Início » Celular » Samsung Galaxy A30 é homologado pela Anatel [atualizado]

Samsung Galaxy A30 é homologado pela Anatel [atualizado]

Samsung Galaxy A30 deve ter 4 GB de RAM e rodar Android 9 Pie

Felipe Ventura Por

A Samsung tem mais um celular homologado no Brasil: o intermediário Galaxy A30 está passando pela Anatel. Rumores dizem que o Galaxy A30 terá 4 GB de RAM e rodará Android 9 Pie.

Atualização: removemos referências ao Galaxy A60, que não está em homologação na Anatel.

Samsung Galaxy A6+

Samsung Galaxy A6+

O Galaxy A30 (SM-A305GT/DS) já deu as caras no Geekbench. O teste de desempenho revela um celular com processador Exynos 7885 octa-core, sendo dois núcleos de alto desempenho de 2,2 GHz e seis núcleos de baixa potência de 1,6 GHz. Além disso, o benchmark lista 4 GB de RAM e sistema operacional Android 9 Pie.

Segundo o SamMobile, o Galaxy A30 virá em modelos com 32 GB ou 64 GB de armazenamento interno. E de acordo com o site coreano ETNews, ele terá uma tela AMOLED. Este aparelho deve chegar depois do Galaxy S10, porque a Samsung costuma aproveitar a versão mais recente do Android para lançar seus aparelhos top de linha.

 

Samsung Galaxy A8s, conhecido fora da China como Galaxy A9 Pro

A Anatel já homologou o Galaxy A50, que deve ter bateria de 4.000 mAh e furo na tela para a câmera frontal. Parece que teremos cerca de dez smartphones na linha Galaxy A este ano, indo do A10 ao A90.

Além disso, a Samsung não deve mais lançar celulares das linhas Galaxy J, Galaxy On e Galaxy C, substituindo-as pelo Galaxy M. Dessa forma, os aparelhos ficarão organizados da seguinte forma:

Com informações: Pinguins Móveis.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Celso

Você (e muita gente) interpretou errado o "Pro".
Pra começar, ele não é uma linha de aparelhos da Samsung, e sim uma edição específica (desconsiderando o primeiro J3 Pro, que só saiu na China, e não teve um J3 normal) de aparelhos normais que já estavam no mercado (normalmente com mais RAM ou mais armazenamento, ou os dois juntos).

O J5 Pro não era uma linha diferente, e sim o J5 2017 com 1 GB a mais de RAM.
Ele ainda era sucessor do J5 Metal (J5 2016, que aqui no Brasil só ganhou o "Metal" no nome por causa das bordas metálicas, embora fizesse mais sentido o J5 Prime ter sido lançado como J5 Metal, mas enfim), este sucessor do J5 (2015).

A questão é que não podem ver um nome na frente, que acham que é uma linha de aparelhos diferente (mas entendo que não é algo intuitivo, então não dá pra isentar a Samsung nessa, também).

Celso

No caso dos J Metal e J Pro, não é que ela fragmentou, e sim que tomou a decisão de distinguir de forma mais objetiva (ou mais complicada, isso depende da pessoa) as gerações (e não apenas pelo ano).

J Metal é sucessor dos J originais (de 2015).
J Pro é sucessor do J Metal.

E pudesse até ser melhor ela nem ter inventado essa história de "Metal" e "Pro", e lançar os aparelhos como J 2016 e J 2017, como eles originalmente foram apresentados.

Agora quanto a bagunça que ela fez em 2018 com as séries Galaxy A e Galaxy J, aí já não tem muito o que discutir, mesmo.

Celso

Quem conhece a Samsung, sabe que ela nem demorou muito para complicar a série Galaxy A, que parecia estar bem estruturada só com A3, A5 e A7.
Foi ainda em 2015, quando ela teve a "brilhante" ideia de trazer o A8 (que, ao menos, era "legítimo", diferente do A8 2018, que tecnicamente é sucessor do A5 2017).

Agora, o que não vale, se juntar o que sair agora com o que já estava no mercado, como você fez.
Aí não é a Samsung que está complicando, e sim você.

Celso

No caso da Samsung, o problema não é saber se vai ser atualizado ou não.
E sim saber se vai receber 1 ou 2 atualizações (a tendência atual é receber 2, mas isso ainda não parece ser uma regra).

Celso

O problema é que em 2015 era fácil entender as propostas das séries Galaxy A e Galaxy J (mesmo com uma série Galaxy E no caminho, confundindo alguns).
Mas a medida em que o tempo foi passando, a própria Samsung já não consegue fazer essa distinção com a mesma facilidade (seja porque desaprendeu ou porque o mercado complicou).

Freeman

Verdade, para ficar orientado perde-se pelo menos 1 hora de pesquisa na internet pra entender todos modelos.

Danilo

Desculpa não ter sido claro o suficiente. Deixa eu refazer: "Serve para se diferenciar dos concorrentes que usam leitores circulares, que é a maioria. (...)"

Mickão

Por enquanto temos confirmados por aqui o Galaxy A30, A50 e A60, é isso mesmo? Veremos como será a nova linha M por aqui.

Jefferson Pinheiro

Diferenciar dos concorrentes? Tem vários smartphones da oppo que tem o leitor de digitais assim

Wellington Gabriel de Borba

Verdade, depois a gente não sabe qual é o melhor aparelho e nem se ele vai ser atualizado. Vou voltar para a Motorola.

betacaroteno

Essa salada de nomes da Samsung confunde a gente...não sei o q é intermediário e o q é aparelho de entrada....

Eric Viana

Sammy enxugando a matriz de aparelhos? Tio Steve baixou em algum diretor por lá?

Jairo ☠️

Realmente.......nem uma galáxia possui a quantidade de estrelas se comparados com a quantidade de lancamenlan de gadgets linha Galaxy , exagero.

Franco Luiz

Que venha , Acho qeu agora sera Galaxy M S Note, Creio que a linha M ira juntar a J com a A

Paul

Não parece protótipo. É pq vc acostumou com o formato ''padrão''.

Exibir mais comentários