Início » Negócios » Apple Card: cartão de crédito sem anuidade é lançado para alguns clientes

Apple Card: cartão de crédito sem anuidade é lançado para alguns clientes

Apple Card é distribuído a alguns clientes nos EUA; cartão de crédito sem anuidade nem tarifas exige iPhone ou iPad para ser usado

Por
06/08/2019 às 10h16

A Apple prometeu que lançaria seu cartão de crédito em agosto, e ele realmente chegou… aos EUA: o Apple Card está sendo distribuído a clientes selecionados aleatoriamente através do aplicativo Wallet; mais pessoas terão acesso ao produto no final do mês. O cartão não tem anuidade nem tarifas, e exige um iPhone ou iPad com iOS 12.4 para ser utilizado.

Apple Card

O cadastro é feito através do aplicativo Wallet: algumas informações são preenchidas automaticamente com os dados do Apple ID, incluindo nome e data de nascimento; também é necessário inserir o nível de renda. O banco Goldman Sachs analisa a proposta e responde em menos de um minuto, aprovando ou negando o pedido.

Com o Apple Card aprovado, é possível realizar compras imediatamente em maquininhas com NFC e em transações na internet. Se a loja online não tiver suporte ao Apple Pay, tudo bem: o Wallet armazena um número de cartão virtual que poderá ser utilizado neste caso.

A Apple está se esforçando para que os clientes não paguem juros. A interface do Apple Card no Wallet exibe um círculo com três marcadores: a parcela mínima por mês, o mínimo sem pagar juros, e o valor total. As taxas variam de 13,24% a 24,24% ao ano; são semelhantes às de outros cartões com cashback nos EUA, que cobram entre 16,24% e 24,36% ao ano segundo o US News.

Apple Card

Apple Card oferece cashback através do Daily Cash

Como explicamos antes, o Apple Card possui um programa de cashback chamado Daily Cash: o cliente recebe 3% de volta em todas as compras da App Store (incluindo in-app), da Apple Store (física ou virtual) e de assinaturas da Apple. Se fizer pagamentos através do Apple Pay, são 2%. Em todos os outros casos, o cashback é de 1%.

O valor obtido através do Daily Cash é creditado em menos de um dia, segundo o TechCrunch, e pode ser transferido para uma conta de banco: se a transferência for instantânea, há uma taxa de até US$ 10; se o cliente esperar 1 a 3 dias, ela é gratuita.

O Wallet mostra as categorias dos seus gastos em um gráfico e em um “mapa de calor” na imagem do cartão. O Apple Card começa branco, mas se você o utilizar em restaurantes, ele ganhará uma tonalidade laranja. Ao gastar em itens de entretenimento, a cor vai adquirir tons de rosa, e assim vai.

Apple Card tem cartão de crédito de titânio (e sem NFC)

Há também um cartão físico, feito de titânio, que pode ser solicitado gratuitamente pelos clientes. Ele vem em um pacote com chip NFC para facilitar o processo de ativação: basta encostar o iPhone ou iPad nele, em vez de telefonar para o banco.

No entanto, o cartão físico em si não possui NFC, ou seja, não suporta pagamentos contactless. A Apple obviamente quer que você use seu iPhone para isso: dessa forma, ela ganha uma porcentagem da transação.

O Apple Card é uma tentativa de diversificar os negócios da empresa à medida que as vendas de iPhone diminuem. Vale lembrar que donos deste cartão de crédito deverão manter um dispositivo com iOS ou iPadOS para utilizá-lo, sob risco de ter sua conta fechada.

Com informações: TechCrunch, The Verge.

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.