Início » Brasil » Campus Party: inventor da web diz que monopólio do Facebook não é para sempre

Campus Party: inventor da web diz que monopólio do Facebook não é para sempre

Por
8 anos atrás

O ciclo de inovação não acaba nunca. Foi com esse argumento que  Tim Berners-Lee comentou a atual concentração de mercado que o Facebook no mundo inteiro, durante um encontro com jornalistas na Campus Party. Tudo bem que no Brasil ainda temos o Orkut como principal opção de quem quer ter um perfil na internets, mas em diversos outros países já é o FB de Mark Zuckerberg quem domina essa área.

Berners-Lee, inventor da web, fala com jornalistas. (Foto: Rafael Silva/TB)

Berners-Lee, considerado o pai da web, fez um rápido exercício de memória para falar do Facebookpólio. De acordo com o cientista, essa não é a primeira vez que vemos uma empresa aparentemente dominando, sem qualquer perspectiva de perder musculatura. Mas a história comprova que, em cenários como esse, a empresa acaba perdendo sua liderança em algum momento.

Lembra do Netscape? De acordo com Berners-Lee, a chegada desse navegador fez com que muita gente pensasse em desistir de continuar no mercado de internet. Até que o Netscape foi varrido do mapa, sem dó. A segunda grande onda foi da Microsoft, com seu Internet Explorer. A empresa parecia ser imbatível – ainda mais com as práticas prejudiciais ao mercado -, mas hoje sabemos que o IE não é mais o que foi um dia.

Mais recentemente, o inventor da World Wide Web disse que o Google sucedeu a Microsoft, com suas inovações em algoritmos de busca que faz com que o serviço de busca entregue bilhões de resultados diariamente. O tempo do Google, no entanto, também passou. Se o Facebook é o serviço mais visado atualmente, inclusive batendo o Google em número de acesso nos Estados Unidos, Berners-Lee afirma que isso não vai ser para sempre.

Facebookpólio ainda vai chegar ao fim. (Foto: Rafael Silva/TB)

Qual é a próxima onda da web? O inventor desse meio preferiu não fazer apostas, mas garantiu que as redes sociais têm papel fundamental na nossa sociedade.

Para concluir seu raciocínio, Sir Tim Berners-Lee afirmou que “é incrível a velocidade com que as pessoas curtem as coisas na web, mas é ainda mais incrível a velocidade com que largam de mão dessas coisas”.

Steve Jobs

Claro que ser inventor da web abre muitas portas, o que faz com que Berners-Lee conheça muita gente. Ainda assim, o cientista não quis comentar a licença médica que Steve Jobs pediu ao conselho da Apple. Depois de ver uma jornalista insistir no assunto, Berners-Lee foi enfático: “Não tenho nada a declarar”.