Início » Negócios » Netflix terá cinema em Nova York para exibir filmes originais

Netflix terá cinema em Nova York para exibir filmes originais

A Netflix anunciou um acordo de locação para administrar o Paris, famoso cinema de Nova York

Victor Hugo Silva Por

A Netflix administrará um cinema em Nova York para lançar os seus filmes originais. Famoso na cidade americana, o Paris foi inaugurado em 1948 e fechou em agosto deste ano. Ele foi reaberto pela empresa no início de novembro para a exibição pontual de História de um Casamento (Marriage Story).

Netflix assume Paris, famoso cinema em Nova York (Foto: Divulgação/Netflix)

Com um acordo de locação, a Netflix vai manter o cinema aberto por mais tempo. Segundo a empresa, o espaço será usado para a exibição de filmes, em especial suas produções originais, e para a realização de eventos especiais.

Dirigido por Noah Baumbach, História de um Casamento seguirá como o destaque em cartaz agora que o cinema é mantido pela Netflix. O filme será liberado para os usuários do serviço de streaming em 6 de dezembro.

A estratégia de lançar filmes nos cinemas antes do streaming tem o objetivo de torná-los elegíveis para premiações. O Oscar, por exemplo, exige a exibição em cinemas de Los Angeles por ao menos sete dias para que os filmes fiquem aptos a serem nomeados.

Em 2018, a empresa lançou Bird Box, The Ballad of Buster Scruggs, Mogli e Roma nos cinemas. Roma, de Alfonso Cuarón, foi premiado no Oscar nas categorias de melhor diretor, melhor filme estrangeiro e melhor fotografia.

Recentemente, a Netflix lançou filmes como O Irlandês (The Irishman), de Martin Scorsese, em algumas salas. A empresa tentou levá-lo às duas maiores redes de cinemas dos EUA, mas não chegou a um acordo quanto ao período de exclusividade dos cinemas antes do filme estrear no streaming.

Com a chegada de novos concorrentes como Disney+, a empresa deverá equilibrar o interesse de exibir filmes originais nos cinemas com a demanda dos assinantes, que desejam ver as produções o quanto antes na plataforma.

Com informações: The Verge, Engadget.

Mais sobre: