Arquivo Internet

Google diz que não indexa o arroba (nem do Twitter nem de ninguém)

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Em meio à polêmica nos Estados Unidos sobre o limite que o Google pode chegar para promover seus produtos nos resultados de busca, a mais recente discussão gira em torno da baixa integração entre o buscador e o Twitter. O Google disse ao site Mashable algo que coloca mais pimenta nessa história: ele não indexa nem nunca indexou o caractere de “arroba” para os resultados de busca (o at para os americanos).

“Agora o Google confirmou ao Mashable que nunca indexou o símbolo “@”. Em outras palavras, o mecanismo de busca nunca reconheceu ao identificador do Twitter quando ele foi formatado dessa maneira”, afirma o site.

Nem tão inteligente assim

No exemplo dado pelo site a busca por “@wwe” retorna a página oficial da WWE, empresa especializada na promoção de esporte. Se o usuário faz a busca por “wwe twitter” aí sim o primeiro resultado no Google é do perfil da empresa no microblog dos 140 caracteres.

O Mashable questiona se está na hora do Google dar mais reconhecimento ao Twitter. O perfil da WWE é seguido por quase 800 mil contas no microblog, enquanto a página no Google+ tem próximo de 25 mil pessoas. Com esses números é questionável dizer que, na busca por “wwe” somente, o Google+ deve aparecer na frente do Twitter.

Em resumo, o Google posiciona melhor o seu próprio produto, fazendo com que a probabilidade de usuários abrirem páginas do Google+ aumente. Isso se deve à tendência natural que os internautas desenvolveram de clicar nos primeiros resultados de busca, o caminho mais fácil entre ele e o conteúdo que tanto procura.

Além de dizer que nunca indexou o arroba, o Google tem em sua defesa o fato de que nem Twitter muito menos Facebook, os principais reclamantes dessa questão, estão interessados em abrir seus bancos de dados para o mecanismo de busca. No Facebook isso seria bem complicado porque estamos falando de dados pessoais, mas no Twitter até houve um acordo para que o Google acessasse dados privilegiados (e públicos, veja bem). O acordo expirou em julho do ano passado e não foi renovado.

O que você pensa do assunto? Com tanta gente usando o Twitter, acho que é razoável que o Google indexe os arrobas. É um tratamento especial para um serviço que, pelo seu tamanho, merece um tratamento especial.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque