Início » Telecomunicações » Claro tem faturamento de R$ 9,81 bilhões e comemora vendas do Claro Box TV

Claro tem faturamento de R$ 9,81 bilhões e comemora vendas do Claro Box TV

Claro divulga resultados financeiros para o 2º trimestre de 2021; desempenho nos serviços móveis trouxe aumento na receita líquida

Lucas Braga Por

A Claro Participações divulgou seus resultados financeiros para o 2° trimestre de 2021: a operadora registrou alta de 2,1% na receita líquida e aumentou base de clientes móveis com plano pós-pago. A tele também revelou a estratégia de fibra óptica e comemora o desempenho de vendas do Claro Box TV.

Loja da Claro em São Paulo (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)

Loja da Claro em São Paulo (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)

Claro – Resultados Financeiros do 2° Trimestre de 2021

Confira os principais destaques para o segundo trimestre de 2021 e o comparativo com o mesmo período do ano anterior:

Indicador 2T 2021 2T 2020 Diferença
Receita líquida total R$ 9,81 bilhões R$ 9,6 bilhões +2,1%
Receita móvel R$ 4,26 bilhões R$ 3,84 bilhões +10,8%
Receita fixa R$ 5,11 bilhões R$ 5,43 bilhões -6%
EBITDA (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) R$ 4,04 bilhões R$ 3,93 bilhões +2,9%

Ao contrário das concorrentes Vivo, TIM e Oi, a Claro não tem capital aberto no Brasil, e, portanto, não divulga o lucro líquido ao mercado. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) teve alta de 2,9% no comparativo com o mesmo período do ano anterior.

Serviço móvel teve alta de 10% na receita

No segmento móvel, a Claro comemora o crescimento de 10,8% na receita líquida. A operadora expandiu a base de clientes, com aumento de 22,9% nas linhas do pós-pago em comparação com o ano anterior. Grande parte dessas adições são provenientes da Nextel, cujos acessos foram oficialmente integrados à base da operadora em fevereiro de 2021.

O serviço móvel tem ficado cada vez mais importante para a Claro: da receita líquida total da operadora, 43,4% representam contratos de linhas celulares. A operadora também viu alta de 61,8% na receita com venda de aparelhos.

A Claro encerrou o mês de junho com 67,7 milhões de clientes móveis e teve saldo positivo de 774 mil linhas na portabilidade numérica durante o ano de 2021. De acordo com os dados mais recentes da Anatel, 57,6% dos acessos móveis da tele usam plano pós-pago ou controle (que são mais rentáveis), enquanto 42,4% dos clientes possuem chip pré-pago.

A operadora presta o serviço de telefonia celular com rede própria em 4.239 municípios, dos quais 2.900 cidades utilizam tecnologia 4G.

Receita de serviços fixos encolhe 6%

Se os serviços móveis da Claro tiveram bons resultados, não se pode falar o mesmo do segmento fixo: houve redução de 6% na receita líquida em comparação com o mesmo período do ano anterior.

A Claro é a maior operadora do Brasil no serviço de banda larga. Ela mantém a liderança de internet fixa em 111 municípios, e comemora que 85,9% dos contratos têm velocidade de acesso superior a 34 Mb/s.

Em maio de 2021, a Claro possuía 9,79 milhões de clientes de banda larga – cerca de 60 mil a mais do que no ano anterior. No entanto, outras empresas (sobretudo os pequenos provedores) tiveram maior crescimento, o que causou redução na participação nacional do mercado de internet fixa.

Sem migração em massa do cabo para a fibra óptica

De acordo com o Teletime, a Claro deu a entender que continua apostando na sua infraestrutura atual de cabos coaxiais para ofertar o serviço de banda larga fixa, sem previsão de substituição da tecnologia HFC para a fibra óptica.

Nos novos mercados, a Claro atua exclusivamente com fibra óptica: sua rede com tecnologia FTTH atinge 108 cidades e tem capacidade para atender 2,1 milhões de domicílios (home passed). A tele tem expectativa de chegar a 5 milhões de casas até o final de 2021, o que representa uma meta ousada de praticamente dobrar a infraestrutura.

Mesmo assim, o cabo coaxial continua predominante: a rede fixa da Claro está presente em 313 cidades e tem capacidade para atender 33,5 milhões de domicílios. Ou seja: apenas 6,2% da cobertura utiliza tecnologia FTTH, que tem maior capacidade de tráfego (sobretudo nas velocidades de upload) e menor latência, sem sofrer interferências eletromagnéticas.

Enquanto isso, as concorrentes (Oi e Vivo) investem na sobreposição da rede de cobre para a fibra óptica. Em São Paulo, a Claro também começou a trocar o cabo coaxial pelo FTTH em algumas regiões, mas parece ser uma espécie de projeto piloto e atende poucas localidades.

O CEO da América Móvel, Daniel Hajj, enxerga que os pequenos provedores regionais têm crescido muito, mas nas regiões onde a Claro não atua com serviços fixos. Nos novos mercados, a operadora tem aplicado política de preços bastante agressiva com planos baratos e velocidades altas.

Claro Box TV alcança 122 mil clientes de IPTV

Além da banda larga fixa, a Claro também é líder em TV paga. No entanto, os números desse setor estão caindo consideravelmente: em um ano a Claro teve redução de cerca de 850 mil clientes de TV por assinatura.

Como uma aposta para tentar reduzir as desconexões, a Claro lançou em janeiro um novo serviço na modalidade IPTV, que é enquadrado como Serviço de Valor Adicionado e paga menos impostos que a TV a cabo convencional. O produto tem preço mais barato e é fornecido através de uma TV Box própria, com instalação feita pelo próprio cliente.

Parte frontal do Claro Box TV indica compatibilidade com 4K (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Claro Box TV (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Pela primeira vez a Claro divulgou a quantidade de clientes do Claro Box TV: o serviço atingiu a marca de 122 mil assinantes no segundo trimestre de 2021. Houve um crescimento expressivo em comparação com o trimestre anterior, onde haviam 35,4 mil acessos.

A Claro tem incentivado a adesão ao Claro Box TV e vende combos de banda larga com a caixinha de IPTV. A operadora comemora uma “recepção positiva no mercado”, mas não divulga qual o gasto médio por usuário desse produto.

Em junho, a tele revelou que o Claro Box TV representa 30% de todas as vendas de TV paga da operadora, e que os clientes contratam em média 1,7 a 1,8 serviços adicionais dentro da plataforma de IPTV.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando