Início /
Razão Social Meta Platforms, Inc.
Fundação 4 janeiro, 2004
Cambridge, Massachusetts, Estados Unidos
Website Oficial www.meta.com

Meta

A Meta, antes conhecida como Facebook Inc., é um gigante da tecnologia, dona de algumas das maiores redes sociais do mundo. Fundada em 2004 por Mark Zuckerberg, a empresa começou através da criação da sua primeira rede social, o Facebook, consequência de um projeto de faculdade na Harvard University.

No começo, o acesso ao então TheFacebook era restrito aos estudantes da universidade. Um ano depois, Zuckerberg já concentrava milhões em investimentos e abriria o registro na rede social para funcionários de empresas como a Apple e Microsoft.

A abertura pública da Meta aconteceu em 2006, quando a empresa já tinha um funcionário. Três anos depois, em 2009, o Facebook já era uma das redes sociais mais usadas no mundo e em 2010 já acumulava 500 milhões de usuários.

Com o tempo, a empresa foi crescendo em todo o mundo e virando mais que uma rede social: em 2012, a Meta comprou o Instagram por US$ 1 bilhão; em 2014 foi a vez do WhatsApp, que custou US$ 19 bilhões e da Oculus, empresa de realidade virtual adquirida por cerca de US$ 2 bilhões e que lançou um dos principais gadgets de VR do mercado, o Oculus Rift.

Desde então, essas empresas fazem parte de um grande conglomerado e somam mais de 3 bilhões de usuários sob o guarda-chuva da Meta. Não à toa, as redes sociais de Zuckerberg já passaram por diversos escândalos de fake news, privacidade, e efeitos nocivos para os jovens.

Mas além de redes sociais e acessórios bacanas, a Meta gasta dinheiro em outros projetos como o Internet.org, uma iniciativa com o propósito de levar conexão com a internet às regiões precárias e desconectadas. Em 2020, a Meta começou os testes com a Novi, uma carteira digital antes chamada de Calibra e que permite o envio de dinheiro entre pessoas e países, sem taxas.

Foi só em 2021 que o então Facebook, que seguia utilizando o mesmo nome para sua rede social e conglomerado, se tornou Meta. A mudança veio como parte do novo foco da companhia: a construção de um Metaverso, universo que unirá o real e o virtual em um só espaço compartilhado.

No mesmo ano, a empresa já tinha escritórios em mais de 80 cidades, distribuídos pelos cinco continentes, e quase 50 mil funcionários. Além disso, era avaliada em mais de US$ 840 bilhões.

Continue lendo »

Produtos