O Google ainda não tem apps de mensagens suficientes por aí, então decidiu que era hora de investir em mais uma tecnologia: o Chat é uma tentativa de substituir o antigo SMS pelo RCS (Rich Communications Service), um padrão de comunicação que permite transferência de arquivos, chats em grupo, mensagens de voz e outros recursos.

O RCS é uma espécie de WhatsApp só que padronizado. Segundo o The Verge, o RCS se chamará simplesmente Chat (sem a marca do Google) e funcionará por meio da infraestrutura das operadoras móveis, não dos servidores de Mountain View. As operadoras conversarão entre si, como no SMS, para que um cliente da Vivo consiga mandar um RCS para um da Claro, por exemplo.

Para que o Chat dê certo, é preciso que as empresas abracem o padrão. No Brasil, as operadoras Claro, Oi e Vivo já sinalizaram que vão oferecer suporte ao RCS. No entanto, em vez de cobrar como um SMS, as operadoras vão descontar as mensagens trafegadas da franquia de dados do cliente, como já acontece com os aplicativos tradicionais.

As fabricantes Huawei, Alcatel, Asus, General Mobile, HTC, LG, Samsung, ZTE, Intex e Lava estão na primeira leva de parceiros do Google que adotarão o padrão RCS. Isso significa que, mesmo que você não instale manualmente o aplicativo do Google, ainda será possível enviar e receber mensagens RCS por meio dos aplicativos nativos de mensagens dessas empresas.

Uma vez que o usuário tiver o Chat instalado, ele poderá trocar imagens e vídeos em alta resolução, enviar mensagens em grupos, ver se a outra pessoa está digitando, e saber quem recebeu ou visualizou sua mensagem. A quantidade de recursos disponíveis depende de cada operadora — mas a expectativa é que a maioria seja liberada para todos os usuários.

Se você enviar um RCS para quem não possui o Chat (ou usa operadora sem suporte ao padrão), as mensagens serão convertidas para SMS e recebidas normalmente pelo destinatário (dentro das limitações da antiga tecnologia, claro). É um funcionamento bem parecido com o do iMessage (o que provavelmente significa que usuários de iPhone não terão RCS tão cedo).

Nestes tempos em que a privacidade é um assunto em alta, só há um detalhe final: as mensagens trocadas por RCS não possuem criptografia de ponta a ponta como no WhatsApp ou Signal, e seguem os mesmos padrões de segurança e leis de quebra de sigilo de ligações telefônicas e SMS.

O RCS vem sendo discutido há anos (na verdade, as primeiras ideias da tecnologia surgiram em 2007!) e o Google aparentemente está investindo fortemente para torná-la realidade. Será que agora vai?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

paulo yan

Bom mesmo seria poder se comunicar usando o iMessage de um iPhone com um amigo usando o Chat no Android. Eu mesmo só não uso mais o iMessage por falta de amigos que tenham iPhone e mesmo aqueles que tem, preferem usar WhatsApp.

André Bires

Pessoal da Tecnoblog, NÃO É UM NOVO APP, é apenas o antigo "Android Messages" com suporte a conteúdo multimídia e outras funcionalidades como confirmação de entrega/leitura, através do RCS.

Isso está bem claro na reportagem...

kadu

Não é cobrado como SMS, é cobrado como Whatsapp (da franquia de dados).

@Sckillfer

Mas algumas operadoras já não cobram Whatsapp na franquia, logo fariam o mesmo com o próprio serviço.

Corvo

Exato!

DeadPull

Tipo os aplicativos de torrent?

Marks Duarte

Torcendo para que dê certo.

Corvo

Tomara que dê certo, nada melhor para os usuários que um serviço que trafega entre todas operadoras e independente de a outra pessoa usar um App em específico.
Seria ótimo por exemplo se eu pudesse usar o Whatsapp para conversar com uma pessoa que usa o Telegram ou o Messenger, todos os Apps conversassem por meio do mesmo protocolo, assim cada um usava um app que lhe encaixa melhor sem preocupar com o que a maioria use.

Rod

Respsota: não

WhatsApp segue dominante

Alberto Prado

E deveria vir por padrão no Android e não depender que o usuário baixe.
E² bastante marketing em cima.

Vitor

Focada nos EUA! Se você falar com o americano WhatsApp ele vai te responder: I'm fine!

Lá os SMS dominam. Eles nem conhecem o que é WhatsApp e apps que usem a internet.

Vitor

Nos EUA e Europa os SMS ainda dominam, acredite.

Lá os SMS desde muito tempo foram muito acessíveis, e quando surgiu a onda de mensagens instantâneas pela internet, a ideia não pegou afinal: porque vc iria trocar mensagens baratas por mensagens através de uma internet cara e que necessitava smartphones pra funcionar? Acabou que isso foi arrastando até hoje.

Keaton

Ah... cobrado como SMS? Sério? Em 2018? No thanks.

Fernando Marcante

Os caras tão trazendo uma tecnologia pensada a 11 anos atrás, que utiliza créditos, é offline e não possue criptografia. O que eles querem, que uma tecnologia defasada substitua o WhatsApp.

Rafael

Isso ai deve ser inveja do WhatsApp, imagina quanta informação das pessoas que o facebook deve conseguir pegar ... e a google tadinha... precisa de algo parecido.. kkkkkk

Exibir mais comentários