Início » Brasil » Operadoras terão que repassar dados de clientes para IBGE

Operadoras terão que repassar dados de clientes para IBGE

IBGE vai realizar Pnad Contínua por telefone para medir desemprego no Brasil durante pandemia do coronavírus (COVID-19)

Felipe Ventura Por

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) vai receber dados pessoais de clientes na telefonia fixa e celular: as operadoras deverão fornecer nomes, números de telefone e endereços. O objetivo é realizar a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, que mede o desemprego no Brasil: ela será feita por telefone devido à pandemia do coronavírus (COVID-19).

IBGE

A medida provisória 954/20, publicada na noite de sexta-feira (17) e assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, diz que os dados das operadoras deverão ser entregues ao IBGE “para fins de suporte à produção estatística oficial durante a situação de emergência de saúde pública decorrente do coronavírus”.

A norma exige que operadoras de telefonia fixa e móvel forneçam ao IBGE a relação dos nomes, dos números de telefone e dos endereços de seus clientes, sejam pessoas físicas ou jurídicas.

Até o ano passado, as operadoras de celular não tinham os endereços de clientes pré-pagos. Claro, TIM, Vivo, Oi, Algar e Sercomtel fizeram um recadastramento após exigência da Anatel, solicitando nome completo, número de CPF e endereço completo com CEP.

Esses dados serão utilizados “para a produção estatística oficial, com o objetivo de realizar entrevistas em caráter não presencial no âmbito de pesquisas domiciliares”, diz a MP.

IBGE deverá apagar dados após pandemia

As informações terão caráter sigiloso e não poderão ser compartilhadas com quaisquer empresas públicas ou privadas, ou com órgãos da administração pública direta ou indireta. Além disso, o IBGE deverá divulgar em seu site um relatório de impacto à proteção de dados pessoais, nos termos da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

Quando a situação de emergência criada pelo coronavírus for encerrada, o IBGE deverá apagar todos os dados fornecidos pelas operadoras.

Em comunicado, o IBGE “agradece a adoção da medida provisória 954… esses dados serão fundamentais para o enfrentamento dos desafios de saúde e econômicos da realidade brasileira durante a pandemia da COVID-19”.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

José X. Burguer (@shevek)

haha, vamos ver o que vão dizer os bozonaristas que apoiaram o chefe quando ele foi contra o uso de dados das operadoras telefônicas para monitoramento de aglomerações

Vítor Gomes (@vctgomes)

Exatamente kkk

Quero só ver o que os apoiadores da ditadura farão qnd verem o estado os monitorando.

@ksio89

Monitoramento tão absurdo quanto o da pandemia, diria até pior. Pra quem defendeu aquela medida deve aceitar essa forma de vigilância também.

Diego Nascimento (@Dieg0)

" As informações terão caráter sigiloso e não poderão ser compartilhadas com quaisquer empresas públicas ou privadas…"

çei

André Cardoso (@andre)

23:59: estou proibindo o acesso a dados anônimos de geolocalização para controlar o nível de isolamento social durante uma pandemia pois estou preocupado com a privacidade

00:00: estou liberando o acesso a todos os dados de todos os brasileiros, incluindo nome completo, número de telefone e endereço, para poder fazer uma pesquisa do IBGE

¯_(ツ)_/¯