Início » Ciência » Elon Musk revela chip da Neuralink que conecta cérebro a computadores

Elon Musk revela chip da Neuralink que conecta cérebro a computadores

Dispositivo é capaz de ler e escrever atividades cerebrais por meio de eletrodos inseridos em pequena cavidade no crânio

Ana Marques Por

Após uma longa espera pela live da Neuralink nesta sexta-feira (28), Elon Musk finalmente revelou os primeiros detalhes sobre o chip que pretende conectar o cérebro humano a computadores. A ideia é que o dispositivo fique colado – literalmente – ao seu crânio, e que possa realizar funções semelhantes às de um dispositivo vestível, como um smartwatch, por exemplo.

chip da neuralink

Para além das funções de wearables comuns, o interesse da Neuralink é proporcionar soluções para condições neurológicas, como perda de memória, audição ou visão, e até doenças como depressão e ansiedade.

É claro que ainda falta muito para que isso aconteça, de fato. Atualmente, o chip está sendo testado em animais – durante a apresentação, Musk mostrou como o implante é capaz de ler atividades cerebrais em porcos, enquanto uma cobaia farejava o chão de um pequeno cercado montado no palco.

chip da neuralink lê impulsos elétricos em porcos

A arquitetura do projeto recebeu diversos avanços no último ano, passando de um dispositivo com diversas ramificações consideravelmente extensas para um chip pequeno, com 1.024 pequenos eletrodos de espessura menor do que um décimo de um fio de cabelo, que ficam alocados em uma cavidade feita no crânio.

Além de ler a atividade cerebral, esses eletrodos também são capazes de enviar informações ao cérebro, estimulando neurônios e induzindo reações aos impulsos elétricos.

nova arquitetura chip neuralink

De acordo com Musk, o implante não será visível – o resultado, após a cirurgia, seria apenas uma pequena cicatriz, que ficaria coberta pelo cabelo. O chip teria bateria para um dia inteiro, e poderia ser carregado facilmente à noite, por indução, da mesma forma que se você carrega um Apple Watch, por exemplo.

Já a cirurgia seria feita por um robô bem simpático (esse aí no print abaixo), semelhante a uma máquina de costura, que seria o responsável por inserir as pequenas agulhas no seu cérebro. O processo poderia ser feito em uma manhã, e você poderia deixar o hospital à tarde – sem a necessidade de anestesia geral.

robô cirurgião neuralink

A Neuralink recebeu a designação de “dispositivo inovador” da FDA, e está resolvendo algumas questões pendentes com testes de segurança para posteriormente iniciar os primeiros implantes em humanos.

E é com essa notícia, e a demonstração desta sexta, que Elon Musk pretende conseguir pessoas interessadas no projeto para trabalhar no aprimoramento do chip. De acordo com ele, a empresa busca por neurocientistas, engenheiros, especialistas em robótica e até mesmo profissionais que cuidem dos animais durante o processo. Os interessados podem se inscrever no site da Neuralink.

Mas, e aí, você colocaria um chip desses no seu cérebro?

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tux (@lordtux)

Torcendo para que chegue logo ao mercado e que seja usado em muitos estudos, imagina a quantidade de informação e insights que não vamos colher com algo monitorando suas atividade cerebral 24h por dia.

Lucas Carvalho (@Lucas_Carvalho)

É questão de tempo eles criarem um chapéu/boné que recarrega seu Neuralink

Bruno Who? (@brunossn)

Vejo com bons olhos: essa tecnologia pode abrir portas para a cura de várias doenças e transtornos. Minha avó sofre de Auzeimer, e esse pode ser o começo de um caminho até a cura.

Erika Rebouças (@Erika_Reboucas)

Marca da besta na cara do gado e todo mundo batendo palmas

João M. (@RonDamon)

Vão ter q mudar o nome pra dispositivo neuralink no BR, ao invés de chip, pra evitar mimimi.

Felipe Jardim (@Felipe_Jardim)

Aaaa só consigo pensar em uma coisa, avanço tecnológico nos jogos e algo parecido com Sword art online - link start hehe… Sonho, mas somos Br e toda tecnologia se chegar aqui vem um absurdo de valor

Daniel Herculano (@Daniel_Herculano)

Pelo que li sobre o neuralink, ele não necessitará de um carregador, pois como o corpo humano é abundante em energia, a bateria durará enquanto a pessoa viver.

E para o rapaz que sugeriu mudar o nome dessa invenção aqui no Brasil, a questão da assimilação entre o chip da neuralink com o que está descrito no livro de apocalipse não é particularidade do Brasil, isso ocorre quase que no mundo inteiro e mudar o nome não vai impedir que isso ocorra

@Sfielks

Eu já estou pensando nos futuros contos e filmes de terror tecnológico com essa ferramenta envolvida.

Glamurosa 2020 (@Glamurosa_2020)

Achei a idéia genial e com certeza já quero.

Bruno (@Unknown)

Musk revolucionando mais uma indústria.

Tiago Velho (@Tiago_Velho)

Francamente, só vim para ler os comentários referentes ao “chip da besta”. É ridículo que com tamanha tecnologia ainda se pense em coisas tão sem sentido.
As pessoas acreditam mesmo que um ser mitológico possa sair das chamas num suposto “dia do juízo final”. Como disse Douglas Adams:

“Não basta apreciar a beleza de um jardim, sem ter que imaginar que há fadas nele?”

Tiago Velho (@Tiago_Velho)

Seu comentário tá aparecendo, amigo. Mas acredito que ler a Bíblia só fará as pessoas acreditarem menos ainda nas histórias. Apenas uma pequena e insignificante fração da humanidade realmente leu a Bíblia. Uma pena. É um bom livro, só que o personagem principal morre no fim (spoiler)

Mickey Sigrist (@Mickey)

Já que o chip é literalmente preso ao crânio, fiquei curioso tentando imaginar como seria o processo de carregamento. Teria de haver uma base carregadora capaz de ficar presa nele enquanto a pessoa dorme? Estranho O.o

@Comentador

Dou risada desse povo dizendo que é coisa do diabo kkkk

Giovani (@Giovani)

Acredito que é só trolagem, pra provocar a discussão, pra si próprio a pessoa deve saber a bobagem que está digitando…

Exibir mais comentários