Início » Antivírus e Segurança » Golpe de WhatsApp usa nome do Datafolha para clonar contas

Golpe de WhatsApp usa nome do Datafolha para clonar contas

Na tentativa de clonagem do WhatsApp, criminosos se passam por pesquisadores do Datafolha para conseguir código PIN que ativa conta em outro celular

Victor Hugo Silva Por

Um golpe realizado por meio do WhatsApp usa o nome do instituto de pesquisa Datafolha para clonar contas. As vítimas recebem ligações de pessoas que afirmam que estão fazendo um levantamento sobre o novo coronavírus, mas, na verdade, tentam roubar o código que permite ativar a conta em outro aparelho. Segundo projeção do dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, a prática criminosa levou a 420 mil vítimas em junho de 2020.

Golpe de WhatsApp usa nome do Datafolha para clonar contas

Para realizar a clonagem do WhatsApp, os golpistas ligam para a vítima, se passam por pesquisadores do Datafolha e perguntam, por exemplo, se a pessoa conhece quem teve sintomas do novo coronavírus, causador da COVID-19. Ao final da chamada, os criminosos pedem o código PIN de seis dígitos que foi enviado por SMS, que serviria para validar a pesquisa.

No entanto, trata-se do código enviado pelo WhatsApp para ativar uma conta em um novo dispositivo. Com acesso ao histórico de mensagens da vítima, os golpistas podem, por exemplo, conversar com os contatos mais recentes e pedir empréstimos para uma suposta emergência.

A prática é a mesma adotada em outros golpes relatados aqui no Tecnoblog, como o que usa números de telefone exibidos em sites de anúncios como Mercado Livre, OLX e ZAP. Neste caso, as vítimas são abordadas por uma pessoa que se passa por funcionária de uma dessas empresas para também pedir o código PIN e ativar indevidamente a conta em outro celular.

Segundo o dfndr lab, os golpes no WhatsApp em 2020 têm envolvido temas ligados à pandemia do novo coronavírus. Entre eles, estão o que direciona para um site que se passa pela página do Auxílio Emergencial, o que promete saque de FGTS e o que anuncia uma campanha falsa de entrega de kit grátis com máscara e álcool em gel.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

imhotep (@imhotep)

Meus pais me ensinaram a não falar com estranhos.
É o q mais essa geração de pais (e avós) fazem na Internet.

Não dá pra entender…

Diego Nascimento (@Dieg0)

As pessoas não têm conhecimento básico sobre as ferramentas que usam, por isso os golpes nunca acabarão.

ochateador (@ochateador)

Faça o que eu falo, não faça o que eu faço.

É isso que seus pais devem estar pensando XD

@ksio89

O WhatsApp tinha que reforçar o aviso para não compartilhar o código de autenticação. Devia colocar a palavra “NÃO” com uma fonte tamanho 30, em negrito, itálico e sublinhando, só assim para ver se os usuários deixam de ser tapados e não repassarem o código 2FA para os golpistas.

Eu (@Keaton)

Não entendo o porque o pessoal diz que é clonar contas… não está criando uma cópia. Está sequestrando a conta. O que é diferente.

@doorspaulo

Eu ativei a autenticação em dois passos para meus pais, e só eu sei o PIN de acesso.
Isso já evitou muita dor de cabeça.

Marcelo Ferreira (@marcelo_mar25)

No próprio SMS está escrito “código do WhatsApp” só caí no golpe quem não lê o que está escrito antes de enviar o código