Tecnoblog
Início » Celular » Anatel adianta bloqueio por IMEI de celulares piratas no Rio de Janeiro

Anatel adianta bloqueio por IMEI de celulares piratas no Rio de Janeiro

O cronograma para o bloqueio em outros estados também mudou, com avisos começando em setembro

A Anatel vai bloquear celulares piratas no Rio de Janeiro antes do previsto. No estado, que está sob intervenção federal, os aparelhos irregulares receberão mensagens de aviso a partir de 23 de setembro. Por sua vez, o bloqueio será realizado a partir de 8 de dezembro.

Originalmente, os celulares com IMEI irregular seriam bloqueados no RJ em 2019. No entanto, o Gabinete de Intervenção Federal solicitou o adiantamento, que foi aprovado esta semana pelo Conselho Diretor da Anatel.

O cronograma para os outros estados também mudou. Esta é a versão atualizada:

O bloqueio foi implementado em maio no Distrito Federal e em Goiás. Em pouco mais de uma semana, a Anatel já havia barrado 37 mil aparelhos. A ideia é coibir o uso de celulares roubados, com IMEI adulterado ou clonado.

Os aparelhos piratas recebem um SMS dizendo: "[Operadora] avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue [número da operadora]".

Celulares importados não são afetados

Como a Anatel decide quais celulares bloquear? Um aparelho é considerado irregular quando não possui um número IMEI cadastrado no banco de dados da GSMA, associação global de operadoras.

Isso significa que smartphones importados da Xiaomi, Huawei e outras fabricantes não serão afetados — afinal, eles estão presentes no IMEI DB. A Anatel não leva em consideração se o aparelho foi homologado no Brasil.

Para sanar possíveis dúvidas, a Anatel tem um site para o projeto Celular Legal. Ele explica os detalhes do bloqueio e permite conferir a situação do seu IMEI. Você encontra esse código na caixa do aparelho, ou discando *#06# no app de telefone.

Com informações: TeleSíntese.