Início » Telecom » TV analógica é desligada em mais 620 cidades do PR, RS, SP e RJ

TV analógica é desligada em mais 620 cidades do PR, RS, SP e RJ

166 cidades no Paraná e Rio Grande do Sul terão apenas TV digital; desligamento no interior de SP e RJ vai até 12 de dezembro

Por
28/11/2018 às 14h49

A TV analógica será desligada em 155 cidades no oeste do Paraná e em outras 11 da região sul do Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (28). O cronograma previa que 59 municípios do interior do Rio de Janeiro e 395 do interior de São Paulo também seriam migrados hoje para o sinal digital, mas o governo prorrogou o prazo até 12 de dezembro.

Foto por Bernd Marczak/Pixabay

Em diversos municípios brasileiros, a TV analógica já não é mais realidade. No entanto, a adesão ao sistema digital em cidades do interior ainda não atinge a meta suficiente para o desligamento.

É necessário que a região atinja penetração mínima de 90% dos domicílios com sinal digital. No entanto, uma pesquisa realizada pelo Ibope afirmava que o percentual alcançado nas cidades do interior do Rio de Janeiro foi de 87%, enquanto o interior de São Paulo chegou a 89%. Por isso, o desligamento será gradual e ocorrerá até o dia 12 de dezembro.

TV analógica é desligada hoje em cidades do PR e RS

A partir desta quarta-feira (28), o cronograma segue com o desligamento da TV analógica em 155 municípios no oeste do Paraná e outros 11 da região sul do Rio Grande do Sul, que atingiram a meta mínima de penetração de domicílios com sinal digital. As emissoras irão exibir por 30 dias uma mensagem informando sobre o desligamento.

A lista completa das 620 cidades com desligamento da TV analógica previsto para novembro e dezembro está disponível no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações.

A TV digital é vantajosa por trazer imagem em alta definição e melhor qualidade de som, além de recursos como guia de programação e interatividade.

E o desligamento da TV analógica é importante para que as operadoras de telefonia móvel expandam a rede 4G com a frequência de 700 MHz, que possui maior penetração de sinal e cobre mais áreas utilizando menos antenas. As operadoras poderão instalar o 4G nessa frequência após o processo de mitigação, que dura 30 dias após o desligamento dos equipamentos de transmissão de TV analógica.

Como assistir à TV digital

Para assistir com o sinal digital, é necessário possuir uma TV compatível com o padrão (todas as TVs fabricadas no Brasil desde 2010 já possuem suporte) ou utilizar um conversor externo acoplado a uma antena UHF. Beneficiários de programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família, podem solicitar um kit gratuito contendo um conversor de sinal e antena UHF.

É válido lembrar que quem possui TV por assinatura não deve se preocupar com isso, uma vez que o sinal é entregue diretamente pela operadora ou o decodificador já utiliza o sinal digital terrestre.