Início » Brasil » Glovo, concorrente do iFood e Uber Eats, encerra operações no Brasil

Glovo, concorrente do iFood e Uber Eats, encerra operações no Brasil

Glovo diz que Brasil é "extremamente competitivo"; serviço de delivery continuará em outros países da América Latina

Felipe Ventura Por

A Glovo, empresa que faz delivery de comida e entrega de produtos em geral, está encerrando suas atividades no Brasil. A startup espanhola — que concorre com iFood, Rappi e Uber Eats — vai interromper seus serviços no próximo domingo (3), dizendo que “o mercado brasileiro é extremamente competitivo”. Ela continuará atuando em outros países da América Latina, Europa, Oriente Médio e África.

Em um e-mail enviado aos entregadores e obtido pelo Tecnoblog, a Glovo avisa que o aplicativo vai funcionar no Brasil até o dia 3 de março às 23h59. Os Glovers “receberão os repasses devidos” e ainda terão acesso aos centros de atendimento da empresa para sanar quaisquer dúvidas.

A empresa diz no e-mail que “o mercado brasileiro é extremamente competitivo”, e que decidiu concentrar seus esforços em outros países “após analisarmos todo o cenário local”.

A Glovo começou a operar no Brasil em março de 2018, inicialmente em alguns bairros de São Paulo e Rio de Janeiro. Atualmente, ela também está presente no ABC Paulista, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Guarujá, Niterói, Praia Grande, Porto Alegre, Recife, Salvador e Santos.

Ela atua no mercado de “multidelivery on-demand”, ou seja, faz entrega de todo tipo de coisa: pedidos de restaurante, compras de mercado, itens de farmácia, objetos de uma pessoa para outra, e assim vai. A operação no Brasil é uma joint venture com a Cabify.

Em janeiro, a empresa lançou o serviço Glovo Prime, que cobra R$ 16,90 mensais para entregas grátis ilimitadas em pedidos acima de R$ 30. É algo semelhante ao Rappi Prime e ao iFood Plus (ainda em testes). Ela previa chegar a 50 cidades no Brasil este ano, tornando-o seu principal mercado em número de pedidos.

A Glovo foi fundada em 2015 na Espanha e atua em vários outros países, incluindo Portugal, França, Itália, Turquia, Ucrânia, Quênia, Chile e Argentina. Ela vai manter suas operações fora do Brasil.

Glovo vai se concentrar em outros países da América Latina

Em comunicado enviado ao Tecnoblog, a Glovo explica em detalhes por que decidiu sair do país:

A Glovo decidiu encerrar as operações no Brasil e sair do mercado já nos próximos dias. O objetivo é concentrar recursos em outros nichos da América Latina, Europa, Oriente Médio e África, onde a empresa está alcançando uma participação de mercado significativa e gerando valor.

Depois de 12 meses, percebemos que o Brasil é um mercado extremamente competitivo e que, para obter o sucesso que planejamos originalmente, precisaríamos de mais investimento e tempo para penetrar, liderar e alcançar rentabilidade. Esta é a razão pela qual decidimos nos concentrar nos outros mercados da América Latina, onde há demanda no crescimento dos serviços da Glovo e podemos colher melhores resultados para os nossos parceiros, entregadores e companhia.

Como um dos principais serviços de entrega sob demanda e que mais cresce no mundo, agora em 21 países e em mais de 100 cidades, nós continuamos a enxergar um forte avanço global, e expandimos para uma nova cidade a cada quatro dias, o que nos torna o aplicativo preferido para entrega de tudo na maioria das cidades onde servimos.

Em nossa saída programada, todos os compromissos com usuários, parceiros e entregadores serão honrados.

Brasil é “extremamente competitivo”, diz Glovo em e-mail

Este é o e-mail enviado aos entregadores, ou Glovers:

Encerramento da Operação da Glovo no Brasil

Prezado [nome],

Através deste e-mail gostaríamos de comunicar que encerraremos as operações no Brasil. O mercado Brasileiro é extremamente competitivo, e após analisarmos todo o cenário local, entendemos que neste momento faz mais sentido direcionarmos nossos esforços em outros mercados.

O funcionamento do aplicativo, bem como os slots permanecerão ativos até domingo, dia 03 de Março às 23:59. Por este motivo, não teremos abertura de slots para as próximas semanas.

Todos os Glovers receberão os repasses devidos conforme nossos Termos e Condições, bem como manteremos nossos atendimentos nos Glovers Centers de sua cidade, para sanarmos dúvidas e preocupações.

Gostaríamos de agradecer por colaborarem com a Glovo durante estes 12 meses, sem vocês nada disso teria sido possível.

Sem mais,

Glovo Brasil

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anderson Ramos

Ifood botou pra F neles. Isso foi depois do BBB. Onde o ifood patrocinou. Agora só tem a rappi, Uber, ifood e loggi.

Daniel Paiva

Glovo, antro de ladrões. Vieram ao Brasil só pra lavar dinheiro.

Rodrigo De Freitas Monteiro

O cadastro do Uber Eats deveria ser menos burocrático ! Mais esse app glovo não conhecia!

Rodrigo De Freitas Monteiro

Galera uma dúvida . O cadastro no Uber Eatsl para entregadores deveria ser menos burocrático!

Artur Domingues

É porque pouquissima gente ditrig pro Cabify hoje em dia

Mário Pravato Junior

Foram embora pois não aguentaram ter o ESTADO como sócio, certeza. Mas foi uma saída honrosa! Sucesso pros gringos e é uma pena que uma caralhada de gente ficou desempregada.

Thiago Mocci

Sabe o mais absurdo? Mandaram um aviso que vão estornar o último Glovo Prime. No dia seguinte, cobraram outro Glovo Prime (no último dia de existência do app, não desativei achando que nem tava mais ativo). Vou exigir os dois estornos.

André G

Quando eu morava na Austrália o Uber Eats dominava com folga, os outros serviços eram mais caros e quase todo mundo usava a bag da Uber.
Aqui no Brasil o iFood está nadando de braçadas, ele é o único que está com presença forte no interior, o Rappi cresceu bastante mas só cobre as capitais e tem menos opções de restaurantes.

André G

E toda vez que tento usar o Cabify eu não consigo. Uma vez era de madrugada, o app ficou procurando motorista por uns 5 minutos até dar erro, aí pedi de novo, novamente deu erro. Pedi um Uber e funcionou.
Outra vez fui pedir em um bairro que nem era muito longe do centro e não era um bairro perigoso, mas eles não cobriam aquela região.
E o 99 eu me recuso a usar pq a primeira vez que fui usar eu tinha um cupom de desconto que não foi aplicado, entrei em contato com eles e só me deram uma resposta genérica. Depois de quase um ano fui tentar de novo e o motorista não apareceu.

leoleonardo85

"A operação no Brasil é uma joint venture com a Cabify."

Eu ouvia falar mais da Glovo que da Cabify

Danilo Araujo

O cara sabe como é mais que a gente consumidor os problemas internos que empresa tinha. Uma pena que esse concorrente é despreparado perante os outros.

Daniel Paiva

Estamos analisando..... na lixeira caso a caso.

Daniel Paiva

Exatamente, faziam propaganda em horário nobre da Globo achando que com isso iriam desbancar os outros aplicativos...... rs......., ledo engano. iFood mandou avisar "-Não vai subir ninguém! Não vai subir ninguém!"

Daniel Paiva

Você não entendeu. A Glovo não fez nem cócegas na concorrência tamanho era a sua inoperância. Eu posso afirmar pois rodo em todos os apps que seriam supostamente os "concorrentes" capicce?

Wellington Gabriel de Borba

Aqui no meu país, Goiânia - GO, a gente nem sabe o que é isso, além do Cabify.

Exibir mais comentários