Início / Notícias / Gadgets /

Magic Leap enfim revela detalhes sobre seu headset de realidade aumentada

Felipe Ventura

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Magic Leap está preparando um headset de realidade aumentada que promete ser revolucionário. Empresas como Google e Alibaba investiram milhões nessa startup, que vem fazendo bastante mistério sobre seu produto desde pelo menos 2014.

Agora, ela está finalmente revelando alguns detalhes oficiais sobre seu headset, o Magic Leap One “Creator’s Edition”. Ele será lançado em 2018 para desenvolvedores.

Como explica o TechCrunch, ele consiste em três peças de hardware:

  • Lightwear: um headset com a tecnologia de exibição “Digital Lightfield” e múltiplos sensores integrados para obter informações do espaço ao redor;
  • Lightpack: um dispositivo circular para prender na cintura, com os processadores e a bateria, conectando-se ao headset via cabo;
  • Control: um controle de navegação tridimensional, para selecionar opções do menu e interagir com o mundo que a Magic Leap está criando.

O headset também vai detectar comandos de voz, gestos, movimentos de cabeça e rastreamento ocular. Quanto ao software, a Magic Leap diz que terá a documentação, ferramentas e recursos para desenvolvedores no Creator Portal, a ser lançado no início de 2018.

Para ter uma ideia de como isso funciona, dê uma olhada no vídeo abaixo, que foi “gravado diretamente através da tecnologia da Magic Leap em 8 de abril de 2016, sem o uso de efeitos especiais ou composição”:

O fundador da empresa, Rony Abovitz, diz à Rolling Stone que o dispositivo tem o poder computacional de um MacBook Pro ou um PC para jogos da Alienware, com chip gráfico dedicado. Há pelo menos seis câmeras externas, quatro microfones e também alto-falantes embutidos.

São poucos detalhes — ainda não sabemos o preço, por exemplo — mas é alguma coisa. A Magic Leap já recebeu US$ 1,9 bilhão em investimentos de empresas como Google, Qualcomm Ventures, Warner Bros. e até o Grupo Globo (!).

Com informações: Magic Leap, TechCrunch, Rolling Stone.