Tecnoblog

Google quer melhorar a exibição de URLs no Chrome

A nova versão do navegador já deixou de exibir o HTTP ou HTTPS

O Google mal começou a atualizar o Chrome e já trabalha para melhorar uma das coisas mais importantes da web: a URL. Para a empresa, a informação exibida na barra de endereços não tem sido muito útil para muitos usuários.

À Wired, a gerente de engenharia da equipe de segurança, Adrienne Porter Felt, defendeu uma mudança. “As pessoas têm muita dificuldade em entender as URLs”, disse. “Queremos nos mover em direção a um lugar onde a identidade da web seja compreensível para todos”.

Para Adrienne, os usuários precisam saber com quem estão falando quando acessam um site e conhecer formas de verificar se podem confiar ou não na página. Em um tweet publicado na terça-feria (4), ela afirmou que a maneira como o Chrome exibe as URLs deve mudar nos próximos meses.

“As pessoas não olham para elas quando deveriam. E quando fazem, elas não sabem para qual parte olhar. Estamos explorando maneiras de chamar a atenção para os indicadores de identidade corretos nos momentos certos”, continou.

Ainda não há informações sobre as medidas que o Google pretende adotar, mas a empresa já fez mudanças no Chrome 69, lançado no dia da declaração.

O navegador deixou de exibir na barra de endereço o HTTP ou HTTPS, que não garante que o site seja seguro. Os trechos da URL como “m.”, que indica a versão do site para dispositivos móveis, também foram ocultados.

Este é o primeiro passo de uma tarefa que não é simples. Antes de mudar a forma de exibição de URLs, o Google deverá lidar com sites de phishing que tentam se parecer legítimos para realizar plevar as pessoas a digitarem senhas e outros dados privados. Uma alteração equivocada poderia causar mais vítimas nesse tipo de golpe.

Ao mesmo tempo, a barra de endereços pode contar com muitas informações que não são úteis para os usuários. Algumas páginas costumam usar parâmetros para identificar se um clique veio de redes sociais ou do e-mail, por exemplo.

Estes são apenas alguns sinais de que o Google terá um processo trabalhoso. E, aparentemente, a empresa sabe disso. Segundo Adrienne, o primeiro passo antes de qualquer decisão será realizar “meses de pesquisa”.

Com informações: CNET.