Início / Especiais / Jogos /

TCGs digitais: card games sem as cartas – parte 2

Izzy Nobre

Por

Especial
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Ontem eu comecei a falar dos card games, jogos de estratégia que merecem a sua atenção. Hoje eu quero tratar dos TCGs que não sejam baseados na web. A começar pelo Xbox 360: no console, há outro título de Magic, dessa vez o Duel of Planeswalkers.

Duel of the Planeswalkers tem um visual muito mais atraente que seu irmão mais velho Magic Online, e também permite jogatina multiplayer, mas tem uma desvantagem imensa:você não pode criar o seu próprio baralho no jogo, o que é um grande (senão o principal) atrativo dos TCGs.

Apesar disso, o jogo é uma ótima pedida porque também ensina as regras aos jogadores iniciantes, e custa a bagatela de 800 MS Points – dez dólares, traduzindo pra moeda de verdade. E a desvantagem de não poder construir o próprio baralho acaba sendo uma vantagem disfarçada pros iniciantes que não querem a complicação de ter bolar uma estratégia e vasculhar milhares de cartas que a complementem.

No PS3: Eye of Judgment.

Você já assistiu Yu Gi Oh? A premissa do desenho se baseia no jogo de cartas, com uma pequena adição: no desenho, as cartas são colocadas num dispositivo que reproduz hologramas com as imagens das cartas, simulando em 3 dimensões as batalhas travadas pelas cartinhas.

Então, Eye of Judgment é o mais próximo disso que a tecnologia comercial contemporânea permite. O jogo é baseado em cartas reais, que trazem códigos que são lidos pela PlayStation Eye Camera (que, no jogo, é o antropomorfizado “Eye of Judgment”). A imagem das cartas se reproduz na TV, e eles encenam as batalhas acontecendo com as cartas.

A desvantagem óbvia com este formato é que você continua precisando comprar cartas novas para sua coleção, mas Eye of Judgment é relativamente completo se comparado a outros TCGs: dá para jogar tranquilamente por anos com o pacote inicial e se divertir muito. O jogo traz um extenso tutorial em vídeo que te ensina tudo tintin por tintin, e dá pra jogar tanto contra o PC, como contra um amigo, e até mesmo online.

Em minha experiência com card games, acho que EoJ é o TCG mais simples para ensinar a amigos, até pelo fato de que o software auxilia bastante no aprendizado das regras e das mecânicas do jogo.

E a galera do iPhone/iPod Touch/iPad tem Orions – Legend of the Wizards.

Orions é um card game/jogo de estratégia em turnos nos moldes de Heroes of Might and Magic. Você controla um herói que sai pelo mundo conquistando cidades inimigas, e os combates se dão por meio de uma batalha de cartas. Cidades regidas por caminhos de magias diferentes (água, fogo, terra… você conhece os clichês) produzem cartas diferentes que você pode usar pra incrementar o seu baralho, usando dinheiro adquirido através das vitórias no jogo.

O gameplay de Orions é extremamente intuitivo e fácil e aprender, mas tem nuances suficientes pra permitir jogabilidade variada e imprevisível. Considero-o um dos melhores meios de aprender a mecânica dos card games.

Que outros card games digitais você já experimentou?