Início » Celular » Novo iPhone SE tem bateria de 1.821 mAh e 3 GB de RAM

Novo iPhone SE tem bateria de 1.821 mAh e 3 GB de RAM

Ficha técnica de iPhone SE 2020 traz bateria de iPhone 8 e memória RAM de iPhone XR. Preços começam em R$ 3.699

Bruno Gall De Blasi Por

A Apple apresentou o novo iPhone SE nesta quarta-feira (15), com preços a partir de R$ 3.699. Além de trazer o mesmo visual do iPhone 8, o lançamento também repete algumas especificações do smartphone de 2017, como a bateria de 1.821 mAh. A memória RAM, porém, é a mesma do iPhone XR: 3 GB.

apple iphone se novo

É o que revela a China Telecom. De acordo com a operadora chinesa, o iPhone SE 2020 possui bateria de 1.821 mAh, componente com capacidade similar ao iPhone 8, de 2017.

A mesma afirmação é apresentada pela Apple nas especificações do celular. Segundo a fabricante, o novo telefone possui “bateria com duração semelhante à do iPhone 8”, capaz de entregar 8h de streaming sem parar.

A memória RAM é a mesma do iPhone XR (3 GB), quantidade inferior aos 4 GB oferecidos pelo iPhone 11.

A Apple também optou por não incluir o chip U1 no iPhone SE, possivelmente para reduzir custos. A ausência do componente, porém, traz dúvidas em relação à compatibilidade com o Apple AirTags, caso sejam dependentes do recurso.

Outras especificações de rede, por sua vez, foram atualizadas no smartphone, como o Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.0. O smartphone ainda traz NFC para pagamentos via Apple Pay.

iphone se branco

iPhone SE 2020: carinha de iPhone 8, jeitinho de iPhone 11

O iPhone SE é o lançamento mais recente da Apple e o primeiro celular da marca apresentado em 2020. A nova geração do smartphone repete a receita do anterior, já que traz o visual do iPhone 8 com especificações do iPhone 11.

O celular possui tela de 4,7 polegadas e marca o retorno do botão home e do leitor de digitais Touch ID, no lugar do Face ID. Além disso, a câmera traseira é única, de 12 megapixels, com Modo Retrato.

O processador é o mesmo do iPhone 11, o Apple A13 Bionic. O celular estará à venda nas cores preto, branco e vermelho e em três opções de armazenamento:

  • iPhone SE 2020 (64 GB): R$ 3.699;
  • iPhone SE 2020 (128 GB): R$ 3.999;
  • iPhone SE 2020 (256 GB): R$ 4.499.

Ainda não há data prevista para o lançamento do celular no Brasil.

Apple iPhone SE (2020) – ficha técnica:

  • Tela: LCD Liquid Retina HD de 4,7 polegadas com resolução de 1334×750 pixels, True Tone, brilho máximo de 625 nits, HDR10 e Dolby Vision;
  • Processador: Apple A13 Bionic com Neural Engine de terceira geração;
  • Memória RAM: 3 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB, 128 GB ou 256 GB;
  • Bateria: 1.821 mAh, até 13 horas de reprodução de vídeo, 8 horas de streaming de vídeo e 40 horas de reprodução de áudio (carregador de 18 watts vendido separadamente);
  • Câmera frontal: 7 megapixels com lente de abertura f/2,2, estabilização cinemática de vídeo e filmagem em 1080p até 30 fps;
  • Câmera traseira: 12 megapixels com lente de abertura f/1,8, estabilização cinemática e óptica, filmagem em 4K a até 60 fps;
  • Conectividade: 4G LTE Gigabit com MIMO 2×2, Wi-Fi 6 802.11ax com MIMO 2×2, Bluetooth 5.0, NFC, chip de banda ultralarga para reconhecimento espacial, dual chip (eSIM e Nano-SIM), Lightning;
  • Sistema operacional: iOS 13;
  • Peso: 148 gramas;
  • Dimensões: 138,4×67,3×7,3 mm;
  • Mais: certificação IP67 para resistência à água (profundidade máxima de até um metro por até 30 minutos)

Com informações: MacRumors, The Verge e Apple Insider

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
20 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Arleyasm (@Arleyasm)

