Início » Aplicativos e Software » Python e Java empatam em ranking de linguagens de programação

Python e Java empatam em ranking de linguagens de programação

Python chegou ao 2º lugar no ranking da RedMonk com linguagens de programação mais populares; JavaScript lidera lista

Felipe Ventura Por

O Python empatou com o Java e chegou ao segundo lugar no ranking das linguagens de programação mais populares elaborado pela consultoria RedMonk. O JavaScript segue liderando a lista, que mede o interesse dos desenvolvedores com base nos repositórios do GitHub e nas discussões do Stack Overflow.

Python

Em todo ranking da RedMonk desde 2012, o Java e o JavaScript vinham alternando o pódio. Esta é a primeira vez que outra linguagem de programação entra no top 2. O Python não superou o Java em popularidade, mas conseguiu empatar.

Como nota a Wired, o sucesso do Python nunca foi garantido. A linguagem passou por uma longa transição entre as versões 2 e 3 que poderiam ter aberto caminho para concorrentes como como Rust (da Mozilla), Go (do Google) e Kotlin (da JetBrains).

Stephen O’Grady, cofundador da RedMonk, acredita que a versatilidade do Python ajuda a linguagem a se manter popular. “Isso, assim como a acessibilidade e a facilidade de uso, é um dos fatores mais importantes em sua capacidade de não apenas sobreviver, mas prosperar”, ele escreve no blog oficial da empresa.

O Python tem forte presença em diversas empresas, como Google, Dropbox e Instagram; além de ser uma das ferramentas preferidas de cientistas, matemáticos e outros pesquisadores para analisar dados.

A análise da RedMonk usa dados do GitHub Archive e discussões no Stack Overflow para medir o interesse dos desenvolvedores em cada linguagem. O ranking tem vários empates técnicos, como você pode conferir abaixo:

  • 1º lugar: JavaScript
  • 2º lugar: Java, Python (empate)
  • 4º lugar: PHP
  • 5º lugar: C#
  • 6º lugar: C++
  • 7º lugar: CSS, Ruby (empate)
  • 9º lugar: C, TypeScript (empate)
  • 11º lugar: Swift
  • 12º lugar: Objective-C
  • 13º lugar: R, Scala (empate)
  • 15º lugar: Go, Shell (empate)
  • 17º lugar: PowerShell
  • 18º lugar: Perl
  • 19º lugar: Kotlin
  • 20º lugar: Haskell

O’Grady nota que essa lista não mostra quais linguagens são mais utilizadas, e sim quais atraem mais interesse e são mais populares entre desenvolvedores. “Não dizemos aqui que esse ranking seja representativo do uso geral de maneira mais ampla; ele nada mais é do que um exame da correlação entre duas populações que pode ajudar a prever o uso futuro”, diz o executivo.

Java e Python lideram outros rankings

Existem outros rankings para medir popularidade. O TIOBE Index, por exemplo, leva em consideração o volume de resultados de busca no Google, Wikipédia, Bing e outros motores de pesquisa. Além disso, a linguagem deve ser Turing-completa, requisito que exclui o HTML; e deve ser descrita pela Wikipédia como uma linguagem de programação (o CSS é uma linguagem de folhas de estilo).

Como você pode imaginar, os resultados são diferentes por causa dos critérios utilizados. No TIOBE Index de fevereiro de 2020, o Java é a linguagem mais popular, seguido pelo C e Python; o JavaScript aparece em sétimo lugar.

Há ainda o ranking do IEEE Spectrum, que combina dados de busca na web, redes sociais, produção de código-fonte aberto e anúncios de emprego. São utilizadas oito fontes: Google, Twitter, Reddit, GitHub, Stack Overflow, Hacker News, CareerBuilder e o próprio IEEE (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos).

Em 2019, o Python liderou o ranking do IEEE Spectrum, seguido pelo Java, C, C++, R e JavaScript.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gabriel Arruda (@gdarruda)

O mais interessante é a “derivada” de crescimento do Python, é uma linguagem bastante antiga mas não tinha muita tração fora de alguns nichos como automação e análise de dados. Meio que do nada, houve um crescimento vertiginoso dela junto com as áreas em que é destaque e agora também virou uma linguagem “para começar” junto com Javascript.