Início » Celular » Venda de celulares cai 20% na pandemia; Samsung e Huawei lideram mercado

Venda de celulares cai 20% na pandemia; Samsung e Huawei lideram mercado

Mercado de celulares tem queda de 20% na pandemia de COVID-19; Samsung e Huawei lideram no segundo trimestre de 2020

Por

O mercado de celulares teve queda de 20% na pandemia de COVID-19. Segundo um levantamento da consultoria Gartner revelado nesta terça-feira (25), quase 295 milhões de smartphones foram vendidos no mundo durante o segundo trimestre de 2020, com destaque à Samsung e Huawei, que lideram os resultados do período.

Venda de celulares cai 20% na pandemia; Samsung lidera

Ao todo, cerca de 294,7 milhões de celulares foram comercializados no 2º trimestre de 2020 contra 370,3 milhões no mesmo período do ano anterior. De acordo com a consultoria, a queda de 20,4% é resultado dos impactos da pandemia de COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

“Restrições de viagens, fechamentos de lojas físicas e gastos mais prudentes em produtos não essenciais durante a pandemia levaram à segunda queda trimestral consecutiva nas vendas de smartphones neste ano”, afirma Anshul Gupta, diretor sênior de pesquisa do Gartner.

A Samsung manteve a liderança no mercado durante o período, com 18,6% de market share e quase 55 milhões de celulares vendidos. Mesmo assim, a companhia registrou uma retração de 27,1% em relação aos resultados do segundo trimestre de 2019, quando a fabricante sul-coreana comercializou 75,1 milhões de telefones.

Huawei é a segunda colocada no mercado de celulares durante o 2º trimestre de 2020, segundo Gartner

A Huawei vem em segundo lugar, com 18,4% de participação de mercado e 54 milhões de unidades comercializadas, seguida pela Apple, em terceiro lugar, com uma fatia de 13% do mercado e cerca de 38 milhões de iPhones vendidos. Ainda assim, ambas as marcas sofreram quedas de 6,8% e 0,4%, respectivamente.

As quarta e quinta colocações são representadas pelas companhias chinesas Xiaomi e Oppo, como 8,9% e 8% do mercado, respectivamente, com quedas de 21,5% e 15,9%. Já as demais fabricantes de celulares acumularam uma cifra de 33,2%, com 97,7 milhões de unidades vendidas no exercício (-28,8%).

Com informações: Gartner