Tecnoblog
Início » Cultura » Apple TV+ paga US$ 70 mi por “Greyhound”, novo filme com Tom Hanks

Apple TV+ paga US$ 70 mi por “Greyhound”, novo filme com Tom Hanks

Com o acordo, o Apple TV+ terá os direitos sobre Greyhound durante 15 anos; a Sony manteve distribuição na China

Uma mudança nos planos por conta da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) levou o Apple TV+ a realizar seu maior investimento em um filme. O serviço de streaming pagou US$ 70 milhões à Sony por Greyhound, longa-metragem estrelado e escrito por Tom Hanks.

Com a temática da Segunda Guerra Mundial, Greyhound estrearia nos Estados Unidos em 19 de junho. O fechamento temporário dos cinemas obrigou a Sony a cancelar o lançamento e vender o filme, que custou cerca de US$ 50 milhões, para o Apple TV+. Segundo o Deadline, ainda não há data de estreia para o título no streaming.

A CNBC aponta que o serviço da Apple terá os direitos sobre a produção por 15 anos. O acordo envolveu uma disputa com a Netflix e a aprovação prévia de Tom Hanks. A Sony permanecerá com o direito de distribuir o filme na China, que autorizou a reabertura de cinemas e outros espaços com grande circulação de pessoas.

A Sony teria desistido de levar Greyhound aos cinemas em uma nova data por entender que o filme terá uma concorrência muito forte ao lado de franquias de super-heróis, que também tiveram suaa estreias adiadas devido à pandemia. A Apple, por sua vez, sinaliza que passará a investir mais em conteúdo.

Apple TV+ deve ganhar séries antigas

De acordo com a Bloomberg, o Apple TV+ contava com cerca de 10 milhões de usuários cadastrados em fevereiro. Porém, só metade do grupo havia realmente usado o serviço, que possui filmes originais como The Banker, Hala e The Elephant Queen. Há ainda as séries próprias, como  The Morning Show, Home Before Dark e For All Mankind.

Para aumentar o número de usuários, a plataforma pretende adquirir os direitos sobre séries antigas. O plano do Apple TV+ não é comprar produções como Friends e Seinfeld, que custaram mais de US$ 400 milhões cada nos últimos acordos com Warner e Netflix, respectivamente. Em vez disso, a plataforma planeja investir em títulos menos conhecidos para manter o foco em suas produções originais.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação