Rádio no celular: conheça os planos e ofertas de cada operadora

Lucas Braga
Por

Um serviço que ganhou muito destaque no Brasil é o rádio. Não falo do rádio FM, falo do serviço de rádiocomunicação direta. O principal motivo é uma possível economia que o serviço de rádio possa trazer para comunicações em equipe ou simplesmente entre um grupo que se comunica com frequência regular.

A questão é nem sempre temos informação dos serviços de todas as operadoras. O que cada uma delas tem para oferecer? O Tecnoblog fez uma listinha com tudo o que cada operadora – Nextel, Claro, Vivo e TIM – tem para oferecer, a fim de te ajudar na sua decisão sobre rádio no celular.

Rádio: vale ou não vale?

Nextel

Sabia que dá para usar Nextel sem ser no viva-voz?

Quem domina esse mercado já por muito tempo é a Nextel, que opera na tecnologia iDEN. Consequentemente, seu portfolio de aparelhos é limitado a alguns Motorolas e um BlackBerry.

O iDEN é uma tecnologia tem velocidade máxima de transmissão de dados na incrível velocidade de 19,2 kbps (!!!). Então, nem preciso explicar que não vale a pena assinar Nextel caso serviço de dados esteja dentro das pretensões de uso.

Por falar em não assinar, não é aconselhável esperar da Nextel uma cobertura nacional: a operadora possui presença apenas em 385 cidades, distribuídas por 11 estados. E como Nextel usa iDEN, não é possível fazer roaming com outras operadoras.

Os planos são bem salgadinhos:

  • N Vantagens Rádio (apenas serviço de rádio ilimitado): R$ 89,00 mensais.
  • N Vantagens Rádio + Controle (serviço de rádio ilimitado + possibilidade de utilizar como celular mediante recarga pré-paga): R$ 99,00 mensais.
  • N Vantagens + 100 (Rádio ilimitado + Ligações ilimitadas para Nextel + 100 minutos em chamadas locais): R$ 112,00 mensais.

Considerando todos os poréns, a Nextel só é vantajosa caso possua muitos contatos que utilizem o serviço. E muitas empresas adotam a Nextel como forma de contato, cabe lembrar.

Vivo

Também tem rádio ilimitado

Não faz muito tempo que a Vivo lançou o Vivo Direto. E o serviço que incomodou até mesmo a Nextel, com sua base de clientes de rádio relativamente consolidada.

A oferta de serviço é bem simples: o pacote Vivo Direto Ilimitado tem valor promocional de R$ 29,90 até março de 2012, que depois aumentará para R$ 49,90. Entretanto, para assinar o serviço, é necessário contratar um plano de voz. E aproveitando o lançamento dos planos ilimitados da Vivo, a dobradinha pode ser bem interessante:

  • Você Ilimitado + 60 minutos em ligações para fixo e outras operadoras + Vivo Direto: R$ 88,90 mensais.
  • Você Ilimitado + 60 minutos em ligações para fixo e outras operadoras + SMS/MMS ilimitado para Vivo + DDD e Roaming ilimitado para Vivo + Vivo Direto: R$ 118,90 mensais.
  • Smartphone Ilimitado + 60 minutos em ligações para fixo e outras operadoras + 250 MB +Vivo Direto: R$ 113,90 mensais.
  • Smartphone Ilimitado + 60 minutos em ligações para fixo e outras operadoras + SMS/MMS ilimitado para Vivo + DDD e Roaming ilimitado para Vivo + Vivo Direto: R$ 147,90 mensais.

O portfolio de aparelhos compatíveis com o serviço é restrito a 4 modelos: BlackBerry Curve 9300, Nokia 2710, LG Popcorn e Alcatel OT900. Entretanto, uma fonte que prefere ficar no anonimato e já trabalhou na Vivo me disse que a operadora tinha planos de expansão e pretende lançar aplicativos do Vivo Direto para iOS e Android.

Comparando as tarifas com a Nextel, o Vivo Direto aparenta ser muito mais interessante. Entretanto, reaplico o que havia dito para a Nextel: o serviço só compensa caso você tenha contatos utilizando-o.

Claro

POC

A Claro tem um serviço de PTT há muito tempo, mas parecia ter largado de vez. A verdade é que estávamos enganados: a operadora aproveitou a deixa da Vivo e desenterrou o Claro POC.

O pacote é bem similar ao da Vivo: mensalidade de R$ 49,90 pelo Claro POC Ilimitado, com valor promocional de R$ 29,90 por tempo indeterminado. Também é necessário adquirir um plano de voz para utilizar o Claro POC. Não irei simular o valor dos planos com o pacote, já que a Claro oferece planos sob medida, e o valor varia a cada respiração. Mas a mensalidade mínima é de R$ 40,00, o que significa que é possível ter rádio na Claro a partir de R$69,90.

O ponto fraco do Claro POC é a quantidade de assinantes. A Claro também peca na variedade de aparelhos: existem 16, todos Motorola. Desses, apenas dois (Spice e Spice Key) são comercializados. O resto já saiu de linha.

TIM

Liberty Rádio

A TIM não possui um serviço de rádio propriamente dito. Trata-se, na verdade, de um pacote que permite fazer ligações ilimitadas para números de rádio.

O Liberty Rádio custa R$ 9,90 por mês, e só pode ser ativado para clientes do plano TIM Liberty. Promocionalmente, a operadora possui a oferta de isenção da mensalidade desse pacote por 1 ano para novas adesões ao plano de voz Liberty +100.

Só que a oferta não permite ligar para seu contatos Vivo Direto ou Claro POC: o Liberty Rádio cobre apenas ligações para terminais SME. Isso significa que a mensalidade de R$ 9,90 serve para falar com Nexteloutras operadoras que ninguém conhece.

E agora?

Num mundo onde os celulares são inteligentes, será mesmo que os serviços de PTT das operadoras são necessários? O único desses serviços descritos que já tentei me comunicar foi o Nextel, e não compreendo como as pessoas conseguem manter uma conversação com tanto chiado.

Para finalizar, deixo uma pergunta para vocês: alguém já utilizou o Claro POC ou o Vivo Direto? Como foi a sua experiência? Como é a qualidade do serviço?

Lucas Braga

Repórter especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Relacionados

Relacionados