Início » Aplicativos e Software » Cabify, concorrente da Uber e 99, deixa o Brasil nesta segunda (14)

Cabify, concorrente da Uber e 99, deixa o Brasil nesta segunda (14)

O fim da operação foi só no Brasil e a Cabify continua funcionando normalmente em alguns países da América Latina e Espanha

André Fogaça Por

Esta segunda-feira (14) é o último dia de operações para a Cabify no Brasil. A saída do aplicativo espanhol de transporte, rival de outros como 99 e Uber, foi anunciada em abril deste ano e os problemas apontados pela companhia para tomar essa decisão são a pandemia de COVID-19, principalmente a crise econômica gerada pelo surto.

App do Cabify (imagem: divulgação/Cabify)

App do Cabify (imagem: divulgação/Cabify)

A Cabify chegou ao Brasil em junho de 2016, cinco anos depois da empresa ter nascido na Espanha. Para brigar com as grandes Uber e 99, a companhia resolveu não cobrar qualquer tarifa dinâmica para suas corridas, levando em conta apenas a distância entre o começo e o destino da rota.

Este método de calcular o custo não durou muito tempo, mas ainda assim a Cabify escolhia com mais afinco seus motoristas parceiros. Selecionando com mais filtros os carros utilizados para prestar o serviço. Este critério também deixou de ser tão rigoroso com o passar do tempo e, ao menos no momento da publicação deste artigo, os veículos poderiam ter até oito anos de fabricação.

As cidades brasileiras com cobertura da Cabify incluem Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Santos (SP) e São Paulo (SP), mas no passado áreas maiores destes municípios também estavam dentro da lista, como São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo.

Em 23 de abril, quando o Cabify decidiu não operar mais no Brasil, a empresa chegou a publicar uma nota em sua conta do Twitter, que já voltou a ter o nome de usuário disponível:

“Depois de tantos anos nos movendo, no próximo dia 14 de junho deixaremos de operar no Brasil. Obrigado por tudo, e mesmo que não os levamos mais de Cabify, os levaremos para sempre no [emoji de coração]. Nos vemos nos países onde ainda operamos o serviço.”

Para a imprensa, a empresa soltou um comunicado com mais informações sobre os motivos da saída: “Ressaltamos que o mercado brasileiro ainda é muito afetado pela grave situação sanitária do país e pela crise socioeconômica local causada pela Covid-19. Este contexto dificulta a criação de valor e tem levado a companhia a parar sua operação no Brasil”.

App da Cabify ainda pode ser baixado no Brasil

Por mais que COVID-19 esteja em todo o planeta, a decisão do Cabify é exclusiva para o Brasil. Mesmo após este 14 de junho, a empresa continuará operando normalmente em todos os outros mercados. Pela vizinhança do nosso continente, a companhia atua no México, Chile, Colômbia, Peru, Panamá, Equador, Argentina, República Dominicana e Uruguai, além da Espanha na Península Ibérica.

Mesmo com a saída da Cabify do Brasil, o aplicativo ainda continua funcionando normalmente nos smartphones Android e no iPhone dos brasileiros, mas apenas encontram motoristas em locais onde a empresa continua operando. Com isso, uma pessoa que mora no Brasil pode pedir e pagar por uma corrida quando estiver em qualquer um destes outros locais – exatamente como faz a Uber.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Se não saísse noticia eu nem ia notar a falta do Cabify.