Arquivo Celular

AE+Y: o celular que “dura para sempre” e custa R$ 100 mil

João Brunelli Moreno
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Construído pela dinamarquesa Æsir com a ajuda do designer Yves Behar, o celular abaixo leva o nome de “AE+Y Phone“. Ele não tem tela sensível ao toque e não é capaz de rodar qualquer tipo de aplicativo. Sua criadora, no entanto, promete que ele vai durar até o fim dos tempos graças a seu corpo construído em cerâmica ultra resistente, visor de cristal de safira imune a riscos e teclado criado com “precisão cirúrgica” em ouro 18 quilates ou aço inoxidável, com seus números gravados em baixo relevo.

Aesir AE+Y Phone: Highlander

De acordo com a Æsir, a arquitetura de seus componentes internos (fixados com 20 micro parafusos iguais aos dos relógios mais sofisticados) permite a realização de eventuais manutenções sem provocar qualquer tipo de dano colateral. “A Dinamarca tem uma longa tradição de produzir coisas que irão durar por muito tempo”, afirma Thomas Moller Jensen, fundador da Æsir. “Nós tentamos desenhar nosso telefone como faríamos com uma cadeira ou chaleira, o reduzindo até sua essência”, explica. Veja abaixo uma imagem do celular aberto e confira na página oficial um passo a passo da sua construção.

AE+Y Phone: não precisa passar pelo tratamento iFixit

O AE+Y Phone é quadriband (850/900/1800/1900 MHz), chega desbloqueado e suas funções se limitam a itens básicos, como fazer ligações, envio e recebimento de SMS, relógio mundial, alarme, notas, calculadora e conversor de medidas, enquanto sua bateria Sony é capaz de oferecer 5.2 horas de conversação e até 220 horas em stand by. Sua agenda tem capacidade para 1000 nomes, e sua memória permite o armazenamento de até 200 itens de agenda ou outras 200 anotações. Com tela de 2 polegadas e sem direito nem a uma câmerazinha sequer, seu único luxo técnico é o sensor Bluetooth para fones de ouvido externos.

Aos interessados, o modelo é fabricado sob medida e mostra que o preço da indestrutibilidade pode assustar. Sua versão em aço inoxidável sai por camaradas 7,2 mil euros (R$ 17,9 mil), enquanto o modelo construído em ouro sai por salgados 42 mil euros, ou R$ 104 mil.

Com informações: The Guardian.

João Brunelli Moreno

Formado em comunicação e jornalismo pela Universidade Metodista de Piracicaba, João Brunelli Moreno é redator, blogueiro, roteirista e produtor de conteúdo. Venceu mais de 100 prêmios de publicidade, incluindo o 40° Profissionais do Ano realizado em 2018. Foi autor no Tecnoblog entre 2009 e 2012 cobrindo assuntos relacionados a gadgets, computadores, Apple, Google, Microsoft, entre outros.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque