Na semana passada, um tiroteio em uma escola na Flórida deixou 17 mortos e vários feridos. Nikolas Cruz, de 19 anos, usou um fuzil AR-15 para atirar em alunos e professores da Marjory Stoneman Douglas High School.

Este foi um dos dez tiroteios em massa com maior número de mortes na história recente dos EUA. Por que isso acontece com tanta frequência? Em vez de se concentrar nas armas, alguns políticos estão culpando videogames.

O governador do Kentucky, Matt Bevin, disse na semana passada que os videogames violentos “celebram o abate de pessoas. Existem jogos que literalmente dão aos usuários a habilidade de ganhar pontos por fazer o mesmo que esses alunos estão fazendo dentro das escolas”.

Bevin usou esse mesmo argumento em janeiro, quando ocorreu um tiroteio em uma escola de Kentucky. Ele disse que videogames fazem parte da “imundície” da indústria de entretenimento, e “dessensibilizam os jovens para a verdadeira realidade trágica e para a permanência da morte”.

Esta semana, o presidente Donald Trump também resolveu culpar os videogames. “Estou ouvindo mais e mais pessoas vendo que o nível de violência nos jogos realmente está moldando a mente dos jovens. E então você avança um passo, e temos os filmes… eles são tão violentos, com matanças e tudo mais, e talvez devêssemos pensar sobre isso”.

Como solução, Trump sugere que “talvez precisemos colocar um sistema de classificação para isso”. Filmes e jogos têm classificação etária há décadas.

Na mídia

Essa suposta conexão entre tiroteios e jogos violentos não é nova, e vem sendo repetida pela mídia. Em 1999, várias notícias apontavam que um dos atiradores de Columbine era fã de Doom. Um boato desmentido dizia que ele criou fases adicionais para treinar o ataque. Em 2007, alguns relatos associavam Counter-Strike ao atirador da Virginia Tech que deixou 33 mortos.

E em 2011, o jornal O Globo publicou uma matéria dizendo que Wellington Menezes de Oliveira, atirador no massacre de Realengo, trocava mensagens na internet sobre GTA e Counter-Strike.

Ela dizia que, nos dois jogos, “o jogador municia a arma com auxílio de um Speed Loader, um carregador rápido para revólveres, usado por ele no massacre de alunos na Escola Municipal Tasso da Silveira… acumula mais pontos quem matar mulheres, crianças e idosos”. Essa parte foi silenciosamente removida da reportagem porque estava incorreta.

Jogos não causam violência

Afinal, existe alguma conexão entre jogos violentos e violência na vida real? Não.

Christopher J. Ferguson, pesquisador que vem estudando o assunto há 15 anos, analisou 101 estudos e descobriu que videogames violentos têm pouco impacto em jovens — isso inclui notas na escola, humor, medidas de agressividade e disposição para ajudar os outros.

Um estudo da Universidade de York, publicado este ano, analisou 3 mil pessoas e descobriu que o realismo em jogos violentos não se traduz em agressão no mundo real.

Estudos mostram, na verdade, que a violência juvenil pode cair substancialmente graças a videogames violentos. “Pesquisas mais recentes sugerem que o lançamento de jogos violentos altamente populares está associado a declínios imediatos em crimes violentos”, escreve Ferguson.

Criminologistas que estudam tiroteios em massa dizem que a conexão com jogos violentos é “mito”. E a Associação Americana de Psicologia sugeriu em 2017 que os políticos e a mídia parem de associar os tiroteios em massa a videogames violentos, porque não existe conexão entre os dois.

John Edwards, que trabalha na comissão de privacidade da Nova Zelândia, lembra que o mundo inteiro tem acesso aos jogos e filmes violentos dos EUA, mas tiroteios em massa nas escolas não ocorrem com frequência em outros países.

O motivo deve ser outro. É bem possível que a culpa seja das armas reais, e não das virtuais: os EUA correspondem a 4,4% da população global, mas detêm 42% das armas de fogo em todo o mundo.

Com informações: Ars Technica, The Next Web.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

linuxuser5000

Esse é o seu problema que ignora os fatos e a realidade e usa de falácias para validar o que acredita.

Keaton

Teu problema é o seguinte: você acredita que tudo funciona como na teoria (teoria como usado popularmente e não cientificamente) e ignora a realidade das coisas.

linuxuser5000

Eu estou falando com uma parede retardada, analfabeta funcional e que vive no mundo da lua.

Você deve achar que demonstra que seus argumentos são apenas falácias é distrocer o que você fala.

Quem vive num mundo utópico e se imagina como uma espécie de Deus é você que acha cegamente que é só não reagir que a chance de torturado, estrupado ou morto por um bandido disposto a tudo vai ser menor.

Tem situações que você tem a OBRIGAÇÃO e o DEVER de tentar defender a sua vida e a sua família.

