Início » Celular » OnePlus 6T ganha do iPhone X e perde do Galaxy S9+ em ranking de câmeras

OnePlus 6T ganha do iPhone X e perde do Galaxy S9+ em ranking de câmeras

OnePlus 6T marcou 98 pontos no DxOMark, mesma pontuação do Google Pixel 2. Ruído pesou na avaliação

Paulo Higa Por

O OnePlus 6T é mais um celular topo de linha (mas não tão caro) a passar pelos testes do DxOMark. Com câmera dupla de 16 e 20 megapixels na traseira para tirar fotos com fundo desfocado, ele atingiu 98 pontos, ficando à frente do iPhone X e atrás do Galaxy S9+ no ranking do laboratório especializado. Houve um pequeno avanço em relação ao OnePlus 6, anunciado em maio, que havia marcado 96 pontos.

OnePlus 6T

A câmera traseira do OnePlus 6T é composta por dois sensores. O principal é um Sony IMX519, com resolução de 16 megapixels e tamanho de 1/2,55 polegada, equipado com uma lente de abertura f/1,7 com estabilização ótica. Já a segunda câmera possui um sensor Sony IMX376, ligeiramente menor (1/2,8 polegada), com lente de abertura f/1,7 sem estabilização.

Nos testes, o OnePlus 6T tirou fotos com “amplo alcance dinâmico, cores agradáveis e boa preservação de detalhes em quase todas as condições testadas”. O DxOMark comenta que o foco automático é rápido e confiável, e o modo bokeh é capaz de produzir resultados decentes nos desfoques de fundo. Além disso, os tons de pele são bem representados ao tirar fotos com flash.

Sample do OnePlus 6T (Foto: DxOMark)

Sample do OnePlus 6T (Foto: DxOMark)

Sample do OnePlus 6T (Foto: DxOMark)

Sample do OnePlus 6T (Foto: DxOMark)

Em situações de baixa iluminação, o OnePlus 6T capturou fotos com brilho notavelmente maior quando comparado ao iPhone XS e Galaxy Note 9, mantendo o ruído sob controle. Boas imagens também foram vistas em cenários de alto contraste, como ao enquadrar um fundo muito claro com o smartphone embaixo de uma área de sombra.

Câmera do OnePlus 6T perde pontos por ruído e textura

E quais as fraquezas da câmera? Ele perdeu pontos no quesito textura por abusar do filtro de sharpening no pós-processamento para tentar aumentar a nitidez da cena e apresentou inconsistências no balanço de branco em todos os cenários, sempre pendendo para o violeta. Fotos com zoom também não surpreenderam — o que era esperado para um smartphone que não possui zoom ótico.

Excesso de sharpening no OnePlus 6T (Foto: DxOMark)

O aparelho também apresentou ruído em fotos com áreas uniformes, como um céu azul, e acabou se saindo pior que o antecessor: o OnePlus 6 bateu 68 pontos no quesito ruído, enquanto o OnePlus 6T ficou estacionado nos 64 pontos. Por fim, nas cenas de amplo alcance dinâmico, alguns fantasmas, halos e inconsistências em cores puxaram a pontuação para baixo.

O OnePlus 6T ficou na 11ª posição no ranking de câmeras de smartphones do DxOMark, com os mesmos 98 pontos do Google Pixel 2. Ele perdeu da maioria dos celulares ultracaros de 2018, como o ainda líder Huawei P20 Pro (109), iPhone XS Max(105) e Galaxy S9+ (99), mas à frente de topos de linha passados e intermediários, como o iPhone X (97), iPhone 8 (92) e Asus Zenfone 5 (90).

Ele não é vendido oficialmente no Brasil. No exterior, o modelo custa entre US$ 549 (128 GB de espaço e 6 GB de RAM) e US$ 629 (256 GB de espaço e 8 GB de RAM), abaixo de outros aparelhos premium, normalmente com preços a partir dos US$ 800. O aparelho é equipado com processador Snapdragon 845, painel AMOLED de 6,4 polegadas (2340×1080 pixels), bateria de 3.700 mAh e leitor de impressões sob a tela.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

disqus_QYnzu3scep

bcayres already read

Tambem, se fosse pra comprar um agora, creio que seria ele mesmo...

Corri esse risco e digo que vale a pena, meu sony xz1 compact e meu antigo z1 compact nao vieram pro brasil, mas achei bastante peça aqui no mercadolivre quando precisei.

Maicon Bruisma

Todos são bons. Consigo resultados ótimos com a GCam no A2, Mi8 e oneplus 6t tem obrigação de serem ótimos mesmo sem a GCam.

Bil

Através do aplicativo Focos, no iPhone, a captura de profundidade se dá em centenas de níveis. Sim, na maioria dos celulares a profundidade de campo é forçada e falsa, mas não no iPhone quase se usa esse app.

Jedielson Almeida

O software no iPhone XR "modula"muito bem o efeito x distância do objeto; inclusive até o Pixel 2 fazia isso muito bem.

Diogo

Pois no meu MI8 é muito bem feito só é preciso um pouco de bom senso para utilizá-lo.

Gustavo75

Porque já vi comparativo de câmeras em canais estrangeiros que divergiram com alguns resultados do dxomark. Me refiro apenas em fotos, não em vídeo. Por exemplo: Vi comparativos entre xiaomi mi 8 , mi mix 3 vs one plus 6 e 6t, e as fotos tanto da câmera traseira quanto da frontal dos oneplus ficaram melhores que as dos xiaomi. Mas existe testes e testes e suas variáveis. Vai saber....

John Smith

Mas você leu o textão que comentei pro usuário mais acima?

São dois problemas: identificar o objeto principal (o que é feito de forma precária e causa esse borra-não borra onde não deve) e identificar a distância dos demais objetos para borrá-los em intensidades diferentes (o que não é feito).

Eu acho horroroso ver um efeito falso desses em que uma pessoa que está passando atrás do assunto principal está borrada na mesma intensidade que um prédio a 200 metros, por exemplo.

Comentário Mil Grau℗

O desfoque escroto eu odeio, onde ele meio que borra tmb a cara da pessoa pq o software não consegue fazer isso direito ou pq o conjunto de câmeras não é dos melhores, mas quando vc pega, por exemplo, o apk do Google Camera isso muda completamente, aquilo sim é um desfoque "perfeito" e deixa a foto mto mais legal de se ver!

John Smith

Dê uma olhada no comentário mais elaborado que eu fiz em resposta ao usuário acima e talvez me entenda melhor.

Comentário Mil Grau℗

Fora que estou satisfeito com a câmera do meu Mi 8 SE tmb, mto boa por sinal, melhor que a do meu antigo Axon 7.

Comentário Mil Grau℗

O celular que me faria trocar o meu Mi 8 SE seria o Pixel 3 (sem ser o XL) simplesmente pela sua tela ser a menor de todas. Não sou mto fã de telas grandes, tanto que peguei o Mi 8 SE por ser o "menos grande" da nova leva de smartphones bordeless (que achei que diminuiria o tamanho dos aparelhos, ao contrário do que fazem em aumentar o tamanho da tela e, consequentemente, o aparelho em si).

Vegeta humilde

Ta aí o maior problema pra um "cagão" q nem eu, garantia

Vegeta humilde

Depois de cansar de andar de Uber

Exibir mais comentários