CEO da Nvidia diz que tablets com Android custam caro

Thássius Veloso
Por

O presidente da Nvidia deu uma entrevista raivosa para a CNET, na qual ele deixa bem claro que não está contente com as vendas de tablets rodando Android. E por que o honorável senhor Jen-Hsun Huang se põe a comentar sobre esse assunto? Motivo simples, é que a Nvidia é a principal fornecedora de processadores para tablets, graças à tecnologia Tegra 2.

Ele quer que os Androids vendam mais e mais, o que efetivamente não está acontecendo. A Motorola afirma que 250 mil unidades do Xoom foram distribuídas até o momento, o que está bem distante dos milhões de iPads na casa de consumidores ao redor do mundo (inclusive no Brasil, veja só).

Óbvio que só, Huang fez reclamações sobre aquilo que todos nós já sabemos: os tablets rodando Android são caros. De acordo com o executivo, o modelo mais básico desses aparelhos deveria vir sem 3G, o que já garante certa economia.

Há problemas de vendas, de expertise ao lidar com varejo, no marketing com os consumidores, além do próprio preço. Destilando toda a sua raiva, o CEO da Nvidia disse inclusive que falta conteúdo para os tablets com a plataforma do Google. Em outras palavras, ele disse que o Android carece de apps que sejam verdadeiramente desenhados para uso em tablets.

Motorola Xoom vendeu centenas de milhares de unidades

A boa notícia, ao menos para Huang, é que os grandes fabricantes, como Motorola e Samsung, sabem desses problemas e estão trabalhando para consertá-los. Ainda bem, porque os consumidores estão vorazmente aguardando tablets com preço mais em conta. Senhores fabricantes, aproveitem a redução de até 36% nos impostos sobre esse tipo de produto! Obrigado, eu.