Nvidia revela a GPU mais poderosa do mundo (com foco em IA)

Arquitetura Blackwell sucede a Hopper, anunciada há dois anos. CEO Jensen Huang diz que sistema é capaz de processar modelos de Gen AI com 1 trilhão de parâmetros.

Thássius Veloso
Por
Homem segura um chip em cada mão
Nvidia B200 e Nvidia H100 lado a lado (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

(San José, EUA) A Nvidia anunciou nesta segunda-feira (dia 18/03) a plataforma Blackwell, desenvolvida para quem precisa de grande poder de processamento em tarefas de inteligência artificial com mais de 1 trilhão de parâmetros. O fundador e CEO da empresa, Jensen Huang, a classificou como a GPU mais potente de todos os tempos. No entanto, não foi pensada para gráficos em games, mas sim para atividades da chamada nova revolução industrial.

A GPU base é a Blackwell B200, com 208 bilhões de transístores, uma enormidade. São 20 petaflops de poder de processamento. Ela sucede a H100, famosa por ter Mark Zuckerberg entre seus compradores (com centenas de milhares de unidades a caminho da Meta).

Ela é duas vezes mais rápida do que a arquitetura Hopper, de acordo com o executivo, que foi lançada há dois anos. Eu participei do lançamento no SAP Center e pude notar o espanto da plateia quando o telão exibiu o vídeo de um datacenter se formando com as tecnologias da plataforma Blackwell.

A Nvidia acredita que a arquitetura Blackwell terá impacto em tarefas de simulação de engenharia, automação de design de eletrônicos, processamento de dados, desenvolvimento de medicamentos, computação quântica e inteligência artificial generativa. Ela deve ser empregada em projetos da Amazon Web
Services, Dell Technologies, Google, Meta, Microsoft, OpenAI, Oracle, Tesla e xAI.

Aliás, durante todo congresso GTC 2024, executivos têm posicionado a Nvidia como a única empresa de AI que conversa com todas as demais – desde desenvolvedoras de modelos de linguagem, até fornecedoras desta tecnologia para outros negócios.

Homem no palco, com telão ao fundo
Jensen Huang, CEO da Nvidia, anuncia a plataforma Blackwell durante o congresso GTC 2024 (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Placa de computador
Máquina da Lenovo com Nvidia GB200 (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

A Nvidia ainda anunciou o superchip GB200. Ele envolve duas Nvidia B200 e uma CPU Nvidia Grace, conectadas à taxa de 900 GB/s por meio de um NVLink (com baixo consumo de energia).

A empresa de Jensen Huang não entrou em detalhes sobre preço nem disponibilidade. Como o GTC se trata de uma conferência majoritariamente para desenvolvedores, é improvável que anunciem GPUs para o mercado gamer.

Thássius Veloso viajou para os Estados Unidos a convite da Nvidia

Receba mais sobre Nvidia na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Também atua como comentarista da GloboNews, palestrante, mediador e apresentador de eventos. Tem passagem pela CBN e pelo TechTudo. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados