Início » Jogos » Microsoft e Sony fecham parceria para games nas nuvens

Microsoft e Sony fecham parceria para games nas nuvens

Acordo com Microsoft vai permitir à Sony usar plataforma Azure em streaming de jogos

Por
22 semanas atrás

Microsoft e Sony anunciaram nesta quinta-feira (16) um inusitado acordo para o segmento de games. Mas calma: isso não significa, necessariamente, que as plataformas Xbox e PlayStation agora estão de mãos dadas. Na verdade, as duas companhias visam melhorar a oferta de jogos nas nuvens com auxílio da plataforma Azure.

Nas entrelinhas, o acordo soa como uma declaração do tipo “o inimigo do meu inimigo é meu amigo”. Em março, o Google anunciou o Stadia, serviço de jogos via streaming que promete ampla disponibilidade de títulos em PCs, smartphones, tablets e TVs com Chromecast. De certo modo, essa proposta rivaliza com as plataformas da Microsoft e Sony.

A ideia por trás do Google Stadia é tão ousada que, à primeira vista, soa utópica. Seja como for, a indústria parece enxergar como inevitável a expansão dos serviços nas nuvens relacionados a games. Provavelmente, é isso o que fez Microsoft e Sony unirem forças.

Kenichiro Yoshida (CEO da Sony) e Satya Nadella (CEO da Microsoft)

Kenichiro Yoshida (CEO da Sony) e Satya Nadella (CEO da Microsoft)

O comunicado da Microsoft diz que, com o acordo, ambas as companhias desenvolverão soluções conjuntas nas nuvens baseadas na plataforma Azure para viabilizar seus respectivos serviços de streaming de games — o futuro Project xCloud, no caso da Microsoft, e o PlayStation Now, no lado da Sony.

É como se as duas companhias estivessem mesmo se preparando para fazer frente ao Google Stadia e outras iniciativas semelhantes, como o Apple Arcade.

Tem mais: a Sony poderá usar a infraestrutura do Azure para trazer mais desempenho aos seus serviços online relacionados a jogos, bem como aproveitar os recursos de inteligência artificial da plataforma da Microsoft para melhorar a experiência dos jogadores em interfaces e outras características de seus produtos.

Em contrapartida, a Microsoft terá, além de um novo cliente de peso para a plataforma Azure, acesso a tecnologias de sensores de imagem da Sony para melhorar a oferta de soluções inteligentes para o segmento corporativo e, quem sabe, desenvolver algo semelhante ao finado Kinect.

Uma integração entre as plataformas Xbox e PlayStation oriunda dessa parceria não está descartada, mas, por ora, nenhuma das partes fala sobre o assunto.

Com informações: The Verge, Engadget.