Início » Internet » Google segue de olho no seu histórico da web, mas tenta ser menos invasivo

Google segue de olho no seu histórico da web, mas tenta ser menos invasivo

Empresa dispensa uso de dados individuais para usar modelo que reúne informações em grandes grupos de usuários

Victor Hugo Silva Por

O Google anunciou nesta quinta-feira (3) que deixará de mostrar anúncios com base no histórico individual de navegação dos usuários. A decisão está ligada à Privacy Sandbox, iniciativa da empresa que prevê o fim do suporte a cookies de terceiros no Chrome até 2022 para oferecer mais privacidade sem prejudicar anunciantes.

Google Chrome para iPhone (Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Google Chrome no iPhone (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

“Hoje deixamos claro que, com a desativação gradual dos cookies de terceiros, não vamos criar identificadores alternativos para rastrear pessoas que navegam pela internet – e tampouco usaremos esse tipo de identificador em nossos produtos”, afirmou o diretor de Gestão de Produto, Privacidade e Confiança do Google Ads, David Temkin.

O executivo apontou que outros provedores de anúncios podem continuar a oferecer dados individuais, mas entende que a prática não será mantida por muito tempo por não atender às expectativas dos usuários e às restrições regulatórias. “Ou seja: essas alternativas não são um investimento sustentável a longo prazo”, diz Temkin.

A publicidade do Google usará APIs para preservar a privacidade e evitar o rastreamento individual. Uma das soluções promovidas pela empresa é o Aprendizado Federado de Coortes (FLoC, na sigla em inglês). O modelo dispensa cookies de terceiros e reúne os dados de navegação em grandes grupos de usuários com interesses em comum.

Chrome 90 terá alternativa para cookies de terceiros

Ainda segundo o Google, o Chrome 90, que será lançado ainda em março, deve iniciar os testes com a opção aos cookies de terceiros. A companhia informa que o navegador vai disponibilizar audiências baseadas em FLoC para testes abertos. Os anunciantes do Google Ads receberão o modelo no segundo trimestre.

Os planos de encerrar o suporte para cookies de terceiros fizeram o Google se tornar alvo de uma investigação antitruste no Reino Unido. A CMA, autoridade que regula o mercado no país, quer saber se a medida vai resultar em mais concentração de receita entre os produtos do Google.

Com informações: Google.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando