Início » Gadgets » Comparativo: Galaxy Buds+, Buds Live ou Buds Pro; qual comprar?

Comparativo: Galaxy Buds+, Buds Live ou Buds Pro; qual comprar?

A Samsung lançou três modelos fones de ouvido Galaxy Buds em um intervalo de um ano; descubra o que muda entre eles

Ana Marques Por

A Samsung anunciou os Galaxy Buds Pro em janeiro de 2021, junto à linha Galaxy S21. O dispositivo integra o portfólio de fones de ouvido totalmente sem fio da fabricante, sendo uma alternativa mais avançada aos antecessores Galaxy Buds+ e Galaxy Buds Live. Mas o que, de fato, muda entre os modelos? Comparamos ficha técnica, design e recursos para ajudar você na escolha dos seus Galaxy Buds.

Galaxy Buds+, Galaxy Buds Live e Galaxy Buds Pro (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Galaxy Buds+, Galaxy Buds Live e Galaxy Buds Pro (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Design

De pequenos pontos no ouvido a feijões reluzentes, os Galaxy Buds+, Live e Pro entregam design moderno, mas que diferem entre si. Começando pelo modelo Plus, temos aqui a construção tradicional, também presente na primeira versão dos Galaxy Buds. Tratam-se de fones intra-auriculares que conseguem manter o conforto e ficam bastante firmes na orelha – você pode inclusive usá-los para exercícios físicos sem grandes problemas.

Samsung Galaxy Buds+

Galaxy Buds+ (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Nos Galaxy Buds Live, a Samsung apostou em um visual diferentão, que mais parece um caroço de feijão. Apesar de serem estranhos a um primeiro olhar, os Buds Live também se mostraram confortáveis e com boa fixação na orelha durante os testes do Tecnoblog. Mas podem não funcionar tão bem em orelhas que fujam do “padrão Samsung” – vale tentar experimentar antes de comprar.

Samsung Galaxy Buds Live - Review

Galaxy Buds Live (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Por fim, os mais recentes Galaxy Buds Pro voltam às raízes, com formato que lembra mais os Buds e Buds+. Entretanto, os fones mantém o acabamento espelhado dos Buds Live.

Uma grande vantagem dos Galaxy Buds Pro é a certificação IPX7 de resistência contra água – nos Buds+ e Live, a proteção era apenas IPX2, isto é, uma resistência a respingos.

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Cancelamento de ruído ativo

Os Galaxy Buds+ não contam com cancelamento de ruído ativo. Temos este recurso presente apenas nas versões Live e Pro, com vantagem para este último, por conta do design.

Como os Galaxy Buds Live não são intra-auriculares, apenas repousam em nossas orelhas sem, de fato, entrar no canal auditivo, eles acabam deixando um pouco a desejar ao eliminar completamente os sons externos. Isso muda no modelo Pro: a isolação passiva acaba auxiliando no cancelamento de ruído ativo, resultando em uma ótima experiência.

Na experiência de Paulo Higa, até mesmo ruídos repentinos, como vozes e sirenes na rua, foram menos percebidos durante o uso dos fones.

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy Buds Pro no app Galaxy Wearable (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Qualidade sonora

Os três modelos de fones de ouvido têm potencial para agradar a maioria dos usuários que buscam um fone bacana para ouvir música no dia a dia.

A Samsung veio reforçando graves com o passar das gerações: os Buds+ já eram levemente melhores nesse quesito do que os primeiros Galaxy Buds, e os Buds Live ressaltaram ainda mais essa característica em uma tentativa de compensar o design aberto, mas o modelo acaba pecando um pouco nas frequências médias e médio-agudas, o que prejudica um pouco o espaço das vozes durante canções com instrumental mais presente.

Já os Galaxy Buds Pro estão em um patamar mais acima – uma grande evolução em relação às gerações anteriores. O modelo consegue entregar médios, graves e agudos de forma bastante equilibrada, e são a melhor opção para quem tem um smartphone do ecossistema Galaxy. Você pode ler mais sobre nossos testes de áudio no review completo dos Buds Pro.

Conectividade, software e recursos

Os três modelos são compatíveis com Bluetooth 5.0 e podem ser conectados facilmente entre celulares, tablets, smartwatches, computadores ou TVs.

Apesar de todos eles serem compatíveis com Android e iOS, os Galaxy Buds Pro não são suportados pelo app Galaxy Buds para o sistema da Apple, o que inviabiliza atualizações de software para os fones usando o iPhone (você precisaria fazer isso por um dispositivo Android utilizando o app Galaxy Wearable).

E por falar no Galaxy Wearable, o aplicativo também permite configurar o comportamento do touchpad – você pode definir o pressionamento longo de acordo com a sua preferência para, por exemplo, abrir o Spotify ou ativar o Google Assistente. Além disso, no software você pode alternar entre os modos de cancelamento de ruído e som ambiente.

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Os Galaxy Buds Pro contam com algumas funções exclusivas para usuários do ecossistema Galaxy, como a troca automática, que permite alternar entre dispositivos rapidamente. Funciona assim: se você estiver utilizando seus fones em um tablet da marca e receber uma ligação no smartphone, os fones irão mudar automaticamente para o celular, sem que você precise mexer em nada.

