Início » Gadgets » Como funciona o seguro de celular?

Como funciona o seguro de celular?

Saiba o que é e como funciona o seguro de celular, que protege contra danos; PROCON, no entanto, recomenda cautela

Por
16 semanas atrás

Ter um smartphone roubado, ou perdê-lo por causa de uma queda ou um mergulhinho é um problema e, por isso, existem seguros de celular que prometem proteger seu aparelho, retornando boa parte do seu valor em casos de danos ou subtração.

No entanto, alguns cuidados devem ser tomados antes de assinar o contrato.

celular mão / pexels

Como funciona o seguro de celular?

Diferente de outros tipos de seguro, o voltado para celulares não é permanente, graças à obsolescência programada, que deprecia rapidamente o valor do dispositivo. De modo geral, as seguradoras não aceitam dispositivos com mais de um ano de uso, e o período de cobertura pode durar entre um ou dois anos, dependendo do modelo e fabricante.

Uma vez que o sinistro (acionamento do seguro) ocorre, e todas as condições forem atendidas (alguns seguros exigem um período de carência, para evitar fraudes) o usuário receberá parte do valor declarado do aparelho (comprovado pela Nota Fiscal, cuja apresentação é obrigatória), com alguma depreciação ou até 75% do preço pago.

Em geral, usuário recebe proteção nos seguintes casos:

  • Danos físicos: Quedas, danos causados em tentativas de furto ou roubo, acidentes de trânsito ou até quedas de raios;
  • Danos elétricos: Curtos-circuitos, descargas ou oscilações de energia, por exemplo, quando o celular está carregando na tomada;
  • Danos por líquidos: Quedas acidentais de água e outros líquidos sobre o celular, ou ele acabar mergulhando em um recipiente (imersão);
  • Roubo: Casos de roubo sob ameaça exigem apresentação do Boletim de Ocorrência (B.O.);
  • Furto qualificado: Casos de subtração do celular sem que o usuário perceba. Também exigem a apresentação do B.O.

Guarde este link: Como fazer um BO online (Boletim de Ocorrência)

Em alguns casos, o seguro se estende para sinistros ocorridos fora do Brasil.

Como o seguro de celular trata casos de furto e roubo?

Niekverlaan / homem com smartphone na mão (detalhe) / Pixabay / melhores celulares até 1.000 / seguro celular

É bom deixarmos claro que um seguro de celular pode não cobrir todos os casos de furto e roubo. A maioria dos planos exclui casos de furto simples, em que o usuário percebe que o celular foi afanado (um assalto em um ponto de ônibus, sem ameaça). Alguns, como o plano da Porto Seguro, também excluem cenários específicos de furto qualificado (cenário onde o celular é deixado em um veículo e não devolvido).

Ao mesmo tempo, seguradoras podem alegar que o usuário “não tomou todos os cuidados” em casos de danos, e se recusar a pagar o valor ao segurado.

O PROCON recomenda que os usuários leiam sempre todo o contrato do seguro de celular, e em caso de dúvida, evitem contratar um plano com muitas lacunas.

Além das seguradoras, algumas operadoras também oferecem seguro de celular.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.