Início » Computador » Chromebooks superam Macs em vendas anuais pela primeira vez

Chromebooks superam Macs em vendas anuais pela primeira vez

Enquanto novos Chromebooks venderam mais e tomaram o lugar da Apple, o Windows perdeu 4,9% das vendas entre 2019 e 2020

André Fogaça Por

O Chrome OS dos Chromebooks fechou o ano de 2020 como o segundo sistema operacional mais vendido em computadores, notebooks e workstations, passando o macOS pela primeira vez quando todo o período é considerado. Este número vem de uma pesquisa feita pela IDC, que leva em conta a presença de cada OS nos dispositivos vendidos, sem considerar os tablets.

Chromebooks (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Chromebook (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

O macOS já passou para o terceiro lugar na lista dos sistemas operacionais mais utilizados em computadores vendidos durante algum trimestre de outros anos, mas esta é a primeira vez que o OS da Apple perde também a somatória final para fechar o ano, em disputa com os rivais Windows e Chrome OS – o segundo presente apenas em Chromebooks.

O Windows continua como o sistema operacional mais utilizado dentre as três principais opções para os usuários, mas o crescimento do Chrome OS mostra que a entrega de máquinas mais baratas e o foco destes dispositivos em educação pode ter feito a diferença em um ano conturbado pela presença da pandemia de COVID-19, causada pelo novo coronavírus.

Os números para os quatro trimestres do ano de 2020, segundo dados da IDC, ficaram assim:

1º trimestre 2º trimestre 3º trimestre 4º trimestre
Windows 87,5% 81,7% 78,9% 76,7%
Chrome OS 5,3% 10% 11,5% 14,4%
macOS 5,8% 7,6% 8,4% 7,7%

O gráfico abaixo pode ajudar a enxergar o caminho de subida do Chrome OS, ultrapassando o macOS da Apple logo no começo do primeiro trimestre e seguindo assim até o final do ano analisado.

Participação de mercado dos Chromebooks subiu em 2020 (Imagem: divulgação/GeekWire)

Participação de mercado dos Chromebooks subiu em 2020 (Imagem: divulgação/GeekWire)

Olhando para os números fechados de todo o ano de 2020, também levando em conta apenas números de notebooks, desktops e workstations vendidas no período (tablets com Windows e Chrome OS, mesmo que bem raros, são ignorados), o Windows continua como o primeiro colocado:

  • Windows: 80,5%
  • Chrome OS: 10,8%
  • macOS: 7,5%

Chromebooks cresceram e o Windows caiu

Por mais que o número mais brilhante na tabela seja o representado pelo sistema operacional do Google, o Windows é o concorrente que mais sofreu em 2020. O produto da Microsoft viu seu confortável primeiro lugar descer 12,15% quando a comparação envolve apenas os trimestres de forma separada, começando no primeiro e terminando no quarto.

No número anual o tombo é menos doloroso. A participação do Windows em máquinas vendidas em 2020 é 4,9 pontos porcentuais menor quando comparado com o mesmo dado do ano anterior, em 2019, quando registrou presença em 85,4% dos PCs. O Chrome OS subiu 4,4 pontos e saiu dos 6,4% daquele ano. Já o macOS teve a menor alteração do trio, subindo apenas 0,8% de um ano para o outro.

Os dados divulgados nesta semana podem dar um alerta necessário para a maior adoção do Chrome OS por mais marcas, junto do fôlego extra para os parceiros notarem os Chromebooks como opção viável para quem busca um computador mais barato e que atende o básico das necessidades, como ver e-mails, escrever textos (tem o Google Docs e o Microsoft Office pode ser utilizado via app para Android), navegar pela internet e até mesmo jogar alguma coisa via streaming, como um Google Stadia, xCloud ou GeForce Now da vida.

Com informações: GeekWire e 9to5Google.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

No Brasil eu diria que é mais porque não vale o quanto cobram.
Fora que acostumar com o teclado do chromebook, pra mim, é um saco.