Segundo você então o herói do caso do vídeo que sozinho contra 7 bandidos, matou 2 deles e deixou 1 ferido e fez os outros 4 fugirem e salvou a sua família, era melhor ele não ter reagido e ter deixado ele e a família a mercê de bandidos dispostos a torturar, estrupar e matar ?

E o cunhado de Ana Hickman um herói que salvou várias vidas, segundo você era melhor que ele não tivesse reagido e deixasse quem estava disposto a tudo fazer o que quiser com eles ?

Você acha realmente que não vale a pena arriscar a vida para tentar salvar você e a sua família de serem torturado, estrupados ou mortos ?

Se seus pais, mulher e filhos estivessem correndo o risco de ser torturados, estrupados ou mortos por um bandido disposto a tudo, você mesmo assim não ia tentar defender eles ?

Eu espero sinceramente que nunca ninguém dependa de você com seus valores tortos em uma situação de risco.

Novamente você está falando uma falácia, se a população tivesse acesso a armas de fogo, menos inocentes perderíam a vida e mais bandidos seriam mortos, como acontece em todos os lugares que a população tem o direito de se defender.

linuxuser5000

É você que está se contradizendo ridiculamente olhe o que você disse "O cara tinha sérios problemas de agressividade e mentais, era mais que óbvio que ele ia fazer merda" , se já era óbvio como você mesmo disse que ele ia fazer uma merda como você disse ele tinha que ser privado da liberdade em primeiro lugar ou não ?
Privado do convívio com a sociedade ele teria acesso a armas de fogo, armas brancas, veículos, gasolina ou qualquer outra coisa que pudesse ser usado para realizar um ataque ?

Esses assassinos já dão vários sinais muito tempo antes de realizar um ataque que são um risco aos outros, esse problema tem de ser eliminado pela raiz, ele tem de ser privado do convívio com a sociedade antes que faça vítimas , ele não pode ter acesso as ruas e assim não ter acesso a armas de fogo, armas brancas, veículos e gasolina, graças a esquerda com sua luta anti manicômial repleta de excessos pessoas que nunca poderiam com viver em sociedade porque são perigosas e representam um risco aos outros ficam soltas até fazerem vítimas.

A maioria não pode ser punida sendo impedida de se defender por causa de uma minoria, so uma minoria insignificante das vezes uma arma vai ser usada para realizar atentados na gigantesca maioria das vezes vai ser usada para salvar vidas, e o cidadão de bem não pode ter o acesso a armas dificultado.

Você não tem a mínima noção de realidade se você acha que se os professores e funcionários do colégio estivessem armados e pudessem se defender em vez de estarem de mãos vazias e não terem chance nenhuma de defesa o número de vítimas seria maior, experimente repetir isso a qualquer pessoa com o mínimo de bom senso pra você ver a resposta dela.

Essa história de controle mais rígido sempre tem o mesmo objetivo de fazer o foi feito no Brasil com o estatuto do desarmamento.

Keaton

"Pessoas como por exemplo o atirador que realizou o massacre nesse colégio na Florida na maioria das vezes já demonstram vários sinais muito tempo antes de realizar um ataque que são um risco aos outros, a solução para esse problema é dificultar o acesso a armas para gigantesca maioria da população ou privar do convívio com a sociedade antes que façam vítimas pessoas que representam um risco aos outros ?"

Você percebe quão ridiculamente tu se contradiz aqui? O cara tinha sérios problemas de agressividade e mentais, era mais que óbvio que ele ia fazer merda, e mesmo assim ele não teve nenhuma restrição para comprar LEGALMENTE tudo que ele usou... com um controle mais rigido que o "foda-se e assine esse papel" de lá, isso poderia ter sido evitado uma boa parcela disso.
E como eu já disse umas vinte vezes, de nada adianta um monte de pessoas despreparadas tentando combater aquele idiota. Ia acabar em mais vitimas.

E de novo, tu começou a distorcer o que eu digo. Eu falei em controle pouco mais rigido para evitar que pessoas com problemas tenham essa facilmente ridicula de comprar armamento de todo que é tipo. Não estou falando de desarmar a população. Estou falando em treinar a população. É completamente diferente.

Keaton

Eu estou falando com uma parede retardada, analfabeta funcional, mais empacada que a politica brasileira e comedora de tide pod.

Não adianta ficar distorcendo tudo o que eu escrevo. Tente argumentos novos, pois apenas distorcer o que eu escrevi está ficando com cara de trollagem.

