Início » Celular » Qualcomm Snapdragon 865, 765 e 765G são os novos chips com 5G

Qualcomm Snapdragon 865, 765 e 765G são os novos chips com 5G

Novos processadores da Qualcomm para smartphones têm suporte a modems Snapdragon X52 e X55 com 5G

Paulo Higa Por

Direto do Havaí — A Qualcomm apresentou nesta terça-feira (3) seus três novos chips para dispositivos móveis: o Snapdragon 865, o Snapdragon 765 e o Snapdragon 765G. Eles são voltados para smartphones premium e têm em comum o suporte ao 5G, que pode suportar velocidades de múltiplos gigabits por segundo, além de trazerem novos recursos em fotografia, games e inteligência artificial.

Snapdragon 865 e 765

Snapdragon 865 com modem 5G

O novo processador flagship da Qualcomm responde pelo nome de Snapdragon 865. Ele entra no lugar do Snapdragon 855 e chega com novidades para os smartphones caros de 2020, principalmente em conectividade: o presidente global Cristiano Amon diz que o próximo ano será o da “escalada do 5G”, graças a novas tecnologias que “aproveitam todos os investimentos que as operadoras já fizeram no 4G”.

O modem Snapdragon X55, que é opcional, suporta conexões 5G operando tanto nas frequências abaixo de 6 GHz quanto de ondas milimétricas (mmWave). A Qualcomm ressalta duas tecnologias presentes no modem: a agregação de portadoras, que melhora as taxas de transferência; e o Dynamic Spectrum Sharing (DSS), que compartilha o espectro das atuais redes 4G no 5G, aumentando a disponibilidade da nova tecnologia.

Snapdragon 865 e 765

Segundo Amon, as preocupações com cobertura de 5G são exageradas: com as instalações atuais de 4G na cidade de San Francisco, por exemplo, já seria possível fornecer 65% de cobertura de 5G em mmWave em ambientes externos. Em Frankfurt, com 5G de 3,5 GHz, uma frequência que também deverá ser utilizada no Brasil, esse dado sobe para 78%, sendo que o DSS elevaria a cobertura para “aproximadamente 96%”, sem novas instalações de torres.

Snapdragon 865 e 765

No entanto, vale lembrar que a situação atual das operadoras não é das melhores. No Brasil, o leilão de frequências corre o risco de atrasar para o último trimestre de 2020, devido a possíveis interferências com a TV aberta via satélite. E, nos Estados Unidos, onde a Verizon já fornece 5G mmWave, a cobertura se restringe basicamente a ruas e calçadas na cidade de Nova York.

Também houve melhorias no desempenho: o Snapdragon 865 é um chip com capacidade de 15 TOPS (trilhões de operações por segundo), o dobro do Snapdragon 855. Ele pode filmar em 8K e processar 2 gigapixels por segundo, estando pronto para os celulares com múltiplas câmeras de altíssima resolução, como o Xiaomi Mi 9 CC Pro de 108 megapixels. A fabricante chinesa aproveitou a ocasião para adiantar, sem revelar detalhes, que o futuro Mi 10 será um dos primeiros com o Snapdragon 865.

Qualcomm 3D Sonic Max

Os celulares com Snapdragon 865, que terão desempenho gráfico até 15% superior em relação ao Snapdragon 855, também poderão utilizar uma nova tecnologia de sensor biométrico: o 3D Sonic Max. Trata-se de um leitor de impressões digitais ultrassônico grandão: ele possui uma área 17 vezes maior que a da geração anterior, permitindo o desbloqueio com duas digitais simultâneas (!), o que em teoria aumenta a segurança.

Snapdragon 765 e 765G

Snapdragon 765

A linha Snapdragon 7 também foi atualizada e, pela primeira vez, será capaz de se conectar a redes 5G com um modem integrado. No Snapdragon 765 e Snapdragon 765G, temos um Snapdragon X52 que suporta velocidades de até 3,7 Gb/s nas redes de quinta geração, com direito a agregação de portadoras e compartilhamento dinâmico de espectro.

Os chips seguem o esquema da dupla Snapdragon 730 e Snapdragon 730G, de 2018: o modelo com “G” no final tem um processador gráfico mais poderoso e faz parte do programa Snapdragon Elite Gaming, que adiciona recursos para jogos, como controle de latência, otimização de áudio para fones Bluetooth, suporte a renderização de conteúdo em HDR10 e extensões anti-trapaça.

A Qualcomm ainda não revelou informações técnicas de CPU e GPU do trio de Snapdragons. Descobriremos mais detalhes na quarta-feira (4).

Paulo Higa viajou para o Havaí a convite da Qualcomm.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João

As câmeras do iPhone eram Sony acho q os Samsung tb!

Luiz Fernando

hahahahaha, acho que não eim

FastSloth87

Welcome to the future, old man!
O mundo dos smartphones caminha a passos largos, é onde se tem mais investimentos pq é onde mais se consome. Quem é o maior fabricante de câmeras 4K do mundo? Com certeza não é a Canon, Nikon ou Sony, deve ser a Samsung ou a Apple (não sei qual a proporção de celulares com câmeras 4K a Samsung vende).

Alexandre Copi

Estou nessa espera também

Rod

Boa. Será que o 865 bate o A12? 😄

Vegeta humilde

Só no aguardo do tecnovlog

zephyr1an

"Direto do Havaí"
heh vida boa essa do Higa hein :)

Blind

Tudo isso, mas ainda falta logo a Google liberar o modo desktop Full, like o Dex da Samsung e EMUI desktop da Huawei. Quero um PC de bolso verdadeiro e que Smartphones intermediários já possam usar o recurso pelo USB C e adaptador.

Jogar, trabalhar etc será muito melhor e mais prático em diversos momentos, uma mão na roda

Blind
Tudo isso, mas ainda falta logo a Google liberar o modo desktop Full, like o Dex da Samsung e EMUI desktop da Huawei. Quero um PC de bolso verdadeiro e que Smartphones intermediários já possam usar o recurso pelo USB C e adaptador. Jogar, trabalhar etc será muito melhor e mais prático em diversos momentos, uma mão na roda
RODRIGO

Até que já tem algumas, como as câmeras profissionais da RED Camera entre outras e, principalmente, uma câmera de bolso chamada Qoo cam, a primeira portátil do mundo a gravar em 8k 30 FPS! Favor, dê uma pesquisada sobre esta marca, a notícia dela está no 'mundo conectado'!!

Keaton

Isso se ninguém adiar...

P. Herrera

8K? Que loucura é essa? Mal tem câmeras profissionais, imagina celular. 🤣

RODRIGO

Tomara que tenha suporte para gravação 8k 30/60 FPS, 4k 60 FPS, Bluetooth 5.1 e Wi-Fi 6!!!

Guilherme Borges Cunha

Eu queria ver implementado na prática algo como o Fast Pairing que a Apple tem nos chips deles pra dispositivos bluetooth.

Paulo Higa

Só na semana que vem.

Exibir mais comentários