Início » Internet » Mães afirmam que Momo está aparecendo até mesmo no YouTube Kids; Google nega

Mães afirmam que Momo está aparecendo até mesmo no YouTube Kids; Google nega

Google diz que pais podem estar confundindo YouTube com YouTube Kids

Victor Hugo Silva Por

O YouTube está longe de resolver os problemas de vídeos inapropriados, como aqueles que mostram a Momo. Depois de desmonetizar todos os vídeos que tratavam de seus desafios, a plataforma pode estar permitindo que crianças tenham acesso a conteúdos em que ela aparece.

É o que relatam mães e pais de crianças pequenas, que teriam assistido a vídeos infantis interrompidos pela Momo. Uma mãe em Campinas, por exemplo, afirma que sua filha de 8 anos se assustou ao ver a personagem.

A responsável afirma ter tomado conhecimento do vídeo em um grupo do WhatsApp. O material parece ser indicado para crianças no início, mas uma mudança brusca na imagem, apresenta Momo dando instruções para crianças se suicidarem.

A mãe afirma que sua filha teve acesso ao vídeo no YouTube Kids, lançado em 2016 justamente para assegurar que crianças assistam a conteúdos adequados para sua idade. O algoritmo do app, no entanto, parece ser bastante suscetível a erros.

Segundo a Revista Crescer, que publicou o relato, o YouTube Kids afirma não ter recebido nenhuma evidência recente de vídeos mostrando ou promovendo o desafio Momo para crianças. “Conteúdo dessa tipo violaria nossas políticas e seria removido imediatamente”, afirma a plataforma.

MP quer remover imagens do Google e do WhatsApp

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) enviou uma notificação para Google e WhatsApp por meio do Núcleo de Combate a Crimes Cibernéticos (Nucciber). O órgão deseja que as empresas retirem do ar as imagens que apresentem a Momo por entender que a personagem pode levar jovens a cometerem delitos como roubo de dados e extorsão.

Ao G1, o promotor Moacir Nascimento, responsável pelo Nucciber, afirmou que, até o momento, o estado não registrou casos de delitos por conta da Momo. No entanto, o MP-BA decidiu agir por conta de dimensão que os vídeos têm tomado.

YouTube Kids

“O vídeo está circulando em inglês e espanhol no WhatsApp. O que estamos buscando é que eles adotem providências para que não seja mais compartilhado”, disse o promotor. Apesar da medida, Nascimento entende que a maior responsabilidade é dos pais.

“O problema é criança e adolescente de 12, 13 anos, com smartphone, usando a internet sem nenhuma supervisão de um adulto. A boneca não causa suicídio. O que leva ao suicídio é o distanciamento dos pais e responsáveis”, afirmou.

Atualização às 19h10: ainda à Revista Crescer, o gerente de comunicação do YouTube na América Latina, Cauã Taborda,  afirmou que os filtros e os mais de 10 mil curadoras do YouTube Kids impedem que um vídeo desses fique disponível para as crianças.

Segundo ele, a avaliação humana impede falhas de métodos automáticos e se certifica que o conteúdo presente na plataforma realmente é adequado para as crianças. Como lembra a página inicial do YouTube Kids, “nenhum sistema é perfeito e pode deixar passar vídeos impróprios”.

O porta-voz da plataforma, no entanto, garantiu que este não é o caso e que o YouTube Kids não permitiu a exibição de vídeos com a Momo. Ele destaca que alguns pais podem estar confundindo o que é YouTube e YouTube Kids.

“Se um adulto estiver logado na sua conta do Youtube convencional e procurar por ‘Momo’, poderá, sim, encontrar vários vídeos em que ela aparece. O mesmo poderá acontecer com a criança, caso pegue o tablet ou o celular dos pais, com os apps logados na conta deles”, disse à Crescer.

Sobre a possibilidade de retirada de todas as imagens em que a personagem aparece, Taborda afirmou que a medida violaria a liberdade de expressão. Afinal, ela influenciaria conteúdos jornalísticos, vídeos explicativos e outras abordagens que tratam da Momo, mas não são nocivas.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

doorspaulo

Isso sim é jornalismo, não essa matéria.

https://manualdousuario.net...

Felipe Aguiar

O Gilmar do e-farsas já fez o trabalho por nós. Que homem!

http://www.e-farsas.com/mom...

