

O que você prefere: ver banners e anúncios enquanto navega em seus sites favoritos, ou doar uma parte do seu processador e não ver anúncio nenhum? Muitos sites já estão utilizando scripts que mineram criptomoeda com o seu processador. E, na maioria dos casos, nenhum aviso é exibido para o usuário.

Aproveitando essa novidade, alguns sites já arrumaram até uma forma de continuar utilizando o seu processador, mesmo quando você já fechou a aba. Então, qual seria o limite ético dos scripts de mineração? Dá o play e vem com a gente!