Parabéns, internet: produção de FEZ II está cancelada

Giovana Penatti
Por

A gente sabe bem que as pessoas podem ser bastante cruéis na internet. Junte a isso uma pessoa de temperamento forte, conhecida por dar chilique e arrumar briguinha na web, e o drama está feito. O da vez envolve Phil Fish, o criador do game FEZ com nome de trava-língua, e seus haters espalhados por aí. E o desdobramento não é muito legal: o cancelamento da continuação, FEZ II, e a saída de Fish da indústria de games.

A decisão foi anunciada no Twitter dele, que agora está trancado. Depois, foi reforçada no site oficial da Polytron, a empresa responsável pelo jogo.

FEZ II está cancelado.
Já deu para mim.
Pego o dinheiro e vou embora.
Isso é tudo que eu posso aguentar.
Este não é o resultado de só uma coisa, mas o fim de uma longa, sangrenta campanha.
vocês venceram.

Vale lembrar que Fish não é um cara fácil de lidar. Tanto que a primeira impressão que todo mundo teve foi de que era só uma surtada, um blefe no Twitter.

A gota d’água foi um vídeo do site GameTrailers no qual o jornalista Marcus Beer, enquanto falava da questão dos indies no Xbox One, fez uma crítica a Fish e Jonathan Blow (de Braid) por não quererem falar com a imprensa sobre isso. Nem foi uma crítica tão pesada no conteúdo, mas nas palavras escolhidas; veja a partir de 1:40:

Depois, Fish disse a Beer pelo Twitter para se matar (risos) e contou que estava cansado dessa indústria.

Como dito no anúncio oficial, não foi apenas um incidente, mas uma série deles que causaram a desistência de Fish da indústria de games e da produção de FEZ II. Deixando exageros de cada lado à parte, o fato é que cancelamento do game nada mais é que o resultado de muita negatividade tanto por parte da imprensa como dos gamers. Será que não estamos, realmente, exagerando?

Relacionados

Relacionados