Quem obviamente está vivendo num mundo utópico perfeito é você. Você não admite a possibilidade que existem diversas situações que reagir só vai causar problema, ex.: você surpreendido, já sob a mira de uma arma e mesmo o fato que eles não vão hesitar. Até parece que você está se imaginando como uma espécie de deus, que se torna superior a qualquer um e que acredita cegamente que vai ser superior a qualquer bandido que esteja querendo fazer mal. O mundo não funciona assim. Se o marginal acreditar que você tem uma arma, bad ending. Lembre-se, nem sempre ele está sozinho. É improvável que, se ele estiver com um armamento de uso restrito, tipo semi automática pra cima, você não terá a minima chance. Eles vivem disso e não se importam.

Você pode até tentar ser o "heroi" e salvar tua familia, mas tenha em mente que nem sempre vai dar certo. E que se tu agir sem conhecimento é onde começa a desmoronar a história. (Aquela história de "eu sei o que estou fazendo" é o principal problema. Lembre-se, sem treinamento.)

E sim, também espero que não dependam de mim em risco, não vou arriscar a minha vida ou a da minha familia para defender bens materiais. Estando vivo, posso comprar outra vez.

Lembrando que apesar de alguns defenderem que se o porte de arma fosse liberado os bandidos não iriam mais assaltar de medo, tem o outro lado... eles matariam para evitar serem mortos com mais frequencia. Eles não enfiariam a arma na cara e exigiriam o celular, e sim matariam a vitima (pelas costas ou de forma a não ter como reagir) e pegariam o celular. Ou seja, se aumenta o risco pro lado do bandido, ele vai passar a agir com mais violencia e isso aumenta o problema pro lado da vitima. É o mesmo motivo pelo qual carro forte não tem uma .50 automática montada. Resolveria o problema dos bandidos usando carro blindado para fazer os assaltos, porém isso só faria os bandidos se armarem mais e melhor. O que certamente causaria ainda mais vitimas.

Só por curiosidade, tu possui treinamento, posse e/ou porte de arma?

linuxuser5000

Eu estou falando com uma parede retardada, analfabeta funcional e que não tem a mínima noção da realidade e de como o mundo funciona.

Tem situações que você tem a OBRIGAÇÃO e o DEVER de defender a sua vida e a sua família, o bandido está disposto a tortura, estuprar e matar e você tem que impedir isso ou ao menos tentar impedir, como você mesmo disse a vida não é videogame você não apertar um botão e traz você e sua família de volta a vida inteiros e sem nenhum arranhão, em casos como o do vídeo e também em casos como o do cunhado da apresentadora Anna Hickman que foi um herói é salvou várias vidas se ele não não tivesse se defendido poderia ter acontecido uma tragédia e agora ele é tratado injustamente pela justiça como um criminoso e pode ser condenado, no circo que a esquerda transformou o Brasil virou crime se defender.

A vida real não é igual a seu mundo de fantasia, tem situações que você tem que reagir e tentar impedir o bandido que está disposto a tudo, eu espero sinceramente que ninguém nunca dependa de você com seus valores tortos em uma situação de risco.

linuxuser5000

Os únicos que viram bandidos com uma arma em nome de partidos e políticos podres são os esquerdistas para eles pela revolução vale tudo, para o cidadão de bem a arma e uma garantia de liberdade para evitar virar prisioneiro de um governo totalitário.
Para um governo totalitário seria mais fácil ou mais difícil chegar ao poder e se manter nele e fazer toda a população de gato e sapato fazendo-os comer o pão que o diabo amassou todo dia com eles desarmados e de mãos vazias ou com eles armados tendo poder bélico ?

Uma pessoa que tem uma arma e/ou frequenta um clube de tiro tem total condições de ensinar a outra como usala corretamente, aprender ou ensinar como usar corretamente uma arma é algo extremamente simples e fácil, é apenas uma arma não é uma usina nuclear que ele vai aprender ou ensinar a operar, novamente você quer punir a maioria que tem total condições de transmitir o seu conhecimento
por causa de uma minoria que ensinaria errado.

Como já disse a maioria não pode ser punida sendo impedida de se defender por causa de uma minoria.
Viciados e pessoas com problemas psicológicos, pessoas que representam um risco aos outros e se mesmas, poderiam conviver em sociedade sem serem um risco aos outros se não existissem armas ?

Pessoas como por exemplo o atirador que realizou o massacre nesse colégio na Florida na maioria das vezes já demonstram vários sinais muito tempo antes de realizar um ataque que são um risco aos outros, a solução para esse problema é dificultar o acesso a armas para gigantesca maioria da população ou privar do convívio com a sociedade antes que façam vítimas pessoas que representam um risco aos outros ?

Keaton

Eu falo com uma parede retardada, analfabeta funcional e mais empacada que a politica brasileira.

Se você reagir, a chance de você morrer aumenta muito.

Eu sinceramente prefiro perder um bem material que levou 20 anos para adquirir, do que perder a vida. Revolta? Revolta, mas você estará vivo para adquirir tal bem outra vez.

