IBM lança Lotus Symphony 3

João Brunelli Moreno
Por

Editor de texto | Clique para ampliar

Sem fazer muito alarde, a IBM lançou esta semana a terceira geração de sua suíte de escritório Lotus Symphony. Baseada no OpenOffice 3.x, o programa chega ao mercado com a hérculea missão de enfrentar a hegemônica família Microsoft Office nos ambientes de trabalho ao redor de todo mundo – segmento geralmente avesso à novidades, mesmo que venham da velha e boa “Big Blue”.

Entre suas grandes novidades estão o suporte ao Open Document Format 12 – ou .odf, para os íntimos –, encriptação de documentos, um utilitário para atualizações automáticas, e novas opções de personalização de suas barras de ferramentas.

Como de hábito, a IBM aposta em um visual diferenciado para tentar conquistar adeptos para seu software. A exemplo de seus antecessores ele é composto por um único programa que oferece em sua tela inicial a opção do usuário fazer um novo arquivo de texto, planilha ou apresentação, e separa os documentos abertos por abas. Os menus com as funções mais comuns são organizados em uma barra lateral à direita da tela, solução que promete agradar os que procuram por um programa com visual mais moderno que o OpenOffice, que ainda é fiel ao Windows 98 way of life. No uso cotidiano a melhor notícia é que sua velocidade de carregamento, reconhecidamente seu maior calcanhar de Aquiles até hoje, está notadamente melhor.

Disponível para Windows, Linux e Mac, o software é compatível com 22 idiomas – português brasileiro incluso, e seu download pode ser feito em sua página oficial.

Com informações The H Open, via BrLinux

Relacionados

Relacionados