Mais do que um orelhão, também um hotspot Wi-Fi

Oi inicia instalação de banda larga em telefones públicos – de graça

Thássius Veloso
Por
• Atualizado há 1 mês

A Oi anuncia nessa semana a instalação do primeiro orelhão com conexão por Wi-Fi. Dessa forma, a tele dá o pontá inicial num programa piloto em Floripa, capital de Santa Catarina, para testar a receptividade da nova função para um equipamento que parecia com os dias contados. Inicialmente, não cobrarão absolutamente nada pelo acesso à internet a partir dos equipamentos.

Clientes da Oi e transeuntes têm direito à navegação ilimitada em termos de tráfego de dados e livre de publicidade. Cada conexão tem limite de 2 Mbps, mais do que aceitável para o uso que eles esperam dos orelhões. “A velocidade é limitada a 2 Mbps por usuário para garantir a qualidade da conexão para todos.”

Usuário conecta-se à rede da Oi Wi-Fi (imagem: divulgação / Oi)
Usuário conecta-se à rede da Oi Wi-Fi

O Tecnoblog apurou que os orelhões com Wi-Fi não sofrem modificação. Como os telefones públicos de Florianópolis são alimentados por energia elétrica, a Oi optou por instalar um access point padrão de mercado na cabine do aparelho. Cada hotspot garante cobertura num raio de 50 metros.

Por trás da conectividade está a rede de dados da operadora na cidade. Representante da Oi explicou que os orelhões ficam conectados por meio de ADSL+, um formato de DSL capaz de transmitir até 24 Mbps em downstream e 1 Mbps em upstream.

primeiro orelhão fica no Largo da Catedral. A Oi planeja ter 30 orelhões com Wi-Fi instalados em Florianópolis até o fim do ano que vem. A partir dos primeiros testes vão definir a viabilidade de levar o projeto para outras cidades. “Esse período é fundamental para o entendimento da demanda e para a garantia de um serviço de qualidade para a população”, informa a companhia em nota.

Telefones públicos rendem taxas municipais de uso do mobiliário urbano aos cofres da prefeitura.

Nessa semana publicamos um artigo interessantíssimo do Lucas Braga, intitulado “Entenda como as operadoras vão usar o precioso Wi-Fi”, em que ele explica a importância do Wi-Fi para desafogar as demais redes celulares de dados. Conforme dito no texto, a Oi aposta forte nesse tipo de conexão. O aplicativo para conectar automaticamente smartphones e tablets ao Oi Wi-Fi funcionará também com os orelhões compatíveis. Eles têm que rodar Android ou iOS.

Também nessa semana a mesma Oi informou que algumas bancas de jornal na orla do Rio de Janeiro receberão hotspots Wi-Fi. Os novos roteadores se juntam à rede Oi Wi-Fi, que conta com mais de 10 mil pontos de acesso Wi-Fi no país.

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) divulgou relatório em que considera viável o uso dos orelhões como hotspots de conexão Wi-Fi – também permitem utilizar o mobiliário do orelhão para publicidade e consideram o fim do cartão magnético.

MeioBit reportou que prefeitura do Rio mandou desinstalar orelhões Wi-Fi da cidade maravilhosa por considerá-los “feios”.

Atualizado às 16h08.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados