Início » Celular » Huawei P30 Pro ganha novas cores e Android 10 para “driblar” sanções dos EUA

Huawei P30 Pro ganha novas cores e Android 10 para “driblar” sanções dos EUA

“Novos” Huawei P30 Pro trazem visual com dupla tonalidade e Android 10

Por
06/09/2019 às 11h37

A feira IFA serve de palco para grandes lançamentos, mas por que não servir também para “relançamentos”? Pois bem, a Huawei levou para a IFA 2019 uma versão repaginada e com Android 10 do Huawei P30 Pro. Não é só para diversificar: essa é uma jogada para a companhia se desvencilhar das sanções que sofre dos Estados Unidos.

Huawei P30 Pro Misty Lavender e Mystic Blue

O “novo” Huawei P30 Pro vem com duas opções de cores: Misty Lavender (rosa) e Mystic Blue (azul claro). Em ambas, a traseira tem dupla tonalidade: a parte superior traz um efeito metálico brilhante; logo abaixo das câmeras, a cor é mantida, mas a superfície se torna fosca (detalhe que deve agradar a quem tem pavor de marcas de dedo).

No hardware, nenhuma mudança. O processador Kirin 980 está lá, assim como a tela OLED de 6,47 polegadas e a tripla câmera na traseira (40 + 8 + 20 megapixels), por exemplo. Do ponto de vista técnico, a grande novidade é o software: a nova versão do Huawei P30 Pro vem com o Android 10 e, consequentemente, com a interface EMUI 10.

Huawei P30 Pro Misty Lavender e Mystic Blue - apresentação

É claro que a nova interface traz mudanças estéticas, mas não se limita a isso. A combinação do Android 10 com a EMUI 10 também leva ao Huawei P30 Pro um modo escuro aprimorado e, sobretudo, um app que melhora ainda mais a experiência de uso das poderosas câmeras do aparelho.

Essa renovação do P30 Pro, por assim dizer, é interessante por duas razões. A primeira é que, com a ela, a Huawei pôde marcar presença no universo do Android 10 rapidamente. A segunda já foi mencionada: essa é uma maneira de “driblar” as restrições impostas pelos Estados Unidos.

Huawei P30 Pro Misty Lavender e Mystic Blue

Você deve saber que a Casa Branca proibiu empresas americanas de fecharem negócio com a Huawei. Isso também vale para o Google, portanto, a companhia não pode negociar serviços relacionados ao ecossistema do Android com a empresa chinesa.

Porém, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos permitiu que atualizações de software sejam disponibilizadas para a Huawei até 19 de novembro para dispositivos lançados antes da restrição. É o caso do P30 Pro.

Essas limitações devem impedir que o Huawei Mate 30 seja lançado com aplicativos e serviços oficiais para Android. Se é assim, faz sentido que a Huawei tente amenizar a situação jogando os holofotes novamente sobre o P30 Pro: como esse aparelho não está sendo restringido e tem feito sucesso, repaginá-lo é uma maneira de manter o ritmo de vendas sem que os Estados Unidos frustrem os planos.

As versões Misty Lavender e Mystic Blue vão ser lançadas em 20 de setembro na Europa. Os modelos anteriores do Huawei P30 Pro continuam à venda.

Com informações: The Verge.