Lembre-se que isso não é Call of Duty que tu respawna depois de morrer, e que nem sempre tudo sai como o planejado/esperado. Você pode ser excelentemente preparado, como muitos policiais, porém sempre tem alguém melhor ou que deu mais sorte. Se tu reagir e ele te acertar, pode ter certeza que ele vai terminar o trabalho. E tu perde a vida... acabou, perdeu playboy. Tu perde, tua familia perde, teus filhos ficam sem pai ou mãe. E ele não. Ele só vai rir da tua cara, vai falar coisas do tipo "saca só essa arma e esse celular que eu roubei dum zé ruela que eu matei".

Agora, se tu prefere perder a vida para tentar defender um bem material, problema teu... teus valores estão um pouco tortos.

Keaton

Uma coisa que eu não enxergo é: o que você fará com arma contra os partidos (quaisquer que sejam)? Vai se tornar bandido por causa de politico podre? Deste jeito, tu sai do lado do cidadão de bem.

Todo mundo sabe lidar perfeitamente com armas, entendo. Qualquer um é certificado para ensinar tiro defensivo, prestar atenção nos arredores e tal, entendo.

Falando sério agora, meu ponto de vista é o seguinte: se o individuo ensinar errado (muito provavelmente acontecerá quando se pede pro sobrinho sabichão, por exemplo) e o cidadão se sentir preparado (e não estiver), ele pode e vai causar vitimas. Você também tem de GARANTIR que esse cidadão não tenha problemas psicológicos e/ou seja violento/bebado/dependente quimico. O cara cheira/bebe um pouco a mais, como ele obteve uma arma sem nenhum controle e pronto. Digamos que nunca acaba bem.

linuxuser5000

Você no início afirmou que o desarmamento não é posto em prática nos Estados Unidos por causa da associação nacional do rifle porque ninguém vai contra o seu patrocinador, diga então quem é o patrocinador do partido democrata para ele ser a favor do desarmamento ?

E o PT, PC do b, PSDB, PMDB, PSTU, PCB e outros partidos de esquerda qual o interesse deles em apoiar o estatuto do desarmamento ?

E as ditadura de esquerda qual o interesse delas em desarma a população ?

Você acha que o fato de todos os partidos de esquerda apoiarem o desarmamento e as ditaduras de esquerda desarmarem a população é por bondade ?

Praticamente todos que compram uma arma vão por sua própria vontade fazer um treinamento ou pedir que um amigo ou parente le de dicas e mostre como usala corretamente, com a ajuda de um amigo ou parente e muito simples aprender a forma correta de usala, um exemplo comum são os pais que ensinam os filhos como utilizar uma arma, o cidadão vai apenas comprar e aprender com quem ele preferir a usar a arma, ele não vai operar uma usina nuclear.

Esse argumento de dificulta o acesso a armas porque se não o cidadão "despreparado" vai matar um inocente, tem sempre o mesmo objetivo, fazer o que o estatuto do desarmamento fez no Brasil.

linuxuser5000

Sou eu que estou estou falando com uma parede retardada e que ainda por cima é analfabeta funcional,
no que você mesmo escreveu você quis dizer que a melhor opção é não reagir e deixar o bandido fazer o quiser, se você não compreender o que você mesmo escreveu não é minha culpa.

Keaton

A unica coisa que tu falou até agora é "papo furado" (e 60 variações disso). Tem um argumento mais elaborado que esse?

Ah sim, teu argumento está ignorando um pequeno detalhe (não sei se porque tu tem preguiça de ler ou incapacidade de interpretar), mas estou falando de cidadão despreparado e não de quem já tem o treinamento e comprove a necessidade de arma.

Eu honestamente gostaria de uma explicação pessoal tua (e de preferencia plausivel) para justificar um cidadão despreparado (e com alta chance de matar inocente) poder possuir uma arma.
(Por "cidadão" entenda apenas cidadões, exclua os marginais. Ah, tente ser mais original que "os bandidos tem armas" e/ou "posso comprar arma [ilegal

Keaton

Estou falando com uma parede. Uma parede retardada, ainda por cima.

No caso, está implicito que o estudo deve ser direcionado aos individuos que reagiram a ataque e não aos individuos não reagiram. (Se bem que o segundo também seria bem interessante...)

linuxuser5000

Puta que o pariu digo eu, você está ignorando o que você mesmo escreveu que foi o seguinte "Favor apresentar um estudo sobre quantos sobreviveram (mesmo ficando tetraplégicos) e quantos morreram em casos semelhantes. Bonus se incluir quantos vitimaram terceiros alheios a situação.", onde você quer dizer que a melhor opção é não reagir e deixar o bandido fazer o quiser com você e a sua família.

Pra você é mimimi o direito de proteger a sua vida e a sua família ?

Exibir mais comentários