Início » Mobile » O que há por dentro do Galaxy S9+

O que há por dentro do Galaxy S9+

Por
28 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

O pessoal do iFixit não poderia deixar de conferir as entranhas dos novos flagships da Samsung, certo? Certo. A ser lançado no dia 16 em alguns mercados, o Galaxy S9+ foi cuidadosamente desmontado, processo que revelou algo que, a essa altura, já não surpreende: reparar o aparelho não é nem um pouco fácil.

Galaxy S9+ - iFixit

Um ponto positivo destacado pelo iFixit é o fato de o Galaxy S9+ ter muitos componentes modulares que, como tal, podem ser trocados de modo independente, aspecto que, ao menos teoricamente, deixa os custos de reparo mais baixos.

Mas as facilidades terminam aí. O iFixit até destaca que a bateria, de 3.500 mAh, pode ser trocada. O problema é que chegar até ela é um teste de paciência. Há uma placa protetora por cima cuja remoção exige bastante cuidado. Além disso, o componente é fixado com uma cola que só não deu mais trabalho porque foi tratada com um removedor de adesivos.

O iFixit destacou que a bateria é praticamente a mesma que equipa o Galaxy S8+

O iFixit destacou que a bateria é praticamente a mesma que equipa o Galaxy S8+

Por motivos óbvios, a tela é um dos componentes que mais são trocados nos smartphones. No Galaxy S9+, a remoção do display também exige bastante paciência. É necessário aplicar calor cuidadosamente para a cola se soltar e, ao mesmo tempo, desmontar o smartphone quase que inteiramente para o painel ser liberado.

Galaxy S9+ - iFixit

A Samsung sempre prioriza as câmeras em seus modelos high-end, razão pela qual o iFixit olhou com bastante atenção para esses componentes. No caso do S9+, a câmera traseira é dupla, mas forma uma peça só, ou seja, não há um módulo para cada sensor.

Outro detalhe interessante é que, ao contrário das câmeras comuns, a lente com abertura variável não possui cinco ou mais lâminas para nivelar a entrada de luz; esse controle é feito por dois “anéis” giratórios. Como as câmeras estão em um módulo, é perfeitamente possível trocá-las, mas, de novo, chegar até elas não é fácil.

Galaxy S9+ - iFixit

Na parte da frente, o Galaxy S9+ traz entre os seus atrativos avatares 3D (AR Emojis) e desbloqueio via reconhecimento facial ou leitura de íris, mas, tecnicamente, não há grandes diferenças em relação à geração anterior: os módulos de infravermelho, sensor de proximidade, scanner de íris e câmera frontal são quase os mesmos que equipam o Galaxy S8+.

No índice de reparabilidade, o Galaxy S9+ ganhou 4 pontos de 10 (quanto mais alto, melhor), mesma pontuação obtida pelo Galaxy S8 e o Note 8. os detalhes estão no site do iFixit.