Início » Finanças » 5 cartões de crédito para quem tem ‘score baixo’

5 cartões de crédito para quem tem ‘score baixo’

Pontuação igual ou menor que 300 pode ser problema; veja cinco opções de cartões de crédito para score baixo

Luiza XavierPor
TB Responde

Mesmo que você esteja com suas contas em dia e não tenha restrições em seu CPF, é possível ter o cadastro reprovado ao solicitar um cartão de crédito. Isso porque, atualmente, não basta ter o nome “limpo” para ser considerado um bom pagador.

Empresas, lojas e instituições financeiras verificam a sua pontuação como consumidor (o famoso score de crédito), antes de conceder empréstimo ou financiamento. Por isso, quem busca por cartões de crédito e tem sabidamente score baixo deve ter paciência.

Mulher usa cartão e notebook em um parque (Imagem: Artem Beliaikin / Pexels)

Mulher usa cartão e notebook em um parque (Imagem: Artem Beliaikin / Pexels)

Uma pontuação baixa, igual ou menor que 300 pontos, pode ser um problema.

Mas, nem tudo está perdido.

Com a chegada das fintechs ao mercado, surgiram opções para consumidores avaliados com notas menores. E, para enfrentar a concorrência,  instituições tradicionais, os chamados “bancões”, também criaram produtos direcionados a esse público.

Com o score é possível saber quais são as chances de você deixar de pagar alguma conta nos próximos 12 meses. Esse cálculo estatístico é feito pela Serasa. A nota ideal para que um cadastro seja aprovado com facilidade é aquela em torno de 700 pontos. Mas, é claro tudo depende do conjunto de variáveis considerado pelas empresas.

Confira a seguir a lista que elaboramos para você, com cinco cartões de cartões de crédito para pagadores com score baixo que permitem fazer compras online, em lojas físicas e também assinar Netflix, Uber, Ifood e Spotify, entre outros serviços online.

Cartão Next 

É um cartão de crédito internacional, de bandeira Visa, oferecido pelo banco digital lançado pelo Bradesco em 2017. Saques, pagamento de contas, programa de fidelidade, entre outras operações, são acessados e controlados por meio do app da instituição. Para solicitar o cartão de crédito é necessário baixar o aplicativo e abrir uma conta digital, que é gratuita.

Qualquer pessoa maior de 18 anos pode se inscrever. O banco leva até sete dias úteis para analisar o cadastro. Caso seja aprovado, você receberá o cartão no endereço indicado na ficha de inscrição. O Next não cobra anuidade e oferece vantagens, como cashback e descontos em livraria e cursos. Mais informações (next.me/cartoes-next). 

Cartão Impact Bank

Esta é outra opção de cartão pré-pago, que pode ser adquirido mesmo com o nome “negativado”. Pode ser utilizado na função crédito à vista para compras online, desde que o correntista tenha o saldo disponível na conta. Também é possível gerar cartões virtuais a serem usados no e-commerce.

Criada por ativistas, o Impact Bank é uma plataforma surgida da parceria entre a Welight Tecnologia Social, que conecta empresas, fundos de filantropia e doadores com organizações de impacto, e a Digital Banks, desenvolvedora de tecnologia para meios de pagamentos. A fintech retorna R$0,10 para iniciativas de impacto a cada transação com tarifa realizada pelo cliente. Mais informações (impactbank.com.br).

Cartão Impact Bank (Imagem: Divulgação / Impact Bank)

Cartão Impact Bank (Imagem: Divulgação / Impact Bank)

Cartão Neon

Não há exigência de renda mínima e o cartão internacional, sem anuidade, está vinculado à conta digital. Transferências, boletos de depósito e outros serviços no app são gratuitos, mas há também operações tarifadas. O Neon, em  parceria com o banco Votorantim, oferece  contas correntes digitais, cartões de crédito convencional e pré-pago de bandeira Visa, além de empréstimos. 

Para abrir uma conta é preciso ser maior de 18 anos, baixar o app e se cadastrar fornecendo dados pessoais. A empresa informa que mesmo com restrições no CPF é possível ser aprovado como cliente. A partir da aprovação, a função crédito é desbloqueada no mesmo cartão físico recebido ao abrir a conta. O cliente terá ainda um cartão virtual para os serviços online. Mais informações (neon.com.br).

Cartão Trigg

Outra fintech do segmento de impacto social, a Trigg oferece cartão digital com cashback e uma pulseira de pagamentos por aproximação. Ao solicitar o cartão, que tem bandeira Visa, não é necessário apresentar comprovante de renda, o que também pode ser uma vantagem para quem tem score baixo.

Toda a movimentação – fatura do cartão, limite disponível, bloqueio e desbloqueio –  é gerenciada pelo usuário através do app, mas em caso de dúvida, é possível recorrer ao suporte pelo chat online.  O cartão Trigg tem anuidade, que é cobrada após os três primeiros meses de uso. Há tarifas também para saques nacionais e internacionais. Mais informações (trigg.com.br).

Cartão Superdigital

A fintech do Grupo Santander oferece cartões com a bandeira Mastercard (um físico e até cinco virtuais), que podem ser solicitados por quem tem mais de 18 anos e um CPF válido. Não há consulta aos serviços de proteção ao crédito, então, mesmo quem está com o “nome sujo” tem a chance de ter o cadastro aprovado. 

O cartão Superdigital não tem anuidade e pode ser usado em lojas físicas e também no e-commerce. No entanto, ele é um cartão pré-pago. Ou seja, você passa como crédito, mas o valor é descontado na hora do saldo que você tem na conta. Quem gastar acima de R$ 500 em compras no cartão é isento da tarifa da conta digital no mês seguinte. Mais informações (superdigital.com.br).

Cartão Superdigital do Grupo Santander (Imagem: Divulgação/Santander)

Cartão Superdigital do Grupo Santander (Imagem: Divulgação/Santander)

Mais crédito, mais risco

É bom lembrar que os limites para cartões concedidos a quem tem score baixo ou o nome “negativado” costumam ser inferiores a R$ 1 mil. Informe-se com as empresas antes de fazer sua solicitação. Os cartões do modo pré-pago são os únicos cujo limite só depende do valor depositado em sua conta.

E se você está pensando em pedir mais de um cartão, fique atento: quanto mais cartões de crédito você solicitar, mais baixo vai ficando o seu score. A razão disso é que, para o mercado, quanto mais crédito você tiver, maiores são suas chances de gastar, aumentando o risco de se endividar e não conseguir pagar o que deve.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

https://tecnoblog.net/?post_type=post&p=404942