Início » Carro » Yellow vai multar em R$ 30 quem deixar bicicleta fora da área de atuação

Yellow vai multar em R$ 30 quem deixar bicicleta fora da área de atuação

Yellow promete expandir área de atuação para mais bairros de São Paulo e para outras cidades; app oferece devolução de créditos

Felipe Ventura Por

A Yellow vai cobrar uma taxa de retorno de R$ 30 para quem deixar a bicicleta fora de sua área de atuação, que engloba alguns bairros de São Paulo. A multa começa a valer na próxima segunda-feira (1º de outubro). A empresa permite alugar bikes através de um aplicativo para iPhone e Android, por R$ 1 a cada 15 minutos.

A área de atuação da Yellow inclui os Jardins, Pinheiros, Vila Madalena, Butantã, Jaguaré, Vila Leopoldina, Moema, Itaim Bibi, Vila Olímpia, Indianópolis, Campo Belo e Santo Amaro. Isso é indicado no aplicativo como a parte clara do mapa.

Não era assim que a Yellow funcionava: a área de atuação não era destacada no app, e você podia alugar bicicletas e deixá-las em qualquer bairro, sem ameaça de multa. Por exemplo, eu já fui de Perdizes até a Avenida Paulista, áreas que a empresa deixou de atender (estão na área cinza do mapa).

Algumas pessoas foram além. É possível encontrar bikes da Yellow em bairros mais afastados do centro; segundo a Folha, há quem vá de bicicleta entre um terminal de ônibus e o local de trabalho. Elas também estão presentes em cidades da região metropolitana, como Guarulhos, Carapicuíba e Embu das Artes.

Yellow devolve dinheiro para quem comprou créditos

Se você comprou créditos da Yellow, mas usa a bicicleta fora da área de atuação, pode solicitar estorno do saldo indo em Menu > Minha carteira > Estornar crédito. Isso vale apenas para quem pagou com cartão de crédito.

“Pode levar até duas faturas para que o valor conste no seu cartão, a depender do emissor”, avisa a empresa. Os créditos não têm validade; antes, eles venciam após dois meses.

Yellow defende multa para delimitar área de atuação

A Yellow estreou o serviço em agosto com 500 bicicletas na capital paulista. Atualmente, ela oferece 2 mil. A empresa planeja colocar 20 mil bikes em circulação até dezembro, e 100 mil até o ano que vem.

A área de atuação deve ser expandida em 2019 para basicamente todos os bairros de São Paulo. Até lá, no entanto, quem estacionar em locais não-atendidos terá que pagar R$ 30.

“Para o nosso sistema sem estação funcionar bem, é necessária uma grande quantidade de bikes em uma região”, diz o aplicativo. “Além disso, precisamos garantir que nosso time de rua dê suporte para manter as Yellows disponíveis em locais em com alta demanda.”

A taxa de R$ 30 servirá “para assegurar o rebalanceamento das bikes e qualidade do serviço em nossa área de atuação”, de acordo com a empresa. A Yellow não exige que você estacione a bicicleta em uma estação fixa: basta deixá-la em vagas comuns de veículos na rua, ou em paraciclos públicos.

Segundo a Yellow, a taxa de retorno é “destinada à coordenação da equipe de logística”, e esse modelo “é adotado por todas as empresas de compartilhamento de bicicletas sem estação do mundo”.

CEO promete expandir área de atuação

Em comunicado à imprensa, a Yellow diz que está começando “uma nova fase de operação com base nos aprendizados sobre os fluxos da cidade e demandas dos usuários”. Ela também afirma que “a delimitação da área de atuação já havia sido anunciada pela empresa”.

Eduardo Musa, cofundador e CEO da Yellow, diz no comunicado que a área de atuação será expandida “à medida que colocarmos mais bikes nas ruas e de acordo com os pedidos da população”. Locais com grande circulação de pessoas terão prioridade, especialmente hubs de transporte público.

Além disso, mais cidades no Brasil receberão as bicicletas da Yellow até o final do ano. E a expansão internacional deve ocorrer já no começo de 2019, quando a Cidade do México terá bikes e patinetes da empresa.

https://twitter.com/Sukevicius_/status/1045000071484514304

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Freitas

Em qual parte do meu comentário existe alguma referência em "torcer pelo pior"???

Cristina Nascimento

Paçarinhu de sorte. Q vc continue sendo mto abençoado. Meu sonho tb é ir morar num bairro de classe alta.
Eu deveria ter estudado mais, fazer o q, né. Do céu só cai água e estrelas cadentes..

Cristina Nascimento

Cara, nem perca mais teu tempo. Faça como eu, dê block. Assim vc não gasta teus dedos com um inútil.

Daniel

Lei já tem demais, educação de menos infelizmente.

Jonas

Aí é com eles. É palavra deles.

Fabio Montarroios

postura antipática, empresa pouco ou nada confiável. estava achando a iniciativa bacana e tals... como sou ciclista e sei q, como eu, muitos estão deixando a bike encostada por conta da violência no trânsito restaurada por lemas como 'acelera, são paulo', o q poderia ajudar a mudar a cultura, na verdade, é uma proposta de butique: a gente diz q vai democratizar etc etc etc, mas na hora h, a gente refaz a estratégia. marketing... não confiem nesse marketing bonzinho, bacaninha, legal das empresas. geralmente esse dicursinho amigo é seguido de posturas assim. 99, por exemplo...

Fabio Montarroios

o pelé calado é um poeta. deixei essa frase pra vc se inspirar. cara, não tem absolutamente nada a ver isso... reclamar de uma empresa numa sociedade capitalista, por mais q vc seja anarquista (q seria a negação completa do estado) está dentro dos limites possíveis. se isso é hipocrisia, contradição, asneceira, tanto-faz, pq por mais q uma pessoa aspire outro sistema econômico ou político ela tem q viver no sistema q vige, ponto. o teu problema, e de caras q pensam como vc, é q ou é A ou é B. é esse binarismo cego e canalha q está nos levando, aos poucos, pra um buraco ainda mais fundo.

Fabio Montarroios

tipo blog de fake news?

Fabio Montarroios

AS PESSOAS PAGAM PRA USAR! não é de graça... mano, para de lamber saco de empresário. sério...

(exceto se for por motivos eróticos e consentidos, aí tudo bem.)

Fabio Montarroios

tem o cara q defende a coisa, uma causa, o bem público e tal. mas tem o cara q defende o empresário a qualquer custo. se o empresário fizer cocô na cabeça dele e cobrar uma multa, ele vai achar lindo...

Fabio Montarroios

Eles falaram q o vandalismo estava abaixo das espectativa... Eles não gostaram é de ver as bicicletas deles em bairros q eles não iriam nunca. Tinha uma aqui no jaçanã/sp e achei legal. Agora, se alguém resolver trazer uma pra cá vai pagar multa. Eu sei muito bem onde eles podem estacionar essa bicicleta... só não posso escrever aqui, pq é feio.

Fabio Montarroios

É por este exato motivo que eu não confio em nenhum dos seus comentários.

Fabio Montarroios

A gente já pode ir pagando aquele super bônus pro CEO da empresa no BR pelos ótimos trablahos.

Vegeta humilde

Eu DUVIDO eles expandirem a área de atuação toda que ta ali naquele reles mapinha, imagina o resto de SP

Vegeta humilde

Pra quem acha que a culpa dessa atitude da yellow é culpa dos brasileiros, deem uma lida nisso aqui.

https://www.bbc.com/portugu...

Exibir mais comentários