Além disso, a Samsung disponibiliza para os Buds Pro o recurso áudio 360 graus, para rastrear o movimento da sua cabeça e reproduzir som tridimensional. Para executar essas funções, é necessário ter um dispositivo com a One UI 3.1.

Bateria

Nesse quesito, são os Galaxy Buds+ que saem na frente, com a melhor autonomia. O modelo tem estimativa de até 11 horas de reprodução, mas aguentou até mais que isso: 12 horas e 33 minutos, com volume em 50%, nos nossos testes.

Tudo bem, os Buds+ não têm cancelamento ativo de ruído, mas ainda assim trata-se de uma excelente marca para earbuds tão pequenos.

Por outro lado, os Buds Live chegam com a promessa de autonomia para seis horas com o cancelamento de ruído ativo, e resistem a um pouco mais que isso: 7h04min com volume em 50%.

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy Buds Pro (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A maior decepção nesse quesito vem com os Galaxy Buds Pro, que aguentou apenas 4h26min de reprodução com o cancelamento ativo de ruído e volume em 50% – um resultado abaixo do prometido pela Samsung (5 horas). Sem o ANC, os Buds Pro passam a 8h34min de autonomia, acima das 8 horas estimadas pela fabricante.

Preço e custo-benefício: qual Galaxy Buds comprar?

Atualmente, os preços* dos Galaxy Buds no varejo nacional estão, em média, da seguinte forma:

  • Galaxy Buds+: R$ 499
  • Galaxy Buds Live: R$ 699
  • Galaxy Buds Pro: R$ 1.099

Nesse cenário, quem estiver em busca de um fone de qualidade, mas não ligar tanto para o cancelamento ativo de ruído, deve escolher o Galaxy Buds+, que tem a melhor autonomia de bateria e o design mais firme na orelha.

Por outro lado, se o cancelamento de ruído é algo bastante relevante para você, os Buds Pro são a opção ideal, ainda mais se você for um usuário do ecossistema Galaxy – o modelo entrega a supressão dos sons externos de forma mais eficiente e têm excelente qualidade sonora, batendo de frente com concorrentes, como os AirPods Pro, porém por um preço bem menor. Cabe a ressalva sobre a bateria, que tem autonomia inferior, mas ainda assim, trata-se de um ótimo produto que deve atender à maioria dos usuários.

*Preços coletados em 19/03/2021.

Galaxy Buds+, Live e Pro – Ficha técnica:

Galaxy Buds+ Galaxy Buds Live Galaxy Buds Pro
Lançamento Fevereiro de 2020 Agosto de 2020 Janeiro de 2021
Conectividade Bluetooth 5.0 Bluetooth 5.0 Bluetooth 5.0
Codecs Samsung Scalable, AAC e SBC Samsung Scalable, AAC e SBC Samsung Scalable, AAC e SBC
Bateria
  • Estojo de carregamento: 270 mAh (uma recarga nos dois fones)
  • Fone de ouvido (cada lado): 85 mAh (até 11 horas de reprodução)
  • Estojo de carregamento:29 horas de som (ANC desligado) e 21 horas de som (ANC ligado)
  • Fone de ouvido (cada lado): 60 mAh (até 6 horas de reprodução)
  • Estojo de carregamento: 28 horas de som (ANC desligado) e 20 horas de som (ANC ligado)
  • Fone de ouvido (cada lado): 5 horas de som (ANC ligado), 8 horas de som (ANC desligado)
Mic e Sensores Dois microfones externos, um microfone interno, proximidade, acelerômetro e giroscópio Dois microfones externos, um microfone interno, proximidade, acelerômetro e giroscópio Dois microfones externos, um microfone interno, proximidade, acelerômetro e giroscópio
Compatibilidade Celulares com Android 5.0+ com pelo menos 1,5 GB de RAM ou iOS 10.0+ (para o aplicativo Galaxy Wearable) Celulares com Android 5.0+ com pelo menos 1,5 GB de RAM ou iOS 10.0+ (para o aplicativo Galaxy Wearable) Celulares e tablets Samsung Galaxy com One UI 3.1 ou superior (para alternância rápida entre dispositivos e áudio 360 graus), Android 5.0+ com pelo menos 1,5 GB de RAM (para Galaxy Wearable)
Proteção contra água IPX2 IPX2 IPX7
Dimensões
  • Estojo de carregamento: 70 x 39 x 26 mm
  • Fone de ouvido (cada lado): 17 x 22 x 19,2 mm
  • Estojo de carregamento: 50 x 50,2 x 27,8 mm
  • Fone de ouvido (cada lado): 16,5 x 14,9 27,3 mm
  • Estojo de carregamento: 27,8 x 50 x 50,2 mm
  • Fone de ouvido (cada lado): 20,5 × 19,5 × 20,8 mm
Peso
  • Estojo de carregamento: 39,6 gramas
  • Fone de ouvido (cada lado): 6,3 gramas
  • Estojo de carregamento: 42,2 gramas
  • Fone de ouvido (cada lado): 5,6 gramas
  • Estojo de carregamento: 44,9 gramas
  • Galaxy Buds Pro (cada lado): 6,3 gramas

Com informações: Samsung

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Crisostomo (@Crisck)

Tabelas comparativas poderiam ter as linhas mescladas quando as informações das colunas são iguais né? Afinal são feitas para agilizar, e ler 3x a mesma coisa é o contrário de agilizar