Início » Aplicativos e Software » WhatsApp suspende, mas não abandona plano de exibir anúncios

WhatsApp suspende, mas não abandona plano de exibir anúncios

Plano é mostrar anúncios nos Status do WhatsApp, mas ainda não há data para isso

Emerson Alecrim Por

Com o coronavírus (COVID-19) avançando pelo mundo, o Facebook tem a missão de garantir que o WhatsApp continue funcionando e fique tão livre quanto possível de notícias falsas, certo? Certo. Mas isso não fez a companhia desistir de um objetivo audacioso: exibir anúncios no WhatsApp. O plano foi congelado, mas não anulado.

A proposta original era a de mostrar anúncios na interface principal do WhatsApp, mas, em janeiro, veio à tona a informação de que o Facebook desistiu dessa ideia e irá colocar publicidade apenas nos Status (modo equivalente ao Instagram Stories).

Ao Engadget, um representante do Facebook confirmou que esse plano está mantido. O que ninguém sabe ao certo é quando isso acontecerá. Uma das razões é esta: em primeiro lugar, a companhia almeja concluir o projeto de integrar os serviços de mensagens do Facebook, Instagram e WhatsApp.

Mas esse também é um plano que ainda não tem prazo definido para ser executado, até porque fazer as três plataformas conversarem entre si envolve questões técnicas complexas.

WhatsApp e Instagram / como colocar link whatsapp no instagram

O detalhe que mais chama atenção é que, no fim de 2019, o Facebook estava praticamente pronto para exibir anúncios no WhatsApp, mas o plano foi suspenso por ninguém menos que Mark Zuckerberg, que estaria preocupado com a reação de usuários à mudança e com questões regulatórias — nos Estados Unidos, o Facebook vem passando por uma extensa investigação antitruste.

Enquanto isso, a implementação dos anúncios nos Status continua sendo estudada. O The Information relata, por exemplo, que a companhia considera usar o número de celular do usuário para criar uma correspondência entre a sua conta no Facebook e o seu WhatsApp para a exibição direcionada de anúncios.

Mas a ideia já enfrenta resistência dentro da empresa. Alguns executivos estariam preocupados com possíveis complicações regulatórias e com dificuldades de vinculação caso o usuário delete a sua conta no Facebook.

Como dá para notar, essa é uma novela que ainda vai render muitos capítulos. Por ora, o WhatsApp continua como está.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação