Início » Aplicativos e Software » Correção da Microsoft para Internet Explorer quebra recursos do Windows

Correção da Microsoft para Internet Explorer quebra recursos do Windows

Microsoft sugere desativar arquivo do IE por falha de segurança; isso causa problemas em impressoras HP e Windows Media Player

Felipe Ventura Por

O Internet Explorer tem uma falha grave de segurança que, segundo a Microsoft, vem sendo usada em ataques direcionados: a empresa ainda não liberou uma atualização para o navegador, mas recomendou como paliativo desativar um arquivo DLL. Infelizmente, isso cria problemas em impressoras HP, no Windows Media Player e na ferramenta Verificador de Arquivos de Sistema.

Internet Explorer / Pexels

A falha de segurança do Internet Explorer 9, 10 e 11 permite que um invasor execute código remotamente no PC da vítima. É necessário visitar uma página que, através do arquivo jscript.dll, corrompe a memória usada pelo navegador. O Windows 10, Windows 7, 8.1 e RT são vulneráveis, assim como o Windows Server 2008, 2012, 2016 e 2019.

A Microsoft só pretende resolver a falha em 11 de fevereiro; ela costuma lançar atualizações de segurança e de estabilidade na segunda terça-feira de cada mês. Nesse meio tempo, a empresa sugere negar acesso ao jscript.dll: dessa forma, o ataque não será possível.

Desativar arquivo do IE cria problemas no Windows

O PC fica mais seguro com esse arquivo DLL desativado, mas pode sofrer problemas em outras áreas: o Windows Media Player não consegue reproduzir arquivos MP4; a ferramenta Microsoft Print to PDF deixa de converter arquivos para PDF; e algumas impressoras HP param de funcionar.

"Atenção aos que implantaram a correção temporária da Microsoft para o exploit no Internet Explorer", escreve um membro da comunidade r/sysadmin no Reddit. "Parece que o jscript.dll é necessário para alguns drivers da HP: em nosso ambiente, vimos erros de E/S em praticamente todas as impressoras HP após a implantação do 'patch'; ele foi revertido e isso imediatamente corrigiu a impressão."

Além disso, segundo o Bleeping Computer, o sfc (Verificador de Arquivos de Sistema) tem dificuldades em lidar com o jscript.dll: a mitigação da Microsoft impede o acesso ao arquivo. Essa ferramenta verifica se há erro nos arquivos protegidos do sistema para substituí-los quando necessário.

O JScript é um "irmão" do JavaScript criado pela Microsoft e que oferece um acesso maior ao sistema operacional. O Internet Explorer vem acompanhado por duas versões dessa linguagem de script: o jscript9.dll, lançado junto ao IE9, não possui a falha de segurança que mencionamos acima; e o jscript.dll, compatível com IE8 e versões anteriores, está presente apenas para não quebrar sistemas web mais antigos.

A versão mais recente do JScript foi lançada em 2011; mas, como deu para notar, ainda há vários programas dependentes dessa linguagem.

Com informações: Bleeping Computer.

Comentários da Comunidade

6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcelo Maffezoli

Microsoft sendo Microsoft! Eu só não saio do Ruindows pq não tenho grana pra um Macbook e o Linux não tem muito software que utilizo (nem alternativas boas o suficiente).

@ksio89

Windows Media Player imagino que ninguém em sã consciência use em pleno 2020. O Microsoft Print to PDF dá pra substituir pelo plugin do Foxit Reader/PhantomPDF e
ou do Adobe Acrobat Reader, que até prefiro por ter bem mais recursos. Já o problema que causa em impressora HP é mais complicado realmente, não dá simplesmente pra ficar sem imprimir até a correção ser lançada.

Aliás, dizer que o IE tem uma grave falha de segurança é chutar cachorro morto.

Fernando Val

Se não há os programas que você usa pra Linux, mas há para MacOS, aposto que falamos de produtos da Adobe e Microsoft Office.

Acertei?

Tiago Freitas

Eu ainda uso o Windows Media Player. Não é o meu player padrão.
Mas ele ainda está qui. Uso pra coisas muito específicas.

@ksio89

Você é o herói da resistência mesmo hehe. Eu usava bastante o WMP 12 no Windows 7, mas infelizmente a MS nunca mais atualizou o programa, aí acabei migrando pro Winamp no Windows 8, fui pro foobar2000 e agora voltei em definitivo pro bom e velho Winamp.

Tiago Freitas

Eu uso o Windows Media Player para editar as TAG’s das minhas músicas. Deve ter programas melhores pra fazer isso.
Mas já estou tão habituado em fazer isso no Windows Media Player, que eu acabo tendo preguiça de tentar dar uma chance a outros softwares do tipo.

Participe da discussão