Renan Maia Fernandes

Interpretação de texto e respeito PASSOU LONGE da terra nesse seu comentário, obrigado por isso.

Mais, primeiro, vamos fazer uma interpretação, sem desenhos porque acho que você é inteligente pra entender sem precisar de figuras.

Eu comecei o comentário com "Não cheguei a ver" e terminei com "vou tentar ver se consigo no histórico de assistidos deles pra confirmar se é que tem ou não.", então, não cheguei a mentir como você me acusou porque eu simplesmente não cheguei a ver, do mesmo jeito que não afirmei em momento algum que vi, apenas relatei a história de uma pessoa próxima, que está todos os dias em minha casa sobre o que ela diz ter visto e o filho dela também, mas pra afirmar e descobri se existiria isso, no caso se é verdade, me prontifiquei a ir atrás das informações e dados.

Mas fique tranquilo cara, porque SIM, eu fui atrás e descobri algumas coisas interessantes, no caso do Youtube, assisti os últimos 20 vídeos que ele viu pelo histórico e em nenhum deles tem o conteúdo da Momo, que legal né, muito bom, mas como ele usa o celular da mãe dele, e como disse em meu comentário inicial, ela é meio leiga, ele como criança de 4 anos, não tem muita noção de apps que abre e aparentemente abriu o WhatsApp dela que tem grupos de mães da escolhinha dele e lá tem vídeos infantis que as mães compartilham e deixam os filhos veem, o que aconteceu é que algumas mães compartilharam os vídeos da Momo para prevenir as mães de deixarem os filhos veem, mas eles viram pelo grupos ali mesmo e algumas mães reclamaram, uma bagunça por completa, então foi ali que ele deve ter visto o vídeo.

Pronto cara, consegui ir atrás de informações da situação que informei no meu primeiro comentário sem precisar ofender ou acusar ninguém de mentiroso, muito menos sentir vergonha de nenhum adulto.

Marcos Soares Santos

gostei da ideia de bloquear youtube para um MAC específico. vou sugerir, nem tinha pensado nisso

Marcos Soares Santos

considerando que eu relatei que a menina foi capaz de desabilitar uma launcher específica para crianças, o family link consegue ser eficaz?

doorspaulo

Ok, o Tecnoblog faz uma matéria sobre um "suposto" acontecimento que não aconteceu.

Quais argumentos você tem para justificar a existência dessa matéria?

rbnamerico

Já tentou usar o Family Link? Se a irmã da sua namorada estiver com uma conta de nível "filho" e sua namorada com uma conta de nível "pais", dá pra monitorar quais aplicativos ela esta usando e por quanto tempo, impedir instalação de apps sem consentimento prévio e bloquear o celular remotamente

To testando com meu filho

Luizão

nisso eu concordo, smartphones não são para crianças, é poder demais para criaturas tão inexperientes na vida.

Fabio Santos

Eu passar vergonha, quem citou foi mães que acompanham filhos estas curadoria podem haver falhas como tudo não existe nada 100%, acho que você que confia demais na colocação deles, porque também estaria passando vergonha em dialogar?
Ok vamos acreditar logo mais você deve acreditar que sistemas são tortamente seguros e sem brechas ah vá.

Marcos Soares Santos

sim tem, a peste foi suficientemente sagaz em bypassar isso. ensinei minha namorada a instalar um launcher infantil com permissão de adm e tudo mais... não adiantou. por isso jamais acharei errado que apenas crianças de 12 anos tenham acesso a um smartphone, e com muita supervisão.

Fabio Santos

Você pesquisou um por um? Creio que mães não iriam perder tempo citando tais fatos.
Já achei no YouTube Kids brechas de acesso que liberava aquele desenho das drags do Netflix

Luizão

no android não tem esquema de criar um usuário sem privilégios de instalar/desinstalar programas?

Thiago

Acho que não lemos a mesma notícia.

Dayman Novaes

Famoso hoax

Marcos Soares Santos

a irmã da minha namorada tem 10 anos e já é esperta o suficiente pra sair do netflix e ir pro youtube assistir porcaria. minha namorada ja tentou de tudo pra barrar isso mas foi tudo sem sucesso...

Exibir mais comentários