Kramba, me senti um lixo R$3.700,00 isso é o baixo custo da apple…

Gabriel Peres de Oliveira (@bielperes)

A ausência do chip U1 só traz dúvidas sobre a compatibilidade com as AirTags e considerarmos que os AirTags só serão compatíveis com os iPhones 11, uma vez que são os únicos produtos da Apple que tem esse chip. O que não acho que será o caso considerando os rumores sobre a AirTags e nem as mudanças feitas pela Apple no iOS 13 em relação ao aplicativo “Buscar”.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Esse design e esse botão físico em pleno 2020 é de lascar… E ainda por 3700 reais. Tá maluco…

@LeandroCSC

Putz! rs! A que nível as pessoas chegam pra mostrar uma realidade falsa da vida e assim se sentirem bem…

Xico Pires (@xicopires)

Já não basta esse “notch” horrendo nos modelos mais caros, agora lançam um modelo com cara de 5 anos atrás? É sério isso, Apple??? Jobs nunca admitiria algo assim, nem esse notch nem esse “SE”. Deprimente.

Fábio Laurindo (@Fabio_Laurindo)

Este novo SE vai vender bem nos EUA, por incrível que pareça ele alcança um prublico teen, foi assim com o iPhone 8 e 7 explodiu neste público, e por lá de Edgar num subsídio sai free.

Henrique Nakade (@Henrique_Nakade)

eu realmente não entendo uma economia idiota dessas em relação a bateria…

por mais que custe quase 4 mil reais, se colocassem uma bateria de de 3 ou 4 mil mAh issso deveria muito, mas muito mais, mesmo com esse design ultrapassado…

Victor (@vsoco)

Não entendo o hate. Eu tenho curiosidade em usar um aparelho da Apple, mas tenho certeza que não me adaptaria bem ao ecossistema e voltaria pro Android. Dito isso, provavelmente é um aparelho com desempenho invejável, boas fotos e reconhecível para o público que gosta. Vai vender bem, como o primeiro SE vendeu.

Sérgio (@trovalds)

Definitivamente você não conhece o Jobs. Se ele estivesse vivo os celulares não seriam maiores que o iPhone 5S. E a corrida maluca por telas gigantes nunca haveria existido.

Comentando sobre o aparelho: apesar do “corpo” e tela inferiores e de uma ausência ou duas, está lá o chip de última geração da empresa e uma câmera que não deixa quase nada a dever a dos primos top de linha. E por menos da metade do preço. A única empresa que fez algo parecido do lado da concorrência foi a Pocophone, que lançou um celular com chip de última geração (à época) mas os demais componentes inferiores e um preço mais em conta. Nessa faixa de preço (em dólar), não tem absolutamente nada que sequer chegue perto em especificações de uma forma geral. Pra nossa realidade é um preço absurdo. Mas pra realidade do mercado a que se destina de uma forma geral no hemisfério norte, ninguém vai ficar prestando atenção no corpo ultrapassado do celular e sim no preço bem mais em conta.

Sérgio (@trovalds)

O SE tem tela LCD enquanto os primos mais caros tem tela OLED. O LCD consome mais energia.

Thiago Silva (@Thiago_Silva)

LCD, 1821 mAh e um super fuck A13 bionic como coração do smartphone. Tenho dúvidas referente a essa duração de bateria. Espero que eu esteja errado, vamos aguardar os reviews da gringa e os BRs.

Joseilton Júnior (@Joseilton_Junior)

A Apple chama o consumidor de otário e ele agradece. Sobretudo o brasileiro. Gente mais otária que tem.
Aqui existe até aluguel de iPhone pra ir pra balada. Ô povinho vazio…

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Quando você acha que a piada do iPhone recarregado três vezes ao dia acabou, vem a Apple com isso.

Thiago Passos (@Burnerman_X)

Pra quem acha que o SE não terá mercado, o iPhone 8 foi o 7o telefone mais vendido de 2019, superando todos os flagships Android e até mesmo o iPhone 11 Pro Max.

Agora imagina esse mesmo sétimo telefone mais vendido pelo mesmo preço e melhor.

Exibir mais comentários