Início » Legislação » Provedores do Reino Unido terão que oferecer filtro anti-pornografia

Provedores do Reino Unido terão que oferecer filtro anti-pornografia

Britânicos deverão escolher se querem internet com ou sem porn

Avatar Por
8 anos atrás

Problema de Primeiro Mundo: obrigar os provedores de internet a oferecer um filtro que bloqueie conteúdo pornográfico. Essa é a mais recente luta de David Cameron, primeiro-ministro do Reino Unido, junto aos quatro maiores provedores de lá. Parece que a ideia vai mesmo para a frente.

Cameron, que já considerou desligar a internet durante aquela onda de manifestações – e violência, sejamos sinceros – em Londres, agora está contra a pornografia na rede. Internet is for porn, já dizem os GIFs que a gente encontra com tanta facilidade no Google Imagens. O primeiro-ministro discorda disso.

O 'pôster' diz tudo

O controle parental será oferecido a todos os clientes da Virgin, BT, Sky e TalkTalk. Juntas, as quatro empresas detêm 17 milhões dos quase 19 milhões de assinantes de internet no Reino Unido. Num primeiro momento, o governo deu a entender que cada provedor poderá escolher a empresa responsável por fazer o filtro de conteúdo. A McAfee estaria entre as companhias recomendadas para esse fim.

Quando um cliente assinar o serviço de internet no Reino Unido ou trocar de provedor, ele terá que decidir se quer o acesso livre ou se prefere a "internet com filtros". De acordo com os provedores, o impacto da decisão deve ser mínimo, tendo em vista que só 5% dos clientes mudam de operadora por trimestre. Como a maioria das residências britânicas têm acesso à rede, a conquista de novos assinantes também está longe de ser uma prioridade para os provedores.

O filtro de conteúdo na internet está amplamente disponível. Além de aplicativos que fazem isso, há serviços baseados na web com a mesma função. A OpenDNS, da qual costumo falar por aqui (embora atualmente esteja adotando o Google Public DNS como serviço de resolução de DNS) oferece diversos filtros por categoria de conteúdo.